A Backer é belorizontina, empresa séria que merece respeito, celeridade e solidariedade

 Não tenho procuração para defender a Cervejaria Backer e a intenção aqui não é essa, aliás, eles já devem ter formado um gabinete de crises capaz de enfrentar a “tormenta” gerada pela noticia que circulou nos últimos dias sobre “doença” misteriosa que rondou o bairro Buritis em BH, cuja causa recai preliminarmente sobre os ombros da cervejaria que nasceu e cresceu em Belo Horizonte, e que de certo virou pedra no sapato de “gente grande”.

Presumo também que a direção da empresa já tenha iniciado uma investigação paralela à da polícia civil sobre o uso de produtos irregulares que são a causa das intoxicações encontradas dentro de garrafas da cerveja Belorizontina, produzida pela Backer. O episódio vale lembrar, não envolve só a fabricante da cerveja que leva o nome da capital mineira, mas o mercado das cervejas artesanais onde elas crescem a passos largos, Belo Horizonte.

No pouco que falou até agora, sem direito a defesa, já que não há conclusões, a Backer declarou que não usa o composto orgânico dietilenoglicol, também conhecido como éter de glicol, aplicado no processo de refrigeração na indústria de cervejas. Se ela está realmente convicta disso a hipótese mais provável é de sabotagem com o intuito de denegrir a imagem da Backer, empresa que teve uma ascensão meteórica no ramo, sendo marca premiada de destaque como a melhor da América Latina.

Sendo assim, o problema ganha outros contornos que exigem resposta não só da polícia e da justiça, mas do povo belo-horizontino. Atentaram também contra nós, pois não tiveram respeito pela cidade que empresta o nome para um produto que é consumido aqui e em várias partes do Brasil. Lembro que recentemente a Backer recebeu proposta de compra de R$140 milhões e não aceitou. Não é segredo que as cervejarias artesanais incomodam as cias. cervejeiras internacionais.

Quem lembra da época em que as tubaínas despertaram a atenção das grandes companhias de refrigerantes, a maioria delas preocupadas com perda de fatias importantes do mercado. De lá para cá, os refrigerantes viraram vilões da saúde, e as tubaínas “deixaram de incomodar”. No gigantesco mercado das cervejas não é bem assim. Importante companhia cervejeira de projeção mundial, aumentou e diversificou a produção das suas cervejas consagradas, mas há quem diga que a qualidade de alguns rótulos tradicionais perderam o gosto original em virtude da adição de cereais que cumprem o papel do malte.

Ao contrário, as artesanais usam insumos originais, maltes importados que caíram no gosto do público cervejeiro, sobretudo o público mineiro que aprecia uma boa cervejinha nos mais de 12 mil bares espalhados pela capital mundial dos botecos, Belo Horizonte. Além de sabores convidativos, exóticos, elas possuem preços que cabem no bolso dos consumidores. A Belorizontina é das artesanais, a mais barata, que vinha vendendo mais do que água.

A Backer não merece o linchamento moral que está recebendo nas redes sociais

Nada justifica a morte ou sofrimento de quem foi vítima da contaminação por dietilenoglicol. Isso é outro assunto que a empresa terá que reparar caso fique comprovado que houve negligência ou imprudência no processo de fabricação da Belorizontina. Porém, a ideia de sabotagem precisa ser considerada, se de fato os produtos que causaram a intoxicação não forem utilizados pela Backer. A imprensa deve ser mais cuidadosa, e os fabricantes de fake, menos precipitados. Celeridade, solidariedade e paciência para esperar as conclusões das investigações são as palavras chaves.

Condenar uma empresa da forma como está sendo feito antecipadamente com a Backer e seu legado, além de covardia, é desrespeito à inteligência alheia, ato abominável.

jaribeirobh@gmail.com – WhatsApp: 31-99953-7945

133 thoughts on “A Backer é belorizontina, empresa séria que merece respeito, celeridade e solidariedade

  1. A meu juízo, uma Família que constrói mais que um nome, construiu um ícone, em pouco tempo, através de um trabalho árduo e profícuo, não me parece capaz de laborar contra esse renome! Assim, será preciso esclarecer devidamente o fato, antes de ficar crucificando uma marca construída com muito trabalho, talento, visão empresarial! A desconstrução é injusta, apressada e imprudente, beirando a sensacionalismo inócuo!

  2. Viram quem interditou a Backer? Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O Ministério do desgoverno que quer somente que as multinacionais cresçam no país e que quer destruir as empresas nacionais mais ainda. Interditaram a Vale (que é multinacional) que mata centenas de pessoas, animais e ecossistemas a cada desastre provocado? NÃO, só fizeram visitinha de helicóptero em Brumadinho juntinho com o dono da Vale.

  3. Como defender essa cervejaria se a mesma admitiu usar monietilenoglicol no processo? Sou quimico, e posso dizer: essa substancia pode ser facilmente transformada em dietilenoglicol durante o processo de analise, ou até mesmo com o tempo. Mas isso não vem ao caso, pois ambas as formas sao igualmente toxicas e foram identificadas na agua de resfriamento que é posteriormente usada na fabricacao da cerveja backer. A postura da cervejaria está completamente errada em tentar destorcer a causa raiz. Eles tem corpo tecnico capaz de investigar e esclarecer o caso o quanto antes. Além disso, queriam alegar que o problema se restringia a so uma marca e 2 lotes, sendo que agora se confirmou a contaminacao generalizada. E se alguem bebeu essas outras marcas durante os dias que passaram? 4 obitos ja.

    1. Cara, admiro vc ser químico e entender dos produtos.
      Mas parece que não se atentou ao processo de produção.

      Pelo que falaram, o mono é bem menos tóxico que o di. Mas foi a 1a vz que li que um pode se transformar no outro. Essa info é importante e não havia sido falada.

      Entretanto, a empresa admitiu usar o mono na água de resfriamento, que nada tem a ver com a água de produção. As cervejarias usam resfriamento indireto. A água de resfriamento não vira produto.

      Ou teve falha humana (injetar substância errada no processo) ou de material (rachadura, possibilitando contato etc). E ambas podem ter sido de forma intencional ou não.

      Aí já é campo para os investigadores.

  4. Sou maranhense ,mais ja provei cerveja artesenal,é uma delicia,sabor incoparavel,aqui no maranhao temos uma cerveja jenuinamente maranhense chamada ´´MAGNIFICA´´produzida atraves da mandioca,muito saborosa,esta vendendo muito,acho que corre risto de sabotagem tambem,pois tenho quase certeza que a BAKER foi sabotada,mais vcs que moram ai tem que se unir a favor da empresa,pois se a mesma fechar injustamente vao ser muitos pais de familia desempregados.
    Espero que tudo se resolva.

  5. Concordo que realmente tudo leva crer que sabotaram.Mormente tendo em vista que ja haviam feito prosposta, e nao aceitaram.Eu nao sou degustadora de cerveja.Mais penso,em qtos desempregados e famílias que dependiam desta cervejaria…A ganância acho que é um dos maiores pecados do ser humano!!!

  6. Sendo uma fábrica do ramo cervejeiro de projeção, a Backer precisa ser mais proativa e desenvolver uma linha de investigação particular robusta e criteriosa para esclarecer esse caso seríssimo de contaminação e que trouxe e está trazendo prejuízo às pessoas e famílias afetadas e à empresa.
    Como empresa alimentícia de grande porte, qual é a estratégia de segurança usada na fábrica em toda a linha de produção? Boletins de tarefas registrados e acompanhados, acompanhamento de encarregados da produção, análise constante de qualidade da água e dos demais produtos, câmeras de registro de processos etc.
    É importante para se garantir a qualidade dos produtos no mercado.
    Esperamos que tudo seja esclarecido, que a situação melhore para que não haja mais prejuízo humano é que a empresa possa recuperar sua posição.

  7. Observando os comentários acima, percebo que a maioria quer investigação mais séria. Eu também penso que é sabotagem pessoal ou tem alguma empresa preocupada com o crescimento da Backer. Já houve acidente com morte de fabricante de automóveis onde as peças estavam com defeito e nem por isso a fábrica foi proibida de fabricar os carros.

  8. É lamentável esse acontecimento…dá um trabalho do cacete chegar nesse porte. É o sonho de qualquer cervejeiro caseiro chegar nesse nível. Ver seu sonho e seu trabalho desmoronando é frustrante pra qualquer empresário que tenta empreender neste país. Fico triste também pela família porque se ele compraram é porque acreditaram e gostaram da marca… Que seja punidos os responsáveis

  9. Se a fabricante de cervejas informou que não usa dietilenoglicol então não existe nota fiscal desse produto, muito estranho!

  10. Isso é sabotagem da Ambev!!! Tentaram comprar, não conseguiram aí partem para o jogo sujo, sabotam, a empresa cai em desprestígio e endividada e os proprietários não vêem outra alternativa senão vender tudo a um preço baixíssimo afim de obter dinheiro para saudar dívidas trabalhistas e com fornecedores.

    1. concordo com vc,a prossima vitima da AMBEV aqui no maranhao vai ser a cerveja ´´MAGNIFICA´´que é feita somente aqui no maranhao e produzida da mandioca,cerveja muito boa e vende demais,e barata,preço açessivo a todos,tres cerveja por 10 reais,enquanto vendem a brhama de 6,50 RS.

  11. A coca-cola, que já sabotou o Guaraná Jesus do Nordeste e a Dolly recentemente, agora está querendo comprar até os aquíferos nacionais. Não duvidem que a Ambev (que já financiou até partidos corruptos no Brasil) esteja por trás disso. É o Polvo e seus tentáculos destruindo e sabotando tudo o que seja nacional!!! É o meta-capitalismo agindo!!! Livre mercado é o C******!!!

    1. concordo com vc,a proxima vitima da AMBEV aqui no maranhao vai ser a cerveja ´´MAGNIFICA´,´que é feita somente aqui no maranhao e produzida da mandioca,cerveja muito boa e vende demais,e barata,preço açessivo a todos,tres cervejas por 10 reais,enquanto a AMBEV vende a brhama de 6,50 RS.

  12. Tenho acompanhado os trabalhos da policia,notei grande profissionalismo dos Delegados e equipe de investigação,acredito que o mistério será resolvido nos próximos dias e o nome dos culpados serão divulgados logo.

  13. A serenidade convida a todos ao exercício pleno da precaução, do equilíbrio e da justiça. Todos os fatos precisam ser criteriosamente apurados e as responsabilidades adequadamente punidas, na forma da lei e com ética. A sociedade merece esclarecimento e a nossa cidade integral respeito!

  14. É necessário não levar para o lado emocional. Acidente ou sabotagem, é facil saber se este produto contaminante foi vendido para cervejaria ou para alguma empresa que presta assistência por lá, e aí procurar as possibilidades.

  15. Gente, é simples… Quem quiser, consome, quem não quiser não consome!
    Deixa a investigação para a polícia e o julgamento, após as apurações pertinentes, para a justiça!
    Lamentável mesmo são as vítimas, não a empresa ou a cerveja! Se mudaram os valores, não me avisaram! O resto é só especulação… Geração mimizenta!

  16. Até agora só vi apoiando a empresa… que até o momento é a responsável pela tragédia… as famílias atingida ninguém fala nada.. tente se por no lugar da família que perdeu um ente querido… poderia ser seu pai. Filho esposa marido… uma vergonha… este produto é proibido em indústria de alimente… mas tem uns bêbados se passando por cervejeiro… e acabam com famílias… o MAPA tem que fechar Est e tipo de empresa e exigir um químico responsável… meus sentimentos as famílias… e os que estão hospitalizados… não fiquem com medo… procurem seus direitos.

  17. Em tempo: 1) se a contaminação ocorreu, por exemplo, durante o envase, é sim possível que apenas algumas garrafas estejam comprometidas. 2) não vi em nenhum momento ninguém ventilar a possibilidade de falsificação da cerveja. SIM, Isso ocorre com uma frequência muito maior do q vcs podem imaginar com várias marcas e tipos de bebidas. 3) não adianta culpar o WhatsApp pelo fato, a velocidade da internet e mais benéfica do q injusta. 4) quem possuir outros lotes da cerveja e estiver com medo de consumir é só avisar que eu busco!!!!

  18. Só para lembrar já vimos vídeos da Polícia em galpões (sem higiene) nenhum adulterando cervejas com rótulos e tampas para lacrar a garrafa porém o líquido é falsificado onde a fabricação do mesmo pode ser feito até dentro de um banheiro. Sim o caso é grave e precisa ser esclarecido. Quem ganha com a queda da Backer é as grandes e quem perde é o cidadão que terá que engolir as marcas de péssima qualidade que dominam o mercado. Sabotagem, Falsificação, FakeNews tudo isso faz parte da estratégia de grandes empresas sempre foi assim. Espero que a verdade apareça seja ela contra/a favor da Backer. No natal tinha Belorizontina na minha casa 24 garrafas e ninguém passou mal.

  19. Concordo plenamente! Acredito muito mais em terrorismo industrial do que na culpa da empresa, que sempre demonstrou ser muito responsável, profissional e focada na propagação do consumo de artesanais. Aguardemos…

  20. Parabéns pela matéria. Vc é um jornalista genuíno, comprometimento com a autenticidade da informação e com os leitores. Um dos poucos jornalista imparciais nesse país. Todos os seus artigos são a visão de um homem íntegro, honesto, inteligente. Que não se vende e não se corrompe e que conhece as mazelas dessa cidade, do país e do mundo. A verdade deve ser dita ainda que o mundo se parta em mil pedaços! Continue, não pare. Vc faz jus a esta profissão!!!

  21. sei nao…em novembro de 2018 tive problemas com.a backer pilsen…eles analisaram o lote,assumiram a culpa e posteriormente repuseram as q comprei,tambem no super nosso,so q em outro endereco…posteriormente,tal fato voltou a ocorrer sistematicamente,ate com a export.cansei de reclamar.parei de consumir e passei a consumir outras marcas e a belo horizontina.i clusive comprei no super nosso no natal e passei mto mal apesar de consumir pouca qtidade…tenho pe atras com essa cervejaria que infelizmente por causa da demanda,deixou que a qualidade das cervejas,diga-se TODAS ,fabricadas poe ela caisse.qto a ter produto.toxico,espero de vdd que tenha sido sabotagem,pq nao e possivel que uma empresa de renome e da grandiosidade da marca faria tamanha barbaridade…vejamos…

    1. Ei, não percebeu que o tal supermercado está relacionado com o problema e não a cervejaria? As cervejas que provocaram intoxicação foram compradas no mesmo supermercado que havia sido dedetizado na véspera. Vc comprou as cervejas na mesma rede de supermercados nas várias vezes. Muito estranho, né? Quais serão as “intenções”, a pedido de quem?

  22. A cerveja Belorizontina é uma das melhores cerveja que já degustei tenho certeza que a Backer quer solucionar tudo que está acontecendo, Minas Gerais é pioneira em tudo que faz, por isso tenho certeza da transparência que será logo resolvida a situação, e voltar a ter a confiança em ter o prazer de apreciar uma cerveja de ótima qualidade, vida longa Backer.

  23. Ótimo post! Também acredito que seja sabotagem! Não acredito que os donos iriam arriscar seus investimentos tanto assim! Desde o começo não acreditei nesta história, que sempre me pareceu estranha e falha.
    Primeiro, como que se produz 66 mil cervejas e só aparecem 8 pessoas contaminadas e em uma só região? Quando se deu o envenenamento e até morte de alguns cães no Espírito Santo, foram em várias regiões e mais de 20 cães contaminados! Isto com ração, agora a cerveja que era largamente consumida e em várias regiões só 8 pessoas e em um só lugar?
    Outra coisa, como você fecha uma fábrica inteira e que produz vários tipos de cerveja por causa de 2lotes SUPOSTAMENTE contaminados (não acredito mesmo nesta história) ? Simples, porque a Backer tem 2 cervejas premiadas, em primeiro e segundo lugares, internacionalmente! Porque a Backer está ganhando cada vez mais território!
    O engraçado e que não fecharam ou interditaram uma certa empresa de refrigerantes por produzir sucos com coisas verdes gosmentas dentro das embalagens! Eu mesma comprei e reclamei!
    Não fecharam nem interditaram uma certa empresa que matou com seus laudos, comprovadamente falsificados, mais de 200 pessoas, fora rios e animais!
    Não bebo cerveja, mas meus familiares bebem e bebem Backer, e vão continuar a beber assim que voltarem ao mercado!
    Então aproveito aqui para deixar meu apoio a Backer para que ela solucione está história e sim, coloque na mídia o nome dos bois!
    E concordo com quem comentou aqui, as pessoas tem que ter mais consciência ao transmitirem informações na internet!

  24. Chora concorrência tel boi não ela eca melhor nada mudou na minha opinião já quero saber se tá liberado para tomar bastante belorizontina tudo de bom confiança total acidentes acontecem infelizmente este tem vítimas mas quem fez que a justiça o pune mas e sabotagem que diga o dono da dolly o mal que passa com as grandes marcas e o Brasil gente um cresce o outro que te ver na lama e assim nos bairros não Vei ser diferente no comércio o importante é o cruzeiro na série B e pronto

  25. Chora concorrência tel boi não ela eca melhor nada mudou na minha opinião já quero saber se tá liberado para tomar bastante belorizontina tudo de bom confiança total acidentes acontecem infelizmente este tem vítimas mas quem fez que a justiça o pune mas e sabotagem que diga o dono da dolly o mal que passa com as grandes marcas e o Brasil gente um cresce o outro que te ver na lama e assim nos bairros não Vei ser diferente no comércio

  26. Engraçado … quando bebo antártica quase morro dê piriri e dor de cabeça . Aí ninguém fala nada , aí aparece uma marca artesanal de excelente qualidade que vem ganhando prêmios internacionais pela qualidade e sabor de seus produtos . De repente por causa de um Incidente a SER apurado por órgãos competentes aparece uns medíocres do capeta para JULGAR E CONDENAR uma empresa séria que no devido tempo trará a realidade dos fatos !!!

    1. Esse é um país que destrói apenas por ouvir dizer, lamentável, e se apurar e não for a responsável o estrago já foi feito.

  27. É uma falta de respeito com a marca BACKER, e seus funcionários. Tudo tem que ser investigado, antes de condenar a fabricante.

  28. Sabotaram a empresa! Que selvageria!

    Pode ser…

    Mas a empresa não deixa de ter sua parcela de culpa por não proteger sua unidade industrial adequadamente!

    Não posso esquecer de expressar condolências à família do senhor que perdeu a vida, as famílias dos doentes e, sobre tudo, desejar plena e rápida recuperação dos internos.

    Não sou consumidor de cervejas. Sugiro que os amantes da bebida, principalmente das marcas artesanais, não abandonem e deem forças para esses empresários guerreiros, nesse momento bicudo. São justos e não te enganam um produto autêntico:

    Geralmente são sérios e comprometidos com seu público e consumidor. Entregam cervejas de qualidade na fórmula original.

    Não aquelas fórmulas alienígenas a base de milho , outras coisas e muita química (que mina sua saúde aos poucos) e que essa multinacional dona de quase tudo, te enfia guela a baixo como se cerveja fosse!

    Pode ser uma batalha de uma guerra industrial de forças desproporcionais.

    Fiquem espertos! Nada é como parece! Estamos em tempos muito bicudos!

    Cerveja é um ativo bilionário e as grandes não querem perder “seu gado”, digo “mercado!”

    Pronto! Não queria, mas desabafei!

    Tomara que não que não inventem de também batizar a cachaça da minha amada e legítima “caipirinha!”

  29. Visitei minas Gerais e só bebi Belorizontina lá, excelente cerveja bem como todas da marca que experimentei. Com certeza alguém querendo jogar na lama o sucesso das receitas.
    “O que não mata fortalece.”
    Continuem fabricando excelentes cervejas!

  30. Belo-horizontino ou belo-horizontina é quem é de Belo Horizonte. O nome da cerveja, Belorizontina, é uma derivação, uma brincadeira, digamos assim, em homenagem aos 120 anos de BH.

  31. Eu sei que muitas empresas genuínamente brasileira é tudo meio bagunçado, vai crescendo meio sem critérios, diferente de estrageiras que segue exigencias do seus paises de origem. É uma pena que tenha acontecido isso.

  32. É um ponto de vista… Mas só nos resta aguardar e torcer que as autoridades envolvidas sejam sérias e competentes o suficiente pra nos trazer a verdade e que não estejam pesando pra nenhum dos lados… Para que isso não ocorra mais no futuro e que os responsáveis, seja por sabotagem, seja por negligência, sejam responsabilizados….Uma vida foi perdida!

  33. Para mim foi sabotagem das grandes empresas, como essa cervejaria está crescendo enxergaram risco de perder mercado.
    Então o monopólio resolveu comprar todos.

  34. Concordo que a situação exige respeito, celeridade e solidariedade, mas, em primeiro lugar, são devidos às VÍTIMAS.

  35. Seja o que for que aconteceu, se aconteceu na linha de produção, só aconteceu devido a ausência de controles internos consistentes. É o que muitas empresas negligenciam, por entender que controle é custo ou burocracia. Como diz o personagem John Wick… “consequences” Fica aqui o meu desejo que a empresa possa sair dessa e aproveitar o aprendizado.

  36. O interessante é que qualquer outro assunto (também tão importante quanto) citado neste blog, ninguém dá a mínima atenção…
    No máximo cinco a seis comentários e olhe lá…

    Mas se o assunto for cerveja…

    Bom, concordo plenamente com você José Aparecido…
    Seu texto está perfeito.
    Há que se averiguar tudo com bastante cuidado.

    Mas que tristeza que está essa cidade hein!…
    Belo Horizonte…
    Que “zica” montanhesa!
    O que os “belorizontinos” fizeram para merecer tanta notícia ruim!
    A denominação dessa cidade é bem irônica: Belo Horizonte…
    Belo?
    E existe um horizonte para contemplação? É pra ter esperança, entusiasmo, otimismo?

  37. O problema não é linchamento antecipado da empresa, por se tratar de uma empresa privada, que visa lucro, o mesmo deveria certificar da qualidade do produto que produz e utilizar tecnologia mais segura, pois é a unica cervejaria que utiliza dietilenoglicol na fabricação, mesmo que o contaminante encontrado não entre em contado direto com produto acabado. A empresa não pode jogar o ônus do tratamento para o hospital público , pois a sequela da síndrome nefroneural será eterna para o doente. O estado deveria cobrar da empresa diária de UTI de hospital privado, fora a indenização do doente, caso seja culpada na intoxicação.

  38. Quando um incidente não é com a gente ou com um ente querido parece que não se deve levar aos mínimos detalhes. Na verdade, uma empresa que fornece um produto tem que se verificar todos os riscos e criar ações para que o consumidor não seja prejudicado. O cliente confiou que aquele produto não era prejudicial a sua saúde. A empresa fala em sabotagem e, disse que um ex-funcionário havia ameaçado a empresa, então sabiam, porque a empresa não tem laboratório interno que faça analise amostral nos lotes? São vidas humanas.

  39. O mais importante do post é novamente chamar a atenção para que todos busquem se informar por meio de fontes confiáveis (que, infelizmente, são bem poucas), antes de engrossar as fileiras da destruição de uma marca tão significativa no mercado cervejeiro. Não se trata agora de um assunto tão banal quanto futebol ou pseudopolítica. Basta lembrar que até que haja um desfecho, há muitos empregos (e famílias) em jogo.

  40. Vamos aguardar o final das investigações para fazer o julgamento. Porém, eu também acredito na hipótese de sabotagem. Uma cervejaria em ascensão não iria cometer um erro tão bizarro quanto esse. Infelizmente , a ganância humana é capaz de ações maquiavélicas em nome do lucro e do poder. Quem usou essa substância sabe exatamente das consequências e a cervejaria
    Não seria ingênua dando tiro no pé .

  41. “A Backer merece respeito”
    As FAMÍLIAS AFETADAS muito mais….
    daqui a pouco vai vir falando que a mineradora Vale merece respeito…. nem devia ter escrito este post…

  42. DEVEMOS TER CUIDADO AO COMENTAR. PODE SER OU NAO SABOTAGEM OU FACKE. AS MULTINACIONAIS NAO ACEITAM PERDER FATIAS DO MERCADO. SAO DESONESTAS QUANDO HA CONCORRENCIA. EXEMPLO DOLY.

    1. É você que está a proclamar a palavra, a qual faz parte do nosso vocabulário e está grafada nos dicionários. Um simples verbete, como qualquer outro. Que diabo de patrulhamento.

  43. Concordo plenamente, não é certo condenar uma empresa sem que seja apurado o que realmente aconteceu. A Backer é uma empresa séria e comprometida com a qualidade de seu produto.

  44. Muito verdade
    Se não teria muitas pessoas polícia civil olha direito este produto e levado em veículo em eletrônico e não matará niguem

  45. Falei ontem com um amigo sobre isso, aqui no Brasil os grandes matam os pequenos!! A Belo Horizontino é muito top, diferenfe de varias comercializadas pela Ambev e Brasil Kirin que dominam o mercado!! Lamentável!!

  46. Amigo Paulo.
    Acho que agora não temos que Deveder ninguém.
    Uma vida vale mais que uma cervejaria.

  47. Penso que deve se fazer tudo para realmente se esclarecer… que não deixam dúvidas… Mas eu fico com a ipótese de Sabotagem.

  48. No Brasil o povo adora pão e circo.
    Adoram prejulgar sem mesmo saber dos fatos.
    Merece respeito sim e ir a fundo descobrir que fez isso.

  49. Qtas unidades tem um lote do produto? Supostamente, dois lotes contaminados.
    E o restante mais ninguém consumiu?

  50. O estranho e que aconteceu em uma região isolada se fosse na cervejaria aconteceria em todo lote e teria mais gente doente, se e uma cerveja premiada incomoda a grande cervejaria que coloca milho em suas cervejas

  51. Simples e fácil de entender são 66 mil garrafas e se foi algo dentro da favrica, o lote todo tem que estar contaminado. Se a fabruca já afirmou que não usa glicol na refrigeração, não pode ser do seu processo de fabricação. Fazer os devidos testes e esclarecer os fatos. Demais questionamentos e argumentaçoes são em vão.. abraços

  52. Estou de acordo com suas preocupações. A palavra “sabotagem” é a primeira que me ocorreu quando o nome da Backer entrou no circuito desse processo. A ver…

  53. Merdas.acontecem. Não deve jogar pra debaixo do tapete o lixo. Assumam o erro e bola pra frente. Indenizar quem de direito como.uma empresa responsável, peçam desculpas pela falha que os clientes vão entender. Já vi casos milhões de vezes mais sérios mas as empresas sérias superaram.

  54. Especulações neste nível são abomináveis. Concordo, tem coisas sérias a serem desvendadas e isto ocorrerá por gente, acredito eu especializada e capacitada, “achismo” eh terrível. Agora uma coisa é certa, a Backer vinha incomodando gente gente. Espero que tudo se esclareça o quanto antes e que caso não tenha havido negligência, que ela, backer volte a cadeia produtiva, pq eh de trabalho que este Brasil necessita.

  55. Concordo que há possibilidade de um agents humano externo ter causado.

    Dedetizaram o supernosso a véspera do natal e o estoque deles é um nojo.

    Nào concordo com o uso do termo “DENEGRIR”
    VC parece ser bem esclarecido pra fazer uso dele.

  56. Eu não tenho interesse nenhum em defender o fabricante da cerveja mas acho que eles não tem nada com isso, acho que se fosse a cerveja o número de pessoas afetadas seria muito maior. Muito estranho.

  57. Tá certíssimo!!! A backer ganhou vários prêmio internacionais e está incomodando a AMBEV. Não se esqueçam que o dono do refrigerante Dolly sofreu perseguição da CocaCola, o capitalismo é podre!!! Como que fecham uma empresa sem concluir as investigações?? A polícia também pode muito bem ser vendida!!!

    1. Finalmente alguém tocando no assunto AMBEV que não duvido tenha algo a ver com esse episódio. A imprensa quer noticiar, mas o intuito principal não é esclarecer o público, mas sim vencer a concorrencia por IBOPE e causar sensacionalismo para ganhar pontos…isso se já não tiver sido comprada para defender uma Empresa X. E me aponte um ser humano, com raras exceções que não tenha o seu preço…

  58. Bela explanação, é fato que um produto vencedor causa incomodo nos concorrentes. A sabotagem é um péssimo recurso usado, pois a verdade sempre aparece. Moro há muitos anos no exterior, sou belo-horizontino, e tenho muito orgulho das Gerais. Estive na fábrica da Baker, uma maravilha de primeiro mundo, com os seus produtos de qualidade indiscutível. Fica aqui a minha solidariedade.

  59. O que me deixa intrigada e, imagino que intriga muita gente, é por que só acometeu pessoas do gênero masculino? Agora, que tudo aponta para sabotagem, isso é fato.

  60. Concordo plenamente com tudo que disse.
    Apenas trocaria a palavra “denegrir”, que é uma expressao racista, poderia ser “sujar a imagem”.

    1. Não interpretei como defesa. O cara apenas tentou lançar outra hipótese, e alertou que se deve aguardar as investigações. Inclusive reforçou que, por precaução, o melhor por hora é não consumir mesmo.
      Acredito que ele defende mais equilíbrio no julgamento. Ele não defendeu a fabricante a qq custo.

  61. Concordo plenamente.
    Condenar sem provas é muito sério.
    A condenação no caso,
    Deveria ser levado em conta a qualidade e referência comprovada do produto.
    Nenhum de nós está livre de erros ou vítima de sabotagem.
    Portanto, sugiro que crie uma lei, talvez exista, por ser leigo no assunto, que proíba divulgar na emprensa ” hipóteses” de crime antes da
    análise conclusiva. Caso ocorra, e não seja comprovado, os órgãos responsáveis pela divulgação, deveriam pagar pelos danos.

    1. Estamos num país em que o Ministro da “Justiça” é um sujeito que mais condena sem provas pra tirar proveito próprio e dos comparsas, em que o próprio “Presidente” atual do país chegou a esse cargo através de fake news nas redes sociais divulgando crimes inexistentes de candidatos adversários manchando a imagem destes.

  62. Parabéns pela análise consciente e ponderada sobre uma situação tão complexa e cheia de “armadilhas” ao público em geral. O caso aqui não é defender a empresa, pois se realmente for culpada, que pague pelos erros, mas é sim mudar uma ótica, principalmente das redes sociais, que a presunção das pessoas e organizações é da inocência, e não dá culpa.

    1. Muito verdade
      Se não teria muitas pessoas polícia civil olha direito este produto e levado em veículo em eletrônico e não matará niguem

  63. Compartilho com seu pensamento. Tb acho estranho que apenas um pequeno grupo de 10 pessoas tenha sido atingindo em um universo de 66 mil garrafas. Outra coisa que me chamou atenção foi o fato de que logo no início dos primeiros relatos da tal “doença misteriosa”, nos grupos de Whatsapp a cerveja já era apontada como causadora dos problemas. Como tal informação poderia ser dada com tanta certeza? As dez pessoas que certamente consumiram a cerveja, não ingeriram nenhum outro tipo de alimento? Soa muito estranho que tão logo as pessoas adoeceram as mensagens dessem nome e sobrenome do que teria levado à situação

  64. Descordo das pessoas que atacam a Cervejaria Backer e também daquelas que defendem a Cervejaria Backer antes da conclusão das investigações.
    No entanto, concordo que evitar o consumo dos produtos é o mais prudente até que sejam concluídas as investigações.
    A propósito, o nome da cerveja é “Belorizontina” e não “Belohorizontina”.

  65. Tenho mesmo sentimento. Reação meteórica para a destruição. Ninguém seria insensível para as pessoas acometidas pela intoxicação e muito menos pela dor da família que perdeu o ente querido. Muita calma nesta hora. Vamos esperar as investigações e que Deus conforte as famílias, os proprietários, os funcionários e que a justiça seja feita.

  66. Excelente comentário. Julgamento feito por machetes caça-cliques e grupos de WhatsApp. Empresa merece respeito e investigação criteriosa. Em respeito aos empreendedores e aos funcionários. Além de respeito às vítimas.

  67. Sei…que defesa “incondicional” e “desinteressada” mais linda, gente. Me lembrou o gado defendendo o Bozo

      1. Vá praticar o incesto dentro da própria família ! Vá defender o Lulladrão, a FuDilmaFudeusse ! Vá pra CUba, Venezuela, Nicarágua .
        Vá queimar o resto de seus neurônios com maconha ou cocaína !
        Respeite o trabalho do empresário de MinasGerais !
        Espere o desenrolar das investigações !
        Respeite a dor alheia, seu ateu !
        Vá queimar a própria rosca, já espanada, na companhia de um afro-descendente bem nutrido ! Deixe a família mineira de fora de sua boca podre !

      1. Já encheu o saco, tudo querem botar Bolsonaro, bolsominion, esquerdinha, Lula, nos comentários. Dá vontade de mandar p/ longe um alienado desse. Aposto que o Bolsonaro, Lula e Luciano Hang, estão todos abraçados achando graça do proletariado debatendo.

        Com relação à cerveja, tb creio que foi sabotagem, uma pena, vamos ver o desenrolar da história.

    1. Inacreditável tamanha falta de respeito.
      Estamos tratando da saúde da pessoas, e não de briguinhas políticas.
      Sinceramente.

    2. O pior e as mulas defendendo o luladrao .
      Muito estranho num lote de 60 mil 10 pessoas atingidas e todas no mesmo bairro. E mesmo as duvidas quanto ao supermercado. Muitas duvidas

  68. Concordo plenamente.
    Muitas respostas precisamos.
    Como dois lotes de 66 mil garrafas podem acontecer menos de 10 pessoas e quase a totalidade em um mesmo bairro?!

    Vamos aguardar. O dano, à marca, é irreparável.

    1. Exato….lote seletivo esse né? tipo programado geneticamente para fazer mau só quem mora nesse bairro…rsrs

        1. Haha, tá na cara que foi sabotagem para desmoralizar a marca é sua fabricante, já que a cerveja é boa e tem u preço melhor ainda. Às vésperas do carnaval? Cabe uma investigação rigorosa. Está na cara que existe um plano bem arquitetada para prejudicar a fabricante. Quanto vejo uma situação igual a essa, eu faço a seguinte pergunta.A quem interessa se tirar a Belohorizontina do caminho? Acho que é por aí.

    2. Amigo Paulo.
      Acho que agora não temos que Deve ser ninguém.
      Uma vida vale mais que uma cervejaria.

    3. Da traição nem Jesus livrou.Pisar na cabeça e mais fácil que da a mão e ajudar levantar. Precisa de calma, esperar as conclusoes , Reparar os danos.

    4. É claro que a Backer não utiliza o composto orgânico dietilenoglicol na receita de fabricação. Porém, não significa que este tóxico não seja usado nos equipamentos (serpetina) fabril. Dizer que é caso de sabotagem é uma tentativa de afastar a responsabilidade da empresa. Cabe a ela provar que não há contaminação tóxica em seus produtos. Este é um risco que o fabricante corre. Está sujeito ao massacre da mídia. Se não houvesse indício, não teria nada o que falar. Solidariedade? Só após a comprovação da inocência. Por enquanto devemos banir a Backer. A cerveja é considerada gênero alimentício, e como tal, deve ser observada a legislação pertinente: A Lei nº 8.137/90, que trata dos crimes contra as relações de consumo, constitui-se no principal instrumento normativo penal de defesa do consumidor contra as práticas lesivas no tocante à venda e depósito de alimentos impróprios ao consumo.

      1. Um hiato no whatsapp está causando um estrago enorme a uma empresa seria. Impossível apenas 10 pessoas serem afetados em um universo de 66 mil garrafas e em apenas um bairro.

      2. Exato. Não podemos pré julgar ninguém, mas também precisamos considerar que o fato é grave e merece sim, investigação criteriosa.

      3. Concordo plenamente. Mesmo que tenha sido sabotagem, um controle de qualidade rigoroso, como deve ser para qualquer produto que se destine ao comércio de alimentos e derivados, não deixaria escapar tal adulteração mesmo após o engarrafamento.

    5. Parabéns pela iniciativa.
      Uma coisa é certa: Em que pese se tenha noticias de vinícolas austríacas, em 1985, terem sido acusadas de adicionarem Dietilenoglicol-DEG (a substancia em questão) ao vinho para aguçar o sabor e torna-lo mais doce, essa não é uma prática das cervejarias em todo mundo. Não no processo cervejeiro. Mas pode ser utilizada na refrigeração da cerveja, em camisa estanque, não tendo em absoluto contato com ela. A Backer afirma que não utiliza o DEG no processo de produção de suas cervejas. Então é isso: a cervejaria, independente da Polícia Civil e do Ministério da Agricultura deve apurar os fatos para, estando tudo esclarecido, voltar a produzir.

    6. Eu fico com uma grande dúvida, pois pelo que me disseram em cada lote são distribuídos para venda no mercado um quantitativo de mais de 20.000 unidades, e o problema ficou localizado praticamente em uma mesma região, diante dessas circunstâncias não era para ser afetado um maior número de pessoas em diversas regiões da Cidade?

    7. Concordo plenamente e assino em baixo.
      os lotes específicos as pessoas compraram no supermercado específico que vende a marca… por isso somente buritis foi afetado… caso fosse problema na fabricação os casos seriam em diversos bairros e um número maior de pessoas afetadas…
      vale lembrar que as garrafas de cervejas não tem lacre, basta abrir e tampar novamente… seria importante o sertor pensar na segurança lacrar o produto … enfim, Deus no comando, o mundo está doente.

    8. E o engraçado é que em nenhum momento comentaram da dedetização que o supermercado da região fez dias antes segundo moradores.

    9. Bebi e vou continuar a beber esta e outras cervejas da marca. Nós Mineiros devemos e temos a obrigação de defender esta industeia genuinamente Mineira. Não se neguem a ajudar e a cobrar que esta investigação vá até o fim e puna is responsaveis.

    10. No Brasil o respeito ao consumidor não existe. Todo o cuidado deve ser levado em conta para não haver atropelamentos. Só que como foi parar no exame de sangue das vitimas esse agente químico? Eles deliberadamente tomaram o veneno? Acho muito pouco provável. Sua alegação está um pouco precipitada 66 mil garrafas já foram todas consumidas? A pericia da Policia Técnica está errada? Os empresários deste país tem que ter uma coisa em mente. Se fabricou um produto você é responsável pelo mesmo até o fim da cadeia produtiva. Comprovando o fato tem que ter punição exemplar para não ocorrer como fatos passados onde a Vale do Rio Doce matou mais de 300 pessoas entre Brumadinho e Mariana e as pessoas responsáveis estão impunes.

    11. Empresa que só pensa no lucro,que tá pouco se lixando pro consumidor, usando água envenenada pra fabricar a cerveja.

      1. No caso, o veneno custa $$$. Água seria mais barato!!!
        Então, seria mais fácil para a empresa usar apenas água.
        Esse comentário aí carece de lógica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.