Alguém precisa convidar o MINISTÉRIO PÚBLICO para promover JUSTIÇA

PRIMEIRO MANIFESTO A FAVOR DO PRINCÍPIO DA RAZOABILIDADE E DA JUSTIÇA. DE CERTO OUTROS VIRÃO, ATÉ QUE JUSTIÇA SEJA FEITA COM REPARAÇÕES…

MÁRCIO É TRIGO
Jornalista, pai de um casal de jovens, cursando Biblioteconomia, seu 4o curso universitário, aos 60 anos (porque resiste aos modernismos que desprezam a literarura clássica), MARCIO FAGUNDES, um dos maiores jornalistas da história de Minas Gerais, foi preso ontem na frente dos filhos, em PRANTOS, desnecessáriamente.

Foi exposto na midia como membro de “organização criminosa” e recolhido à masmorra do CERESP, um dos mais violentos e fétidos presidios do Estado. E tudo isto, por força de uma “PRISÃO PREVENTIVA”.

Sua legião de amigos sabe que Márcio é um homem de bem, que não possui patrimônio algum, que sempre lutou com dificuldade. Márcio torce para o América porque não gosta de disputa nem entre Cruzeiro e Atlético. Até 2a feira, era Assessor de Comunicação do MINISTÉRIO PÚBLICO de Contas.

Desde ontem é um “criminoso” por ter, assinado, em 2015, um contrato com uma agência de publicidade, a mando de um presidente truculento notório, da Câmara de BH.

Sabe como Márcio, que dependia de seu salário como então Superintendente de Comunicação da Câmara de BH assinava ? Identificando o documento como “O.P.” Ordem do Presidente. Márcio está agora de macacão vermelho recolhido, PREVENTIVAMENTE, em uma cela lotada do CERESP. Márcio é vítima do ativismo desmedido e irracional que está se tornando regra contra a presunção de inocência.

Onde Márcio se enquadra no art. 313 do Codigo de Processo Penal, que trata da prisão preventiva? Dê uma olhada e verá, com facilidase, que em nenhum dos itens. O contrato foi assinado em 2015, Márcio foi preso, PREVENTIVAMENTE, em 2018 e considerado CRIMINOSO antes de ser julgado. Veja o que Afonso Borges, um dos maiores intelectuais do País, do SEMPRE UM PAPO, sentencia e faça parte dessa corrente de separação entre o “joio e o trigo”. MÁRCIO É TRIGO ! FAÇA CIRCULAR.

MANIFESTO DE AFONDO BORGES E DÉCIO FREIR B

Na condição de amigo que conhece e convive diariamente com o jornalista Márcio Fagundes, NAO ficarei calado diante deste exagero do MP e desta total desproporcionalidade da justiça.
Marcio NÃO É BANDIDO, é unanimidade do bem e não merece esse tratamento. O MINISTÉRIO PÚBLICO PERDEU A NOÇÃO. A Justiça falha e não deveria com quem é trigo, não joio!

José Aparecido Ribeiro
Jornalista, blogueiro no portal uai.com.br – portal: novosinconfidentes.com.br
Colunista nas Revistas Minas em Cena, Exclusive e Mercado Comum – DRT 17.076-MG
jaribeirobh@gmail.com – 31-99953-7945

4 thoughts on “Alguém precisa convidar o MINISTÉRIO PÚBLICO para promover JUSTIÇA

  1. COMO O REINALDO AZEVEDO ESTÁ CANSADO DE FALAR DESSE COMPORTAMENTO DO MP E DO JUDICIÁRIO BRASILEIRO.
    “CONTRA A DITADURA DO JUDICIÁRIO NÃO HÁ NADA O QUE FAZER”
    PARABÉNS AOS QUE APOIAM E SEGUREM A ONDA QUE VAI PIORAR, O QUE TÁ NA LETRA DA CONSTITUIÇÃO NÃO SERVE PRA NADA MAIS.
    VÃO LÁ APLAUDIR MAIS OS JUÍZES QUE NÃO CUMPREM A CONSTITUIÇÃO, JUIZES SÃO OS ZELADORES DA CONSTITUIÇÃO, QUANDO ALGUM DELES RESOLVE NÃO CUMPRIR OU FAZER A INTERPRETAÇÃO TORTA DA CONSTITUIÇÃO, É ISSO AI QUE ACONTECE.

  2. Até parece um retorno aos tempos do AI-5. Além de profissional competente, Márcio Fagundes é um cidadão de bem, o que torna injustificável e desumana a sua prisão e a exposição pública negativa a que está sendo submetido.Solidarizo-me com ele e com a sua família.

  3. Triste! Revoltante! O acontecido só reforça, o que estamos cansados de saber. Que vivemos em um país, onde a injustiça reina e as leis são aplicadas em função dos nteresses de algumas classes.
    Parabéns pelo apelo!
    Que neste caso, como em tantos outros, prevaleça o direito básico, de todo cidadão, o julgamento justo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.