BRT ou Monotrilho? O que é melhor para BH, Contagem e Betim?

Em agosto de 2012, poucas pessoas sabem, os legislativos municipais das três principais cidades da Região Metropolitana de BH deram um importante passo em busca de uma solução para o grave problema do transporte publico. A convite do Metrô de São Paulo, um grupo de estudiosos do assunto, acompanhados por vereadores e secretários de governo de BH, Betim e Contagem, passaram dois dias visitando as obras do Monotrilho da Capital Paulista, conhecendo a tecnologia e suas vantagem.

Por que estou lembrando disso em agosto de 2018? De certo é a pergunta de qualquer leitor mais atento. Naquela ocasião não havia duvidas de que as soluções para tirar carro das ruas era a adoção de um transporte publico de boa qualidade, confortável e que coubesse no orçamento das prefeituras das três cidades. Passados seis anos desta visita que tive a oportunidade de acompanhar, a tese segue atual, pouca coisa avançou, porém não morreu.

Com o apoio e a presença de representantes da Associação Comercial de Minas, SME (Sociedade Mineira de Engenheiros), CREA-MG,(Conselho Regional de Engenharia Arquitetura e Agronomia), os 19 membros da comitiva visitaram o trecho do monotrilho entre Vila Prudente e Cidade Tiradentes, o maior e mais ousado projeto de Monotrilho em execução no mundo, hoje em pleno funcionamento.

O volume de passageiros do Monotrilho paulista é de 500 mil usuários dia, confirmando o modal como solução viável para regiões conurbada. A verossimilhança do trecho de 24km em operação na cidade de São Paulo com Betim e Contagem confirmou o que especialistas vem defendendo desde a implantação do BRT na capital mineira, o monotrilho, ao contrário do BRT tem apelos capazes de provocar mudanças de hábitos, pois é confortável e cumpre a mesma tarefa de um metrô ao transportar volumes significativos de passageiros. BRT não tira carro das ruas, Monotrilho sim.

O blog tem acompanhado o trabalho deste grupo e em breve terá novidades a cerca do projeto Monotrilho BH/Contagem/Betim. Para quem não é do ramo, o monotrilho é um metrô suspenso, que desloca sobre vigas de concreto a uma altura média de 12 metros, em vagões modernos e designe avançado. Hoje a capital tem uma demanda de 26 mil passageiros hora pico sentido. O monotrilho garante transporte de qualidade por mais 100 anos.Isso vale para Contagem e Betim.

Chama atenção o fato do Monotrilho não concorrer com carro onde o espaço já está saturado. Pode ser construido no canteiro central das avenidas, sem grandes desapropriações. O prazo de conclusão da construção é 5 vezes mais rápido do que o metrô subterrâneo, ao custo médio de R$100 milhões o km, contra R$400 milhões o km do metrô, inviável diante da realidade econômica das cidades brasileiras, a exceção da capital paulista.

Naquela ocasião um detalhe foi percebido por todos que fizeram parte da comitiva. A BHTRANS, empresa responsável pelas soluções de mobilidade da Capital, embora convidada, não compareceu. A entidade segue em silencio até hoje, apostando todas as suas fichas no BRT como único modal de transporte.

Lembro ainda que a viabilidade financeira do projeto não depende só do poder público, pode ser construído em regime de PPP(parceria público privada). Com a aprovação dos legislativos municipais dos três municípios e a validação técnica de especialistas, espera-se que os prefeitos sejam simpáticos ao projeto e possam trabalhar a favor da construção do Monotrilho, diminuindo o drama diário da imobilidade urbana.

José Aparecido Ribeiro
Jornalista
DRT-17.076/MG – jaribeirobh@gmail.com
31-99953-7945

10 thoughts on “BRT ou Monotrilho? O que é melhor para BH, Contagem e Betim?

  1. O Kalil, quando foi questionado pelo prefeito de Contagem, sobre o metrô, falou para ele cuidar dos problemas da sua cidade. Isso é mais um sonho, infelizmente.

  2. Como se BH fosse uma megalópole como São Paulo e Rio. BH é apenas uma capital provinciana, uma roça grande. Aqui não tem demanda para metrô subterrâneo. Nunca teve e nunca terá.m

    1. É por causa de comentários como esse que sua capital anda não pra frente e sim de marcha a ré. Pq cidades como Salvador e Brasília, com populações pouco maiores que BH, podem ter metrô, e BH não pode ter? Só trem suburbano que não atende bem menos da metade da população e BRT lero lero não bastam. Essa cidade tem que parar de desprezar o transporte de massa. BH não é Conceição do Mato Dentro ou Virginópolis!

  3. Já tem o espaço e estruturas para fazer a linha 2 do metrô no Barreiro. Também para levar a linha 1 até Betim. É só terminar o que já começou. BRT é solução Municipal, e não Metropolitana. O transporte de massa na metrópole deve ser feitos nos trilhos. Mas as administrações públicas só estão preocupadas em garantir o lucro dos empresários de ônibus.

  4. Que nada… os caras estao preocupados com causas como homofobia, transfobia, gordofobia, bullying, racismo, feminismo, caralhoaquatroismo…

    Nao se discute nada sério neste país!

    Abraço!

  5. É uma vergonha este dito metrô de BH, comparando com SP e RJ… Tivemos 4 governos do PSDB e 1 do PT, e NADA FIZERAM pelo transporte coletivo. A então presidente Dilma, deposta por “golpe” segundo alguns, veio a BH e prometeu verba para o metrô no mínimo DUAS VEZES. E aí? Vamos em SP e lá tem metrô. Ora, que “palhaçada” esta dependência do transporte por ônibus? Será que a “caixa preta” da BHTrans, dita e falada pelo atual prefeito, será aberta? Ahhh, lembram do trolebus, projeto do Newton Cardoso para a Cristiano Machado, com veículos comprados, pagos e sucateados? De novo, PALHAÇADA destes políticos que nos representam.

  6. Não acredito em mais nada. Infelizmente eh cada um que se vire. Procure morar perto do trabalho e esqueça a mobilidade. Vamos morrer sem solução. O governo não resolve nada. Eh uma verdadeira praga. Ouço sobre isso há décadas. Não eh falta de dinheiro. Pagamos muitos impostos. Tinha que aprender com China. Isso sim eh país que faz obras, mesmo com todos os problemas.

  7. UM monotrilho ligando o Belvedere passando pela av.Raja Gablagia ate a praça da Assembleia e depois metro subterrâneo…ligando a savassi e ao centro….mas kkkk nem projeto para o proximo século existe! Triste horizonte,que nem proibir estacionamento na hora do rush na RAJA e Avenida Bandeirantes!Nem semáforos sincronizados temos na cidade! Nem um projeto para chegar do SION ATE O BELVEDERE pela praça JK…… SAO PAULO TEM HOJE O TRANSITO MAIS PREVISÍVEL DO QUE EM BELO HORIZONTE!AQUI o caos de estreitar ruas e esquinas como funil parece que os engenheiros da BHTRANS não estudaram física nem geometria!
    Dois carros não ocupam o mesmo espaço e um funil passa menos liquido !

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.