Dia de caos em BH, amanhã ninguém vai lembrar.

PRESENTE QUE A BHTRANS E A PBH DERAM PARA AS MULHERES.

São 21:10hs, estou na Savassi e o caos que começou as 17H  continua. Sabe quantos agentes de trânsito eu vi por onde andei? ZERO, eles sumiram e ninguém se manifesta. A cidade está parada e a BHTrans segue em silencio, fingindo que o assunto não é com ela. Desafiando a paciência, a lógica e o bom senso, impunimente. Se trabalham ou não, nada muda no fim do mês, nos contra cheques, tem empregos e salários garantidos.

Não há metas, não há compromissos com resultados, com FLUIDEZ e com respostas aos momentos de contingência, que se multiplicam e impedem a população de transitar pela cidade, gerando prejuízos incalculáveis, poluição e estresse. Para a sorte de quem nos governa, e da turma que há 35 anos estacionou na BHTrans fazendo dela a própria casa, que mais parece a “casa da mãe Joana”, o povo tem memória curta, é passivo, não briga, é desmobilizado.

Depois que vencer mais este engarrafamento, vai acelerar, e até correr o risco de atropelar alguém ou se enfiar num poste, mas esquecerá que ficou preso no trânsito,  nos mesmos lugares. Hoje foram 2 horas preso no engarrafamento. Amanhã serao 2,30hs e nada acontece. O belo-horizontino está se acostumando com o caos e já não acredita mais em soluções.

Ouvindo o radio, escutará que o problema está acontecendo por que choveu, ou por que teve uma manifestação, ou ainda por que teve um acidente. Raramente ouvirá que a cidade precisa de uma mudança radical no modo de administrar a mobilidade urbana, com menos romantismo e uma dose de ousadia, nem tampouco que ela precisa de obras, pois tem um passivo de 40 anos e uma frota que beira 2 milhões de veículos.

Ouvirá talvez, de algum representante do poder público, que você precisa mudar hábitos e deixar o carro em casa. Isso mesmo, vá de bike ou de BRT para os seus compromissos. Embora não se tenha notícia de um único agente público dando “exemplos”, indo para a Prefeitura, SUDECAP ou BHTrans de bike.

Nao fazem isso por acaso, querem que BH copie os exemplos europeus, esquecendo que a nossa cidade não fica naquele continente, mas no Brasil, em Minas Gerais, onde a topografia é acidentada e o clima é quente. O discurso, politicamente correto é bonito, tem até adeptos, parece moderno, mas não muda a nossa realidade. A ladainha e o rosario de justificativas são sempre iguais, inúteis.

Escrevendo este artigo, preso dentro do meu carro assim como milhões de cidadãos que tentatam deslocar pela cidade hoje e perderam compromissos, NESTE DIA DEDICADO ÀS MULHERES, chego a uma triste conclusao. Nossos governantes e gestores públicos não andam pela cidade. Se andassem teriam vergonha e deveriam ser vaiados.

Para multar, instalar radares, detectores de avanço de sinais, semáforos, que já ultrapassam a marca de 1.100, estreitamento de vias, alargamento de  passeios, implantacao de medidas restritivas, são ageis, eficientes e presentes. Hoje sou capaz de apostar que aqueles que ficaram mais de 2 horas nos seus carros não viram um único agente de trânsito no caminho. Sentiram-se sozinhos, impotentes. E assim BH caminha para o caos, esperando por um plano de emergência que não vem.

José Aparecido Ribeiro

Autor do Blog SOS Mobilidade Urbana

31-99953-7945

22 thoughts on “Dia de caos em BH, amanhã ninguém vai lembrar.

  1. O problema do trânsito é que estamos há nada menos que 30 (TRINTA) anos sem UMA OBRA viária na região sul. No dia 08, tanto faz se ia ter agente coordentando ou não. Eles não mudam nada, quando não pioram tudo. Lembrem-se deste espaço de tempo: TRINTA ANOS. De lá para cá, colocaram inúmeros semáforos sem sincronia, quebra-molas, radares e outras besteiras INÚTEIS, mas nada de concreto.

  2. inegável a completa ausência dos agentes de trânsito (BHtrans / GCM / PM) na gestão do cais instalado na última quarta-feira . Lamentável, no entanto, a falta de educação, civilidade e gentileza urbana dos cidadãos . O poder público não cumprir o seu papel não isenta a responsabilidade de todos nós no exercício da plena cidadania.

  3. Agora vem a BHtrans se justificar dizendo que nada pode fazer porque ficou presa no trânsito. Seria cômico se não fosse trágico. Será que ninguém na BHTrans lê previsão do tempo? Será que medidas emergenciais não são previstas?
    Estamos entregues às moscas

  4. Concordo com tudo e com todos (radares arrecadatórios/obras que desafiam a nossa inteligência/agentes da fiscalização desaparecidos/ciclovias numa topografia dessas e etc.
    Agora e nós? Ciclistas paramentados não respeitam sinal, ciclistas na contra mão, motoqueiros tocando terror, motoristas que amplificam o caos fechando cruzamentos, manifestações políticas verdadeiramente sacanas em horários planejados pra tocar fogo no cabaré.

  5. “Motoristas reclamam da falta de guardas e agentes da BHTrans para orientar trânsito” …ahhhhhh…os brasileiros-criança e sua busca pelo estado-babá…até ontem pulavam como cabritos no carnaval e nas pesquisas eram a gente mais feliz do mundo; socorrendo me no velho e bom Millor…”o Brasil é o país do futuro e sempre será”…

  6. Perdi meu tempo dando atenção pra esse comédia Aparecido que se diz especialista… Aos leigos ele pode até enganar…
    Incrível como suas colocações são na contra mão… Credibilidade Zero!
    E não estou aqui defendendo PBH e BHTRANS não…

  7. Trabalho na região hospitalar e cruzar a cidade em meio ao caos foi impossível . BH não pode chover é essa a realidade, os semáforos param,o trânsito se complica e os buracos quebram os veículos que ficam no meio da via . Os números de radares aumentam mas a mobilidade urbana continua a mesma. Essa política de arrecadação de fundos da BHTRAN só se preocupa com ganhos ? Que melhorias tem sido realizadas para fluidez do trânsito? Onde é investido o dinheiro público? Já está na hora do povo belorizontino acordar e cobrar seus direitos pois os deveres só aumentam. VC está certo realmente nossa memória é curta e no dia seguinte preocupados com a vida metropolitana esquecemos do caos.

  8. O artigo é descrição perfeita do que vejo em BH a 11 anos. Me envergonho de ter votado no Kalil, que prometeu “abrir a caixa preta da BHTrans” e cobrar resultados. No primeiro dia de trabalho, já foi contra o próprio discurso de campanha. Temos um transporte público doente, deficitário, caindo aos pedaços. Uma guarda municipal corrupta e corruptora sem objetivos. As metas até existem e são muitas vezes alcançadas, como as de multas mensais, e dores de cabeça para o trabalhador que é refém desse sistema nojento.

  9. Eu demorei 3 horas do Belvedere à rua Espírito Santo esquina de Álvares Cabral . Não vi um único agente público controlando o trânsito. Nem mesmo policial. Se se lembrassem desfazer arrastão não ia ter ninguém para para os meliantes… somos refens do poder público , é a conclusão a que chego

  10. A BHTrans é um órgão aparelhado e “privatizado”, tenho certeza que me entende. Craque quando o assunto é instalar ciclovias que ligam nada a lugar nenhum e estreitar vias importantes. Este é o caso da jovem Av. Tancredo Neves. Não tem pintura sinalizadora no asfalto, mas agora tem ciclovias. Ninguém ver mais que meia dúzia de bicicletas em um ano, mas a iniciativa agrada os pelegos que vivem de movimentos inúteis.

    1. Até hoje nao entendi a necessidade de ciclovia na tancredo neves…. onde a bh trans coloca a mao vira caos total…eh muita gente incompetente em um orgao só.

  11. pergunta pra eles quanto arrecadarão ontem com muitas aplicadas em motoristas que estavam desaviados dos radares em todos os pontos da cidade.

  12. I.N.C.O.M.P.E.T.Ê.N.C.I.A T.O.T.A.L !!!
    É um absurdo o que fazem com a população que em vez de roubar, Paga os impostos em dia, veja bem: não é de hoje que venho batendo na mesma tecla:
    quando é para multar,ou melhor, roubar dos cidadões de bem vemos em grande número os agentes da BHTRANS em todas as esquinas, mais quando é realmente para por ordem ao caus parece que eles fazem um complô é simplesmente somem das ruas, principalmente quando chove ou eles são feitos de sal ou tem medo de trovoadas e raios, eu e muitos que por ventura passaram pela Av. Prudente de Morais no Sto. Antonio ontem sem brincadeira gastamos aproximadamente 2:47hs até conseguir chegar ao centro de BHZ(pça7), tudo porque os benditos não estava em lugar nenhum simplesmente sumiram…
    pra colocar ordem todos se omitem, mais pra encher o pacova, fazer desvios, e lógico Multar vemos eles em bando, Meu Deus até quando isso…..

  13. Vou citar um exemplo de incompetência ou é mesmo ignorância a dona prefeitura vivo isso todos os dias moro na Av: Bernardo Monteiro entre av. brasil e av. Afonso pena a dona prefeitura coloca uma ciclovia na Avenida que não nenhum ciclista por dia em uma região de morro e mais estreitaram avenida bernardo monteiro e durante o dia é muito difícil de circular por ter estacionamento rotativo dos dois lados e para acabar de ficar pior os funcionários públicos da policia civil estacionam os seus carros particulares nos estacionamentos para viaturas policiais que viaturas não tem nenhuma e mais dia de sexta feira a dona prefeitura colocou um feira de artesanato que de artesanato não tem nada entre av,Brasil e Rua Timbiras em uma região Hospitalar que todos precisam de locomoção rápida e não temos o direito de ir e vir só o dever de pagar uma das taxas de IPTU mais caras da cidade e no sábado quando achamos que estamos tranquilos em casa a dona prefeitura concede uma licença para um bando de idiotas com os seus carros velhos fedorentos fecham este mesmo espaço da feira e foda-se para o cidadão nunca fomos consultados se aceitariam essas mudanças, ou seja, enfiam garganta abaixo, vamos começar a agir e exigirmos os nossos direitos de cidadãos.

  14. Eu fiquei com dó deste blogueiro tomando chuva e andando de bike pela cidade…..Precisa nos informar o que a GM e a PM fazem no trânsito.

  15. Hoje fiquei presa no trânsito da região hospitalar por mais de uma hora. A cidade parou de novo e eu não vejo nada para evitar situações como essa. O prefeito Kalil prometeu mudanças radicais na BHTrans, mas até agora nada aconteceu. Não posso acreditar que os engenheiros responsáveis por administrar o transito não tenham uma solução ou um plano de emergência para a cidade. Vejo eles estreitando vias e alargando passeios desnecessariamente. Mas não vejo obras estruturais para dar fluidez ao tráfego. Sou médica e vejo a região hospitalar todos os dias sem a mobilidade necessária para os atendimentos de emergência, colocando em risco a vida de pacientes que são obrigados a chegar naquela regiao da cidade. Isso está acontecendo cada dia com mais frequência. Para finalizar, esse foi o presente que KALIL deu para as mulheres que precisaram deslocar pela cidade. Chega de conversa mole PREFEITO, tá na hora de você mostrar a que veio.

  16. Incrível como o descaso, a incompetência e a falta de compromisso com a população ganharam importância na atual gestão da BHTrans. No dia de hoje o comércio perdeu e muito com este caus instalado, quanta gente deixou de sair para comemorar o dia das Mulheres por causa do trânsito caótico. Não pode ser só incompetência, deve ter algo a mais que nós gostaríamos muito de saber o que é.

    1. Precisamos cobrar e usar a imprensa para manifestar nossa indignação. Hoje foi o dia da INDIGNAÇÃO.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.