Mudar os semáforos de BH é o mesmo que jogar dinheiro fora.

Respeito o vereador Joel Moreira, ele é uma das raras e honrosas exceções do legislativo municipal que tem qualificação e vocação para o ofício. O Político vem demonstrado coerência em sua atuação como Legislador, tornando-se merecedor do nosso respeito. Porém, a proposta de mudar o modelo dos semáforos de BH nos parece inoportuna neste momento em que a cidade tem demandas muito  mais urgentes e graves. Os semáforos atuais funcionam bem e cumprem a tarefa sem riscos para a população, foram modernizados recentemente com lâmpadas de “led” que custaram uma fortuna, tudo isso para tornar os sinais mais eficientes e seguros.

Desmobilizar todo este aparato e substituí-lo por semáforos com registro de tempo vai custar caro para o bolso do contribuinte e isso é um capricho desnecessário. O dinheiro público precisa ser bem aplicado seguindo a lógica da necessidade e da prioridade. Exemplos não faltam de demandas urgentes: O pavimento da cidade e Belo Horizonte está destruído e precisa ser substituído urgente;  hoje existem mais de 150 gargalos que exigem intervenções físicas; o efetivo da BH Trans precisa ser triplicado para que os agente tomem o controle do trafego nos horários de pico e faça ele fluir; as marquises de ônibus são desqualificadas e não protegem os usuários do transporte coletivo do sol e nem tampouco da chuva; as “boca de lobo” espalhadas pela cidade estão precisando de trabalho corretivo e reinstalação, haja visto que são um tormento para quem vive nas suas proximidades. Estes são apenas alguns temas mais urgentes que deveriam estar na lista de prioridades da PBH, e não troca de semáforos. Fica a sugestão para o vereador e seus pares reverem essa Lei, exigindo da PBH usos mais racionais do nosso dinheiro.

 

José Aparecido Ribeiro

Consultor em Assuntos Urbanos e Transito

ONG SOS Mobilidade Urbana

CRA MG 0094/94

31-9953-7945

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.