Notícia “Alvissareira” digna de primeira página – Só em BH.

A imprensa publicou noticia “alvissareira” sobre o futuro da Capital com direito a foto e entrevista do Alcaide. Explico: Não é a construção de um túnel e nem de um complexo de viadutos e trincheiras para desafogar o caótico trânsito do Buritis nas suas 4 principais entradas e saídas. Não se trata também do início das obras de revitalização do Anel Rodoviário e nem tampouco da construção do conjunto de viadutos que transformaria a Av. Cristiano Machado em uma via expressa, como deveria ser desde que foi construída há 4 décadas. Se você está esperando obras que desafoguem o cruzamento de Av. Nossa Senhora do Carmo com Av. Contorno e Cristóvão Colombo, esqueça, também não é essa a noticia. Seu destino é a zona norte da cidade e você espera por um túnel na Av. Bias Fortes por debaixo da Praça Raul Soares? Continue esperando.

 

Tá achando que é o início das obras dos 8 km do Metrô que vai ligar o Centro ao Belvedere? Também vá tirando o seu cavalinho da chuva, pois não é. Você é da turma que prefere 20 km de monotrilho, usando a mesma verba prometida para 8 km de metrô, como a maioria dos engenheiros que entendem do assunto? Relaxa, não é essa a notícia “alvissareira”. Já adianto que o túnel que ligaria a Av. Carlos Luz, por cima da Pedro II encurtando o caminho para quem segue em direção à Via Expressa ou a Av. Contorno, isso também não é o feito digno de destaque. Você deve estar pensando então que estamos falando da trincheira que desafogaria o cruzamento da Av. Amazonas e Av. Contorno, ou do viaduto que passaria por cima das Av. Prudente de Morais, Rua Santa Catarina, e Av. Olegário Maciel, deixando livres estas vias saturadas? Errou.

 

Ok, chega de enrolar, vou contar o feito: Pasmem, mas a PBH está pleiteando junto ao BDMG, acredite, R$100 milhões para obras de mobilidade. Não, eu não errei, não comi alguns zeros e nem estou ficando maluco. Estamos falando de R$100 milhões e não de R$10  bilhões, que é noticia digna de primeira página e o que a cidade precisa para começar a falar em fluidez no trânsito. Vou me abster de fazer comentários e deixo para você o julgamento do “mérito”. A notícia serve tão somente para medir o tamanho dos nossos políticos. Ela revela também o provincianismo de BH, explica as razões do caos e  nos convida para uma lembrança um tanto saudosista: A de que JK faz uma falta tremenda. Antes que me acusem de inimigo da PBH ou injusto, registra-se, mais cedo ou mais tarde, todas as obras citadas e mais 92, terão que ser feitas…

 

José Aparecido Ribeiro

Consultor em Mobilidade e Assuntos Urbanos

Presidente do CEPU – ACMinas

CRA MG 09.00094/D

31-9953-7945

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.