O Jeito Aécio de fazer política, a boa política…

Se “Maquiavel” fosse vivo, proporia uma honraria para o Cientista Político Alberto Carlos Almeida, pelo brilhantismo e sutileza na análise do posicionamento de Aécio Neves frente ao cenário político para 2014, em sua coluna semanal na Revista Época desta semana.

O Político Mineiro herdou do avô sua sagacidade e entendimento de que o tempo das coisas é diferente do tempo da política. Embora Aécio esteja recolhido, não o faz por que seja desatento ou esteja preocupado apenas com o próprio umbigo, deixando seu Estado desassistido... No cenário atual, Minas está e continuará preterida, não adianta espernear. Ele sabe que os movimentos de hoje podem aproximá-lo ou afastá-lo da cadeira ocupada por Dilma em 01/01/2010. Existem distancias intransponíveis entre a cabeça dos eleitores Mineiros, Paulista e Nordestino que nem mesmo Freud saberia traduzir. Os critérios que o povo costuma usar para escolher seus representantes na política é bem diferente daqueles  utilizados pelos intelectuais. O mundo em que os dois vivem, (povo Mineiro, Paulista, Nordestino e intelectuais) apesar de ocupar o mesmo espaço geográfico, é bem diferente. O tabuleiro do “xadrez” está posto e vai ganhar quem souber enxergar lá na frente…

Parabéns Aécio pela sabedoria de usar o silencio onde o senso comum sugere o grito.

 

José Aparecido Ribeiro

Consultor em Assuntos Urbanos

Licenciado em Filosofia

MBA em Marketing

CRA MG 0094/94

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.