O novo Estádio do “Galão da Massa” e o Acidente de quarta no Anel Rodoviário!

Por obra do acaso, na tarde de quarta feira dia “06/09/2017, d.C.” no mesmo horário que mais três cidadãos belo-horizontinos perderam a vida no Anel Rodoviário, em um trágico acidente provocado por uma carreta em movimento e um monte de veículos parados, onde eles jamais poderiam estar, encontramos com o Prefeito Alexandre Kalil saindo de um shopping da Capital.

Ele estava sendo escoltado por 6 seguranças e ao que tudo indica, discutia o futuro do tão esperado “Colosseum do Galo”(ESTÁDIO). Perguntado por um amigo jornalista ele não titubeou: vou passar um dia na sede do clube na próxima semana para convencer os que ainda tenham dúvidas da necessidade deste “Colosseum Atleticano”(ESTÁDIO), tão sonhado pela massa. “Isso é urgente”

Afinal, o galo precisa ter seu estádio, disse o Prefeito, em alto e bom tom. Mas o que tem a ver uma coisa com a outra? Possivelmente você amigo leitor, deve perguntar. A príncipio, absolutamente nada. Todo mundo sabe que o Prefeito é atleticano, ex-presidente do maior clube de futebol da cidade e um defensor da construção de mais um “Colosseum”(ESTÁDIO) na Capital, se não bastasse os dois já existentes, Mineirão e Independência.

Todo mundo sabe também que os que não são atleticanos, devem ser cruzeirenses ou americanos. Já os que não ligam para futebol, como eu, são minoria. Não sei os números, mas presumo que 95% da população seja apaixonada pelo esporte. Digo também, que não é por acaso que mais três pessoas inocentes perderam a vida no Anel da Morte, nem tampouco é por acaso que a cidade não anda, está imóvel nas mãos de gente medíocre, e até de preguiçosos esperando aposentadoria.

A energia dedicada as coisas da cidade se comparada à aquela dedicada aos assuntos do futebol, é ínfima. Futebol é sim importante, o resto é secundário. BH nunca esteve tão suja, feia, insegura, imóvel, abandonada e estagnada. Há três décadas espera solução para o famigerado Anel Rodoviário, para as obras de infraestrutura que não aconteceram.

Na mesma noite do acidente, o prefeito veio a público em mais uma de suas bizarras fanfarronices, dizer que vai assumir a gestão do Anel Rodoviário. Falou e a “massa” aplaudiu como ele gosta. Sinceramente, chego a pensar que o prefeito não anda pela cidade que governa. Bastaria uma voltinha pelo bairro Buritis para não falar tamanha bobagem.

Entregar o Anel Rodoviário para a BHTRANS seria um desastre sem precedentes, assim como é o transito em qualquer parte de BH. Em poucos dias a única via expressa de fato da cidade tornar-se-ia uma avenida cheia de sinais, radares e quebra molas, mais uma maquininha “caça níqueis” para faturar na costas do povo. Isso a BHTRANS sabe fazer bem. Isso e mais nada.

A empresa responsável pelo trânsito, todos sabem, não dá conta de administrar a porta da sua sede no Buritis, quiça o Anel Rodoviário. Alguém precisa pegar na mão do Prefeito e andar com ele pela cidade longe dos bajuladores que falam o que ele gosta, não o que ele precisa ver. Digam a ele também que o DNIT tem projetos e competência para resolver 0 problema do Anel Rodoviário, e que eles ainda não aconteceram por falta de recursos e por excesso de burocracia.

Na sequencia, lembro ainda que a população segue esperando o prefeito abrir a caixa preta da BHTRANS, mesmo que ela não exista. Isso foi promessa de campanha. Com efeito, sem delongas, pego emprestado da historia, a carta do Imperador Vespasiano para o seu filho Tito, antes de morrer encerrando este arrazoado ciente de que são palavras ao vento…

Belo Horizonte, “09 de setembro de 2017 – d.C.”

Roma, 22 de junho de 79 d.C.

Tito, meu filho, estou morrendo. Logo eu serei pó e tu, imperador. Espero que os deuses te ajudem nesta árdua tarefa,afastando as tempestades e os inimigos, acalmando os vulcões. De minha parte, só o que posso fazer é dar-te um conselho: não pare a construção do Colosseum. Em menos de um ano ele ficará pronto, dando-te muitas alegrias e infinita memória. Alguns senadores o criticarão, dizendo que deveríamos investir em esgotos e escolas. Não dê ouvidos a esses poucos. Pensa: onde o povo prefere pousar seu clunis: numa privada, num banco de escola ou num estádio?

Num estádio, é claro.

Será uma imensa propaganda para ti. Ele ficará no coração de Roma por omnia saecula saeculorum, e sempre que o olharem dirão: “Estás vendo este colosso? Foi Vespasiano quem o começou e Tito quem o inaugurou”. Outra vantagem do Colosseum: ao erguê-lo, teremos repassado dinheiro público aos nossos amigos construtores, que tanto nos ajudam nos momentos de precisão. Moralistas e loucos dirão, que mais certo seria reformar as velhas arenas. Mas todos sabem que é melhor usar roupas novas que remendadas. Vel caeco appareat (Até um cego vê isso).
Portanto, deves construir esse estádio em Roma.

Enfim, meu filho, desejo-te sorte e deixo-te uma frase: Ad captandum vulgus, panem et circenses (Para seduzir o povo, pão e circo).

Esperarei por ti ao lado de Júpiter.

José Aparecido Ribeiro
Consultor em Assuntos Urbanos/Licenciado em Filosofia
Blogueiro do portal UAI – SOS Mobilidade Urbana
31-99953-7945 – jaribeirobh@gmail.com

18 thoughts on “O novo Estádio do “Galão da Massa” e o Acidente de quarta no Anel Rodoviário!

  1. Muito bom esse artigo de José Aparecido, o que não entendo é que se administra essa prefeitura com o dinheiro publico e ninguem acompanha o site transparenciabrasil e o tribunal de contas do estado e do município onde estão? E os vereadores? e a população mais esclarecida o que pode fazer? Chega de pão e circo. Perfeito esse texto, escreva mais.

  2. Acho que precisamos buscar sem trégua de quem é a responsabilidade pelo fato do Anel Rodoviário estar como está. Por um lado a decisão do prefeito Kali de entrar com uma denúncia de crime e uma ação civil pública merece elogios. Não adianta a impressa ficar noticiano acidentes e mortes, ela tem é que fazer jornalismo investigativo para apurar os responsáveis por tanta omissão.

  3. Parabéns pela valentia de “mexer no vespeiro”‘ , ao inserir o assunto futebol no seu admirável artigo.
    ” Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique…”
    Um prefeito pode sim, ter atividades e interesses extra administração governamental. Mas como podemos dar crédito ao prefeito Kalil, que defende a construção de um estádio para o galo, não sendo segredo que o clube atleticano está em plena crise financeira. Certamente, a sua mentalidade imprudente prevalecerá na administração da nossa
    BH. Sendo assim, na minha opinião você foi extremamente coerente, ao fazer um paralelo entre tais assuntos!
    Quanto ao desastre no anel, nos cabe o sofrimento por mais estas vidas ceifadas, E aguardar ansiosamente o reconhecimento, de que muito pode ser feito para reverter a situação, basta sensatez e boa vontade!

  4. Parabéns pelo artigo e às pessoas que conseguem entender a sua mensagem!
    Ficaria difícil explicar aqui a relação das torcidas com a necessidade de vínculo social e isso é como um alimento se sobrepõe e contamina a crítica do cidadão, talvez não precisar desse vínculo seja o caso de quem não se liga a futebol como satisfação em um outro universo!!
    Essa é uma questão delicada!
    Com todo o respeito à opinião de cada um..
    Penso ser de cada sujeito, com o seu imaginário…nunca será unânime, a subjetividade humana é às vezes cruel mas inata.

  5. O “acidente”, isto nao é acidente. Isto é assassinato. O ministerio publico deveria imediatamente processar o DNIT, o prefeito e o governador, os responsaveis por mais esta tragedia.

  6. Ex presidente do maior clube de BH?Tá de brincadeira né ? É piada do colunista? Só não é mais idiota que o atual prefeito de BH.Colunista no minimo é uma franga disfarçada,mesmo criticando o prefeito bobalhão Kanil eleito por imbecis.

  7. Resumindo o que esse infeliz disse:
    “O prefeito é um incompetente de tentar ajudar com esse absurdo que é o Anel Rodoviário a anos, e o DNIT tem competência para continuar tirando as vidas das pessoas, como sempre ocorreu. Então vamos deixar do jeito que está. Mas o estádio do Atlético não pode ser construído.”

    A faça-me o favor! Você se diz jornalista?
    Respeite pelo menos as famílias que estão sendo destruídas!
    Não use do seu discurso ardiloso para se promover, ou suas ideias sem nenhum fundamento.

    Dê um solução que não seja continuar assistindo as pessoas morrerem, como você o faz de camarote, e ainda se diz consultor, especialista, ou seja lá o que for. Título não diz nada sem soluções.
    Ficar esperando o DNIT o resto da vida? Esta é sua solução?
    Para alguns não precisaram esperar tanto, pois já ESTÃO MORTOS!

  8. Como voçe mesmo disse,uma coisa nada tem a haver com a outra ,e a outra afirmativa e que voçe esta dentro da minoria que não gosta de futebol.Pois bem pela segunda afirmativa,faça um bem para a humanidade e continue lá nesta minoria,mas respeitando a maioria não falando inconcitencias como estas que foram ditas.Em vez de vãs repetições e comparações absurdas e perdidas,mais bem indicado seria apresentar soluções.

  9. Já passou da hora de tomarem atitude perante o anel rodoviário . Será que precisamos perder mais vítimas ? A fala do Kalil mostra o seu despreparo ou ingenuidade , não sei nem o que dizer . Não estamos tendo nem mesmo as verbas adequadas p o município , ainda mais para uma obra federal . Infelizmente estamos num país onde os recursos federais são desviados e nunca chega aonde deve chegar e ainda temos que conviver com políticos ilusórios onde acreditam mais em seu ego e em bajulação do que enxergar a realidade e um povo medíocre e sofredor que não compreende a política e sofre as consequências da ignorância. Pelo que percebo no Brasil muitas palavras são jogadas ao vento e colocar para funcionar realmente são poucos que tem a coragem e sensatez . Um país onde a desonra fale mais que a virtude . Infelizmente se as verbas destinadas do governo federal não chegar nas mãos certa esta obra do anel vai demorar mais uns 50 anos !

  10. Só para completar a informação, o kanil fala em municipalizar a administração do anel porque ele será um dos mais importantes acessos ao novo (se sair) poleiro das frangas. Daí, se seu pedido for recusado ele terá uma bela desculpa e poderá lavar as mãos para o aumento do tráfego, consequentemente risco de mais acidentes, se e quando a obra ficar pronta.

  11. Que leitura saudável e forte! Nossa infeliz mídia é carente de mentes corajosas e realistas. A decadência de roma segue sua jornada sem freios como uma carreta no anel rodoviário. Uma hora a trânsito vai afunilar. Aí veremos oque vai acontecer. Mas a gente não liga afinal de contas é n faltar o circo. Parabéns pelas palavras… ilumine os dias do povo que por enquanto ainda sabe ler.. abraço

  12. Claro que MAIOR CLUBE DESTA CIDADE é na sua opinião. E isto, claro, não evidência em nada os fatos reais. Dito!

  13. Caro José, não tem dinheiro público nessa historia, deixa suas fantasias de lado, BH como toda cidade foi governada por políticos corruptos, o Kallil não tem como resolver os problemas de um dia para outro, o que tem a ver alguns minutos de migué com conselheiros. Não e esse tempo que vai transformar BH em cidade de primeiro mundo. Vai estudar menos e viver mais. É um babaca, se acha. Vai comer um tropeiro e tomar uma no independência.

    1. robson luis,”Comer tropeiro no poleiro do horto” só poderia partir da boca de um torcedor galináceo que votou no babaca falastrão do Kalil que mal serve para administrar o segundo time de Minas.Comentário de um imbecil.

  14. Reportagem tendenciosa. Você critica a prefeitura por ela querer a administração do anel, e que se isto acontecer, a única via expressa ficará cheia de radares, quebra molas e sinais. Então lhe digo que se for para evitar que mais pessoas morram tragicamente; que isto seja feito. Pergunte às famílias que hoje choram seus mortos? Você disse que o DNIT tem competência e projetos para resolver isto, e que só não foram colocados em prática por falta de recursos e burocracia. O DNIT é um órgão Federal, e eles não estão preocupados com nossas tristes estatísticas nesta via. Será que não seria medo de alguém assumir, resolver a questão e provar que o DNIT não é tão competente como você afirma? Ou será que o DNIT não entrega, porque não quer perder a oportunidade de levar algum quando houver a licitação? Querer fazer um elo entre o trágico acidente e a tratativa do prefeito relação ao estádio do clube, do qual ele é conselheiro, me soa muito mal como parâmetro de sua opinião.

  15. Estadio elitista,a maioria para donos de cadeira cativa e donos de camarotes VIp.Sou torcedor do Galo e es tou vendo este estadio como o fim do Galo como POVO.O nosso adversario do outro lado da lagoa só esta agregando torcedores e o Galo segregando.Bom Dia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.