Radares na Av. Sra. do Carmo são meras máquinas de arrecadação, não evitam acidentes.

A BH Trans mais uma vez vem dar provas de que seu foco é multa e não educação ou soluções inteligentes. A instalação de um radar para detectar caminhões com mais de 5 toneladas na Av. Sra. do Carmo, posicionado na descida logo após a passarela de acesso ao Aglomerado Morro do Papagaio revela que além de equivocada a empresa municipal de trânsito é eficiente em instrumentos de arrecadação e pouco preocupada com soluções que evitem acidentes. Esquece que radares ou fiscalização eletrônica, de qualquer natureza, não tem poderes para frear caminhões desgovernados depois que os mesmos entraram em zona proibida.

 

Não adianta punir motoristas desavisados que transitam na BR 356 em direção a Savassi – em sua maioria motoristas que não conhecem a cidade e entram naquela via por engano. O que as autoridades precisam é evitar que estes caminhões ultrapassem o trevo do BH Shopping. Para isso o correto é que câmeras de vigilância sejam instaladas logo após o cruzamento da BR 356 com o Anel Rodoviário e a partir daí, agir com rapidez para que eles não alcancem a descida do Ponteio, cujo declive é acentuado e contribui para perda de freios de carretas carregadas.

 

Além disso aumentar o numero de placas de orientação de quatro para dez, se necessário, de modo que motoristas de carretas sejam convidado a retornar para o Anel Rodoviário.  Com efeito, a BH Trans, através de sua sala de gerenciamento de trânsito, pode, se quiser, monitorar o trafego e acionar a Polícia Militar, nos horários noturnos, de modo a fazer com que a viatura da PM que estiver mais próxima faça a interceptação de carretas que entram na zona de perigo, obrigando elas a retornar usando o trevo do BH Shopping e não o do e Aglomerado Morro do Papagaio, quando já poderá ser tarde demais.  Se não basta, ela ainda pode instalar painéis luminosos com alertas para que tais carretas retornem imediatamente, sob pena de multas e retenção das mesmas. O que não pode é achar que radares instalados dentro da zona de perigo serão instrumentos capazes de evitar tragédias.

 

José Aparecido Ribeiro

Consultor em Trânsito, Mobilidade e Assuntos Urbanos

Presidente do Conselho Empresarial de Política Urbana

ACMinas

CRA MG 0094/94

31-9953-7945

One thought on “Radares na Av. Sra. do Carmo são meras máquinas de arrecadação, não evitam acidentes.

  1. A finalidade dos radares seria de reeducar, mas não é o que acontece a ordem é arrecadar, principalmente em ano eleitoral,infelizmente a industria da multa existe em várias metropoles, e quando o cidadão , tem certeza que não cometeu a multa, entra com recurso e ainda tem que rezar para que o julgador tenha primazia no ato de julgar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.