São Paulo foi para a rua no dia 15/3 e BH ficou assistindo pela TV.

Mais uma vez os Cidadãos Paulistanos deram exemplo de cidadania, enquanto BH assistiu pela TV depois de uma presença pífia na Praça da Liberdade no dia 15/03, domingo às 10H. Estive pessoalmente na manifestação e fiquei decepcionado com o que vi, parecia uma comemoração de um jogo de futebol da seleção brasileira e não uma manifestação necessária para afastar o EIXO DO MAL que tomou conta da política e da coisa pública, incluindo a justiça brasileira. (Leia-se: Dias Toffoli – advogado do PT dentro do STF).  

 

O local não podia ser pior e foi extremamente inoportuno, não houve organização. BH perdeu a chance de mostrar para o Brasil que esta tão indignada como a maioria dos cidadãos brasileiros. Tudo que se faz nesta cidade beira a mediocridade. Meu Deus, o que esta acontecendo com a nossa “Polis”? Que sina é essa que tomou conta de Minas Gerais e que não nos permite nem manifestar contra os "mal feitos" de um governo comprovadamente corrupto e incompetente?

 

Será que os organizadores do protesto não sabem que a Praça da Liberdade não é lugar adequado para grandes manifestações? Não é possível que a quarta maior cidade do Brasil não consiga organizar nem um protesto decente contra esse governo CÍNICO e populista que está destruindo o País. Tenho a sensação que BH é governada por gente do interior, que saiu da roça, mas não permitiu que a roça saísse deles.

 

Se fosse uma parada gay ou um jogo de futebol, é bem provável que 50 mil pessoas teriam ido para as ruas e não apenas 25 mil. O mínimo que o Brasil deveria ter visto de BH eram 200 mil pessoas nas ruas, em local capaz de suportar, e não em uma praça que não cabe nem 20 mil pessoas. Podemos conjecturar que a escolha, o dia e o local foram indicados propositadamente? Quanta mediocridade, quanta hipocrisia e ingenuidade em um só lugar!

 

José Aparecido Ribeiro

Cidadão de BH inconformado com a mediocridade que tomou conta desta cidade de cabo a rabo.

M3 409628

31-9953-7945

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.