Ter cachorro em casa exige espírito de cidadania.

Esta semana na Câmara Municipal de Belo Horizonte, em Seminário concorrido, o Código de Posturas da cidade foi debatido em grande estilo de forma democrática e com a participação de cidadãos, entidades dos mais variados seguimentos, em especial representantes do poder publico, cuja tarefa é evitar conflitos, aplicar a Lei e ser vigilante na fiscalização. Vários foram os temas, relacionados ao Código que, para alguns, é muito rígido e precisa mudar, pois está prejudicando os negócios, já para outros é evoluído e deve permanecer firme, regulando os excessos e colocando ordem na cidade.

Um assunto em especial foi recorrente e afeta a cidade como um todo com o agravante de não escolher nível e nem classe social. BH é ou não é uma cidade barulhenta? Quem são os vilões do barulho? Para os moradores da Rua Alberto Cintra, no bairro Cidade Nova, este tema certamente é o mais importante e quase uma unanimidade. O desrespeito à lei do silencio ali é flagrante e não há duvidas de que os causadores da desordem são os bares e os frequentadores das longas noites de farra, com som alto e fank que já viraram caso de polícia, ao invés de política e cidadania. Certo é que o barulho não pode continuar. Mas será que é só lá? Evidente que não.

A Lei nº 9505, de 23 de janeiro de 2008, diz no seu Art.2o que é proibida a emissão de ruídos, sons e vibrações, produzidos de forma que; I- ponha em perigo ou prejudique a saúde individual ou coletiva; II – cause danos de qualquer natureza às propriedades públicas ou privadas; III – cause incômodo de qualquer natureza; IV – cause perturbação ao sossego ou ao bem-estar públicos; V – ultrapasse os níveis fixados nesta Lei. Ou seja, independente da origem fazer barulho é proibido a qualquer hora do dia ou da noite. Em que pese o direito de todos de se divertirem, é preciso limites, pois o bom senso nem sempre funciona equidistante.

As fontes de ruídos são muitas e foram relatadas neste seminário pelo publico presente, mas uma em especial ocorre em toda a cidade e está piorando a cada dia. Refiro-me ao ruído provocado por cachorros. Moro em um dos locais mais silenciosos de BH, um oásis de tranquilidade no meio do caos urbano, o bairro Vila Paris, que circunda o Mosteiro de São Bento, ao lado dos bairros Coração de Jesus, São Bento e Luxemburgo. Transitam no bairro apenas quem mora ou visitantes, em numero reduzido. Não há comércio que provoque ruídos; a população é ordeira e dorme cedo. Um paraíso se fosse à cachorrada que não dá sossego.

Em apenas um quarteirão com poucas casas e dois prédios, nas Ruas Araújo Ribeiro, Alvaro Santos e Costa Pinto, pasmem, existem 15 cachorros em endereços diferentes. A maioria deles latem por qualquer motivo, e nesta sinfonia de latidos, destacam 3 que “urram” praticamente 24 horas ininterruptamente. Em uma das casas, onde funciona um antiquário o segurança é o cachorro e sua arma é o latido, mesmo que a ameaça sejam folhas caindo de árvores.  Se existe cachorro louco, este é o exemplo, pois seu latido faz tremer a janela a 100 metros de distancia.

Outros 2 são provocados por dois gatos que sabendo dos limites dos muros, pintam e bordam desfilando na frente deles. Curioso é que os donos não ouvem mais seus animais, tornaram-se imunes aos seus latidos, esquecendo que antes de ter um cachorro, é preciso ser cidadão e respeitar o direito dos outros. Com o sono e a saúde prejudicada tentamos conversar com alguns vizinhos surdos para o latido dos seus próprios animais, em vão infelizmente já que eles seguem ignorando a Lei 9505 que nos garante o direito ao silêncio e ao sono reparador. No nosso lugar, o que você faria?

José Aparecido Ribeiro

Consultor em Assuntos Urbanos

autor do Blog SOS MOBILIDADE URBANA Portal Uai – 31-99953-7945

38 thoughts on “Ter cachorro em casa exige espírito de cidadania.

  1. Tenho um shih tzu, cordial, companheiro e não late. Saio diariamente com o saquinho para recolher as fezes e o pequeno é o xodó da vizinhança! Na contra mão, temos um vizinho que escuta música assiste TV de madrugada, um jovem que imagino não tem problema de audição, o problema é a péssima educação aliada à falta de empatia. Então entendo que a NASA deveria estudar a bestialidade e superficialidade do retardado abaixo

  2. Alienação, egoísmo e incapacidade de amar desse tipo de “gentinha”…

    Elite, burguesia nojentinha que se esconde atrás de siglas… sem argumentos e bossais quando redigem uma frase, afinal: a boca fala o que está cheio o coração. Ou seja: só vai sair merdinha mesmo!

    Enfim, temática sem noção! Não agrega em absolutamente nada, à não ser em trazer à tona “pessoinhas” que dormem “cedinho” e que não curtem “barulhinho”.

    Menos “mimimi”!
    Tá faltando sentido na “vidinha” hein galerinha? Pega o banquinho e saí de fininho!

    “Cegueira” total!
    Mas enfim… nem tudo o que parece “gente” é gente!

    Ah, e não percam tempo gastando “dedinhos” para responder! Vão cantar em outro puleiro!

    Sem mais!

  3. O comportamento do animal é reflexo do dono. Se o cão late excessivamente é necessário saber a causa pq algo está errado podendo até ser abandono ou maus tratos.
    Fiquei chocada com os comentários . Como que alguém em sã consciência pode pensar dessa forma? Acho que são pessoas q não conhecem o amor verdadeiro, totalmente sem interesse. Acho q elas devem mudar de planeta pq no deserto tem animais. Os cães de rua é um problema de várias cidades que só a castração e a consciência ao adquirir um animal p não abandonar depois podem resolver. Acho que todos podem contribuir nem q seja com um pouco como a senhora q alimenta cães de rua.
    Atualmente moro na França, não tem cachorro de rua , tem controle e tudo….. A maior parte da população tem cachorro e/ou gato e o barulho é o mesmo. E para quem reclama de cocô na rua não venha p a Europa! Aqui ninguém pega o cocô do seu próprio cachorro na rua. Eu sempre cato e um dia uma senhora veio me cumprimentar pela atitude. Resgatei minha cachorrinha quase morta na rua, doente e cheia de feridas de maus tratos. Levei o casa cuidei, trato da leishmaniose, trouxe comigo e no final é um amor que não acaba.

  4. Vão tudo pra merda seus bandos dr filhos da mãe, vocês são exemplos do mal no mundo, egoístas egocêntricos… Que vivam bastante para ver a glória do bem….

  5. Gente que se manifesta e não tem a capacidade de colocar seu nome?Tem medo do quê? Quer expressar opinião ou chamar atenção?Jlt…Compra uma bolha e monta seu mundo perfeito nela…Onde não há barulho. Na verdade, pela maneira que se coloca, parece um tanto quanto mal amado(a) e com uma vida vazia…Que pena de você!

        1. Pra que vc quer saber meu nome? que diferença faria?
          ‘Inventar um nome? desculpe, não é meu forte mentir!
          Pra quem vive mentiras inventar é fácil!
          Como eu digo a verdade e a verdade costuma ‘doer’, tanto faz qualquer cicla pois todos podem escolher o nome de usuário que quiser!

    1. Kkkkkkkkkkkkkkkkk… coitada! Qual sua formação cara especialista? Antes de apontar orientações sobre o nível de graduação alheia, olhe pra sua casa! Acho q tem “gente” aí bem incomodada, hein?

  6. Está faltando assunto? Porque a única explicação pra tal pauta, só pode ser essa! Quanta gente mesquinha, pequena e inútil!

    Desde quando alimentar ou matar a sede de algum ser é ruim?

    Desde quando vocês são tão sensíveis que até o vento perturba?

    Vivemos o caos diariamente e vocês destinando tempo à redigir frases medíocres que afirmam que pobre é burro por ter animais, que casa que tem animal fede!

    Menos! Mais amor por favor!
    A higienização que vocês pretendem, tem que começar por vocês mesmos!

    Evoluam!

    1. A higienização deve ser feita na casa que tem cachorros pois ela fede!
      Alimentar ou matar a sede de algum ser NUNCA é ruim, o problema ão as fezes que os cachorros fazem na rua e NINGUÉM LIMPA!
      O vento perturba quando joga cisco no meu olho!
      Mais amor? por quem? por animais ou por pessoas?
      Se falta assunto, você pode começar um que tenha ‘explicação plausível’ e principalmente não deveria comentar aqui já que acha que o assunto proposto não é interessante MAS comenta, opina e ordena como outros devem comportar!
      ps: Dr. Douglas Amorim adora ‘pepinos’ já que nem você se entende!

  7. Sr. José Aparecido Ribeiro,
    o sr. terá meu total apoio em qualquer abaixo assinado ou semelhantes.
    Pode contar comigo para cumprir a lei e os direitos que ela nos proporciona!
    Meus sinceros parabéns pela matéria muito elucidante e benéfica à sociedade! Por favor publique este comentário. Grande abraço.

  8. Sr. José Aparecido Ribeiro,
    o sr. terá meu total apoio em qualquer abaixo assinado ou semelhantes.
    Pode contar comigo para cumprir a lei e os direitos que ela nos proporciona!
    Meus sinceros parabéns pela matéria muito elucidante e benéfica à sociedade!

  9. Deise, seu ódio que ataca quem é contra sua postura é gritante e ‘visível’!
    Não li nem na matéria nem em nenhum comentário até agora sobre desprezar, ferir ou maltratar animais, onde você leu isso?
    Pra piorar, você ainda quer dizer dando ordens o que o outro deve fazer para se adaptar ao que é contra a lei, ‘recomenda’ até mudar pro deserto!(leia Lei nº 9505, de 23 de janeiro de 2008 pois você não leu e nem conhece a lei)
    ps: meu cérebro fede bem menos que sua boca quando profere o que imagina!

  10. Concordo com você Vera!
    Concordo com todas as outras queixas sobre o silêncio é o exercício de Cidadania!
    Moro em frente ao Colégio Santo Antônio e nem por isso tenho o direito de calar as crianças!
    Li vários comentários aqui que são no mínimo inescrupulosos!!
    Animais agora são culpados por reagir???
    Que ridículo essa queixa de barulho de cães!
    Os animais se defendem!
    Os donos de Animais devem sim ter responsabilidade assim como os pais que não educam os filhos!
    Cães não tem direito a voto!
    Valorizo e muito as pessoas que não maltratam animais!
    Calar um cachorro que está latindo a noite não é responsabilidade do dono??
    Se não gosto de pássaros vou mata los??
    Tenho uma cadelinha que late quando chego em casa…
    Late quando quer expressar qualquer outro sentimento ou até dor!
    ESTOU MANIFESTANDO AQUI, A MINHA INDIGNAÇÃO E NOJO DESSES SUJEITOS QUE DESPREZAM ANIMAIS ,CRITICAM COMO SE FOSSEM MELHORES QUE ELES, SUPONHO QUE VCS NÃO TENHAM FILHOS E ESPERO MESMO QUE NÃO TENHAM!
    UM BANDO DE INTOLERANTES!!
    Já escutei, infelizmente, que a solução pra que os cães não te recebam com latidos e que supostamente incomodam vizinhos tenham as cordas vocais lesionadas… Não conheço este procedimento!!
    Em países onde existe educação ,ética , cidadania existem normas de condicionamento sem maus-tratos!!
    Recomendo também ao Sr José Aparecido que não frequente residências onde possa ser recebido por cães indefesos, latindo pra te receber e mal sabem essas pobres e inocentes criaturas que vc os odeia pelo barulho!
    Lendo alguns comentários aqui me conformo em ter no governo tantos imbecis…Realmente o povo tem o governo que merece!
    Daqui a pouco você vai reclamar de barulhos de crianças , deficientes mentais, passarinhos.
    Mude para o deserto!
    Recomendo a todos que se alterem com ruídos da natureza que se tratem (antes de ir para o deserto )
    E não voltem fazendo barulhos quando estiverem dementes!

  11. Pro paraíso também não se levarão cachorros.
    Higienização social? social implica algo que se partilha a nível comunitário, se refere ao povo, que prefere estar na companhia de outras pessoas.(e não de cachorros)
    vou indicar um psicólogo pra você: Douglas Amorim, formado na FUMEC(só pega ‘fumo’) (31)3234-3244 http://www.douglasamorim.com.br …fala com ele!

  12. Elite preconceituosa. Querem fazer igual ao Hitler. Higienização social. Não vai levar nada para o paraíso.

  13. Gostei muito do comentário do Marcos e vou acrescentar um fato concordando com a Simone :
    Aconteceu hoje de manhã: fui na padaria na esquina de onde moro. apareceu uma senhora com 2 pratos de isopor tampados e perguntou sobre os cachorros de rua dizendo que eles não gostam de ração e fez carne moída com arroz pra eles e ia colocar no chão da esquina.
    Eu falei: ótimo, só que estes cachorros fazem cocô na esquina de minha casa e ninguém vai lá limpar. …a senhora vai?
    um senhor que estava por perto concordou comigo.
    resultado: aquela senhora ainda ficou meio p. da vida e eu na mesma.

  14. Eu gosto de bichos, cães e gatos, sou contra a violência com os animais, são na indefesos e dependentes de tudo: alimentação, cuidados e também da presença do dono. Você ter um animal em casa e abandoná-lo a própria sorte, eu não concordo! É o que acontece com nossos vizinhos, o animal passa o dia todo só e quando aparece alguém ele se manifesta com latidos. Sempre tive cães e gatos, podia cuidar, minhas filhas eram pequenas e pediam por eles. Hoje não tenho, trabalho o dia todo, não vou ter um animal pelo motivo já falado. Concordo! Um animal latindo e uivando me incomoda e preocupa. Não sei o motivo, com certeza não está confortável!

  15. Esqueci de escrever no comentário anterior: Quem tem cachorro em apto(condomínio) ou em casa, pode até já ter acostumou e enm percebe mas…seu lar fede!

  16. Morei vários anos em um condomínio fechado em BH , muito arborizado e tranquilo , até que um dia o brilhante síndico geral resolveu autorizar a abertura de 1 padaria e 2 restaurantes no meio do condomínio. Conclusão estes restaurantes ficaram localizados em frente a minha janela e o pior nunca respeitavam o horário do silêncio. Foram várias as vezes que recorri a lei para tomar providência mas nunca resolveu. Então resolvi sair de lá e comprar uma casa em lugar bem tranquilo . Hoje realmente o lugar é tranquilo, o problema é que todos os vizinhos tem gatos ou cachorros e para piorar a situação alguns até deixam um pratinho de ração para os cachorros da rua . Viver em sociedade realmente é um exercício de cidadania.

  17. Cachorro só serve para cagar, mijar, dar despesa e incomodar vizinho. Conhecem os valores cobrados por veterinários, preços de rações? E pobre adora cachorro. Eu realmente acho que pobre deveria ser estudado pela NASA. Haja burrice.

    1. Existe pobre pq vc só pensa em vc. Acumula. Para vc ter alguém precisa ficar sem. Lógica do capitalismo

    2. Pobre deveria ser estudado pela NASA?
      Não! A aberração no caso a ser estudada é aquela que tem a enorme incapacidade de desenvolver o mínimo de amor no coração.
      Esses cães, amados pelos “pobres”, são mais dignos que muito burguês mal amado por aí!
      Experimente o amor de um cão… Sua vida vai mudar!

      1. Experimentar o amor de um cão? E falando que o amigo trm que ser estudado? Meu Deus nós temos é que voltar pra idade da pedra, ter que andar quilometros pra beber água, pq tem mta gente a toa com tempo de ficar amando cachorro, enquanto mto ser humano( animal da natureza ) está com fome. Depois as pessoas perguntam pq o.mundo é ruim. São por coisas assim, amor de cão, amor a bens. Carai agr a moda é experimentar o amor de um cão.kkk
        Vcs amam os cães pq eles são submissos não te responde. O amor ao cão vem da carência de uma pessoa insuportável.

  18. Ter cachorro em casa exige espírito de cidadania. Sim desde que os donos os mantenham em casa e não no portão latindo e enchendo o saco dos vizinhos e principalmente que não os levem pra fazer cocô na rua mas caso façam, que os donos levem o cocô para o próprio lixo e não o lixo dos outros. Aí haverá cidadania pois não pensarão só em si mesmos e nos bichos mas também nas pessoas, na higiene, no silêncio, etc.
    Isto sim é cidadania!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.