Treplica à resposta da BH Trans sobre o caos na Av. Cristiano Machado 13.03.12 – pag. 28 – Gerais – EM

A BH Trans e a PBH está apostando todas as fichas no BRT, sem se dar conta de que ele não vai resolver o problema da mobilidade urbana em BH. A cidade cresceu e o numero de emplacamentos ídem. Embora o BRT seja uma alternativa que vai melhorar o conforto para quem já usa o transporte coletivo de 5a categoria que atende os municipes, ele não vai ser motivo para que as pessoas parem de comprar carros. Ilusão pensar que os problemas estão com os dias contados. As soluções passam por OBRAS (mais de 150) e a eliminação de gargalos através de engenharia ou boa gestão do transito, com intervenções humanas, pelo menos nas horas de pico.

O povo não quer ouvir respostas prontas e superficiais, para agradar o editor, como a que nos foi enviada nesta segunda feira 11.03.12. O que todo cidadão minimamente informado espera é soluções que façam o tráfego fluir na Av. Cristiano Machado e em todos os corredores da cidade.

Enquanto existirem 14 sinais onde não deveria haver nenhum, o tempo de deslocamento para a região norte será contado em horas e não em minutos, como se exige. (14 sinais na Av. Cristiano Machado e 38 na Av Antonio Carlos). Todos deveriam ser eliminados UGENTEMENTE.

Se não bastasse os 30 anos que BH ficou sem obras, o numero atual de agentes da BH Trans não é suficiente para uma gestão eficiente e nem tampouco a soma da PM e a Guarda Municipal. Ou triplica-se este numero, ou vamos continuar correndo atrás do rabo, apresentando justificativas quando o correto seria atitudes pró-ativas.

José Aparecido Ribeiro

Consultor em Assuntos Urbanos

CRA MG 0094 94

31 9953 7945

Enviado pelo meu aparelho BlackBerry® da Vivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.