Belo Horizonte caminha a passos largos para uma Argentinização

Foto: José Aparecido Ribeiro – Maria Caldas e Alexandre Kalil – A prefeita de fato e o prefeito de direito.

Se o eleitor belo-horizontino tomasse de exemplo o resultado das pesquisas eleitorais antecipadas feitas pelo Instituto Paraná, Dilma Rousseff seria senadora da República e o senador Antônio Augusto Anastasia o governador de Minas. Romeu Zema estaria em Araxá cuidando dos seus negócios. As pesquisas são um desserviço à democracia haja vista que podem ser manipuladas de acordo com o interesse e gosto do freguês que pagar mais por elas. Só não vê quem não quer.

O mantra de que Kalil está eleito escorrega goela abaixo e ganha corpo no subconsciente da arraia-miúda e dos incautos torcedores fanáticos que elegeram o prefeito arrotador, embora a confirmação de uma eleição só ocorra depois da abertura das urnas. Quem disser que pesquisa não influencia o voto, esconde interesses inconfessáveis ou não considera a inteligência alheia. Elas já deveriam ter sido banidas há décadas.

Vitória de Kalil é a derrota do progresso e da própria cidade

A vitória de Alexandre Kalil para um segundo mandato em Belo Horizonte seria a derrota do progresso e a definitiva ARGENTINIZAÇÃO da capital mineira. Ainda ha tempo de mudar o rumo das coisas. Para os mais atentos, prever o futuro baseando-se na realidade não é assunto que dependa de análise sociológica, o horizonte de BH é sombrio, explícito segue sendo exposto a qualquer um que anda pela cidade, em especial onde o comércio um dia prosperou. A cidade está definhando, agoniza.

O prefeito é mandrião, arrogante e não tem escrúpulos.

Estive mais de uma vez sentado com Alexandre Kalil e posso afirmar que liturgia do cargo, respeito pelo próximo, compreensão do que é gestão pública não existe no dicionário dele. Sua incivilidade se assemelha à sua insensatez. A mesa de Kalil é uma madeira lisa sem papéis. Não por que ele seja eficiente, mas pelo fato de ser indolente. O prefeito recebe tudo pronto vindo de quem manda de fato na cidade, a petista Maria Caldas e meia dúzia de bajuladores que não o respeitam, mas o temem.

A vaidade de Kalil não têm limites, seu desejo de virar governador é titânico. Porém a sua competência de longe permite alçar voos maiores do que o de presidente de clube de futebol que ele tratava como propriedade, assim como se vê na posição de dono da cidade. Capital que, diga-se de passagem, parou no tempo. Kalil bate no peito quando fala de qualquer tema relacionado à BH como se fosse o Rei Antípas, o mais devasso e medíocre da dinastia dos Herodes. Qualquer verossimilhança com a história do tio que fundou a Erkal e não viveu para ver a ruína da empresa, não é mera coincidência. Antípas foi marionete nas mãos de Cezar e Pôncio Pilatos, Kalil é nas do PT de Maria Caldas e Pimentel.

São poucas as pessoas que conseguem manter um minuto de conversa com sua “excelência” o bufão, ele não deixa ninguém falar, posiciona-se acima de tudo e de todos com empáfia, beligerância e vileza . Uma das poucas pessoas que ele considera raramente aparece e responde pela alcunha de Fernando da Mata Pimentel, assim como sua pupila, Maria Caldas. Criador e criatura poucas vezes foram vistos juntos, mas o prefeito atende os interesses do grupo do ex governador com a promessa de apoio para o governo de Minas em 2022, um sonho que para ser alcançado, permite quase tudo.

BH caminha para a argentinização.

A confiança cega da plebe em Kalil impõe a Belo Horizonte um fardo caro e comparado ao que assistimos no país vizinho de “los hermanos”. A ARGENTINIZAÇÃO da capital mineira é uma realidade que se concretiza a passos largos.  O nível de pobreza aqui nunca esteve tão acelerado, basta ver nas placas de aluga-se, vende-se e na decadente situação do hiper-centro, do comércio e das poucas empresas que ainda se mantém de pé. A classe média é a maior prejudicada neste jogo dissimulado que Kalil lidera em nome da sua vaidade exacerbada.

O mineiro sempre teve a tradição de oferecer ao país nomes como os de Juscelino Kubitschek de Oliveira, Tancredo Neves, Rondon Pacheco, José Aparecido de Oliveira, Magalhães Pinto, Bernardo Saião, Israel Pinheiro, Itamar Franco e outros. O mesmo ocorreu nos negócios. Aqui muitos desbravadores fizeram história. A cidade foi berço das maiores construtoras do país, os maiores bancos e siderúrgicas. BH é celeiro de empreendedores, de homens que fizeram e iniciaram suas sagas de sucesso ancorados na liberdade. Mas de uma hora para outra sob pretexto de nos proteger de um mal maior, a liberdade simplesmente deixou de existir, foi surrupiada.

É como se a verdade que valesse fosse a do prefeito e seu grupo de médicos “iluminados”, embora a própria medicina seja divergente sobre o melhor caminho no combate a uma pandemia cheia de mistérios, com origem na China. O que estamos colhendo se não desemprego perda de renda, perda dos valores individuais, e a aniquilação da própria autonomia?

Em BH, de repente, quem define o que é bom ou ruim para o cidadão é o prefeito e seu time de especialistas que levam no sobrenome a marca LULA da Silva. Pasmem, os médicos que decidiram fechar a cidade tem no sobrenome um carimbo que por si só os desqualificam para o ofício de gestores públicos. São eles, Unaí LULA Tupinambás e Carla LULA Anunciatta, aliados a outros militantes de esquerda que se escondem por trás de títulos conferidos pela UFMG, outro antro de ideologias canhotas arrogantes.

A vida e o futuro dos Belo-horizontinos nas mãos de um prefeito aloprado.

A partir de agora o prefeito escolhe onde devemos morar; onde devemos ir; o remédio que vamos tomar e o modelo de transporte que vamos adotar; até as obras que não podemos fazer; a imobilidade que devemos aturar e o dia em que vamos falir. Pasmem o que podemos beber com nossos amigos no que restou de restaurantes e bares de uma cidade falida é ele e seu time de ativistas da medicina que escolhem. Isso para evitar o inevitável, pois o vírus segue seu ciclo natural com ou sem Lockdown.

Ou seja, é a repetição do que levou a Venezuela e a Argentina para o limbo, ambas vitimas do mesmo discurso de que é para o bem do povo. Ele, o prefeito, politizou as decisões médicas em um momento delicado para o país e a humanidade. Aproveitou-se do desespero da população, jogando uns contra os outros – velho artifício dos demagogos. Tanto que resta comprovado e isto sim é de grau científico que a prevenção (máscaras e álcool gel) em locais de aglomerações é a opção que temos para nos proteger.

A luta contra os vírus na humanidade é antiga e continuará com, sem, ou apesar do Coronavírus e de seus políticos oportunistas. O que não seria admissível é um prefeito satanizar pequenos e médios comerciantes, gente simples, atiçar a demagogia esquerdista de quem olha o faturamento não olha vidas. Deveria ser ele o primeiro a olhar sim, vidas, empregos e renda, pois de fome ou de desespero, outras tantas estão morrendo.

Foi o mesmo raciocínio que ele e os apatridas que o cercam aplicaram ao Plano Diretor: A satãnização de proprietários de imóveis como se fossem agentes do mal a serviço de uma engrenagem especulativa de empresas que querem destruir a cidade. Falácia e mentira que venderam em nome da velha demagogia do rico x pobre. Repare, no entanto que independente de pandemia ou em virtude dela e das decisões estapafúrdias, milhares de vidas estão sendo ceifadas por infarto, neoplasias, depressões, falências, suicídios, acidentes violentos e desagregação de famílias inteiras.

Pedido de socorro às lideranças estaduais e federais

Na condição de jornalista independente, livre do jogo representado pela imprensa local que emite notas mensais para a Prefeitura em troca da omissão, e como defensor do progresso, engajado nas causas que são caras ao povo de Belo Horizonte: mobilidade urbana, infraestrutura estacionada, construção civil livre e produtiva, reforma do anel rodoviário, da BR 381, da indústria sem chaminés que é o turismo que defendo há 40 anos, rogo aos que ainda não perderam o juízo, a autoestima e que não sucumbiram aos devaneios de um político demente e Kanalha, que reajam enquanto é tempo.

Rogo também ao presidente Bolsonaro e ao governador Romeu Zema que unam forças em nome de um candidato que possa tirar definitivamente nossa capital das mãos do obscurantismo, instalado na Prefeitura desde 1992, e que condena a cidade ao atraso. O tempo urge para uma  população refém de projetos inescrupulosos de grupos que usam de meios injustificáveis para explicar os fins.

A trajetória do prefeito e suas decisões não deixam dúvidas de quem ele é, e a quem ele serve: Kalil aliou-se ao que existe de mais retrógrado para expropriar propriedade privada, nivelando por baixo e mentindo para população de que a mais valia dos imóveis pertence à prefeitura. Comprou a ideia dos idiotas que o cercam enganando os incautos. BH perdeu centenas de negócios na construção civil e quem aplaudiu a decisão? PT, PCdoB PSOL, Rede e outros cujo lema é o assistencialismo, o populismo e a hipocrisia. Em terra arrasada eles reinam absolutos.

Contudo, se o projeto é entregar a cidade oficialmente para esquerda, que sejam eliminados intermediários boquirrotos como Alexandre Kalil, vamos chamar logo a comunista Áurea Carolina (comunista para o povo e burguesa no particular, como todos) e oferecer Belo Horizonte de uma vez por todas aos que são contra a propriedade privada e defendem o comunismo.

Chega de mentiras e ladainhas inúteis!

José Aparecido Ribeiro é jornalista independente em Belo Horizonte

Contato: jaribeirobh@gmail.com – WhatsApp: 31-99953-7945

44 thoughts on “Belo Horizonte caminha a passos largos para uma Argentinização

  1. Caro Zé Aparecido,
    Muito pertinente seu texto! Kalil é corrupto, arrogante e autoritário. Como é um grosso, tem obsessão por chamar qualquer um que discorde dele de imbecil!
    Suas falcatruas não são de hoje! Durante anos atleticanos pediam que ele (muito bom em criar polêmicas e lacrações futebolísticas) assumisse a presidência do clube, mas coincidentemente, ele só o fez quando a empreiteira da família passou a ir mal das pernas! Aí ele topou rapidinho!
    Gente de dentro do Atlético diz que no ano da Libertadores (2013), ele embolsou, por baixo, em torno de 25 a 30 milhões.
    Fez do clube um cabide de empregos para a família e com altos salários!
    Relatório recente da auditoria feita pela Kroll no clube apontam irregularidades que o envolvem até o último fio de cabelo!
    #ForaKalil

  2. Para mim o texto é excelente e desnuda a realidade em que nos encontramos.
    Temos que ter cuidado com robôs de internet que inserem todo o tempo nos comentários acima o nome JVX como opção, não são comentários verdadeiros. Para mim isso já o desqualifica.

  3. Sensacional José Aparecido!!
    Parabéns! Você tem um legado e se dedica com Determinação e Competência!
    Compartilharei incansavelmente! Com as eleições batendo na porta, a hora é agora!

  4. Não podemos esquecer de mineiros como: Rondon Pacheco, Magalhães Pinto….Esse mesmo pessoal que hoje governa a cidade aceitou a beligerante Dilma como candidata ao senado. Lógico, ela teve a resposta certa do eleitor. Muita pena, cidade das alterosas.

  5. Fui uma das entrevistadas nesta pesquisa e pude constatar a FARSA desta pesquisa. Ao ser entrevistada, o pesquisador me fez 6 dúzia de perguntas e marcou o que bem quis e sem me mostrar absolutamente nada. Ao terminar, solicitei ver a tal pesquisa e ele disse não tinha como. Então, Mandei refazer novamente me mostrando perguntas e respostas… conclusão: o questionário tinha mais de 20 perguntas que o pesquisador NÃO FEZ . Ou seja, FARSA COMPRADA POR KALIL Afim de atingir aqueles “eleitores” que votam em quem está ganhando! Kalil não passa de um vagabundo indecente corrupto, que deveria deixar a PBH num camburão direito pra cadeia!

  6. Gente, falar do Kalil, da sua arrogância e prepotência é chover no molhado, todos nós sabemos como ele é. Já o artigo poderia ser mais crível se deixasse de lado a polarização extrema entre direita/esquerda. Acredito que o correto é dizer que o corpo docente da UFMG é de tendência esquerdista, e não fascista. Mas compreendo que o autor deve estar devolvendo na mesma moeda que eles, os defensores da esquerda, falam de quem é de direta, e que portanto trata-se de uma provocação.

  7. Gostei da lembrança, parte significativa da UFMG é antro de fascistas. No próximo artigo lembre do ativismo dos professores, tenta mostrar que são lulistas. Alguns tem até o sobrenome Lula. Perdem a credibilidade especialmente quando estamos falando de médicos.

  8. A hora é agora. Esse senhor não pode ser reeleito. Espero que a população aproveite para uma renovação total, inclusive na câmara de vereadores.

  9. Nossa, o artigo do José Aparecido Ribeiro deve ficar registrado na História de Belo Horizonte. Mostra como um cidadão, que se pode definir como um tipo estranho, esquisito, e valentoado chega a prefeito da capital do povo mineiro, uma gente sensata, generosa e boa, religiosa e cristã,. E esse Prefeito, amadrinhado com uma infiltrada petista Maria Caldas, promulga em viva voz, pública e televisiva, que a religião é uma besteira só serve pra enganar o povo. É nenhum sacerdote contradiz um diabo desse. Agora eu pergunto, e será que o nosso povo não é capaz de ver isso, precisa mesmo dessa brilhante explanação do José Aparecido Ribeiro, pra gente identificar o caráter perverso de um tipo safado desses . CQD.

  10. Parabéns pela lúcida análise, realmente Kalil e seus asseclas são incapazes, arrogantes e querem dominar pelo medo, de braços dados com a esquerda

  11. Politica publica pobre de investimentos, sem rumo e direção, nas mãos de um kalhorda, kaloteiro. Tanto na vida pública como na vida privada este pseudo gestor é uma katastrofe.

  12. Tive o prazer de conversar com o candidato João Vitor Xavier sobre suas propostas para BH, e é justamente em cima de tudo que você falou que ele planeja reerguer nossa cidade. Precisamos tirar esse ditador marionete que temos como prefeito urgente. Se não, podemos perder as esperanças de que BH voltará a prosperar

  13. Simplesmentwe perfeito o texto de Jose Aparecido
    Coloca a olhos nu a verdade do que o Belorizontino tera pela frente seeste déspota for reeleito.

  14. Perfeito. Não me assusta Kalil se unir ao PT, todos da mesma laia de mentirosos preguiçosos. Triste realidade pra belo horizonte

  15. Kalil não fez nada para BH. Sumiu nos últimos anos e aparece no período de eleição fazendo obras e prometendo o que não vai cumprir. Fechou a cidade toda e abriu em época de eleição comprando voto do povo. Lamentável! JVX se mostra sempre preparado, sabe conversar e ouvir o povo, ele tá preparado

  16. Bruno Engler é o nome. Mas, depende do nosso esforço na Rede Social. Vamos que vamos!…

  17. Temo que mudar o cenário de BH, não podemos deixar o Kalil se reeleger. BH do
    jeito que tá não dá pra ficar mais, eu acredito que o melhor e mais bem preparado candidato para assumir BH é o João Vitor Xavier! Eu vou de 23!!

  18. Realmente… O Kalil é despreparado para a PBH sem crise, imagina com…. Li as propostas do JVX e gostei. Vou votar nele, uma vez que apenas ele tem chances de batalhar contra o Kalil

  19. Kalil não fez nada por BH, sumiu nos últimos 3 anos e agora ta dando as caras, BH precisa de renovo, alguém que realmente trabalhe pro avanço, João Vitor Xavier é esse cara, super capacitado e ótimas propostas

  20. Chegou a hora de mudar, BH precisa de um prefeito de verdade, acho que chegou a hora de darmos uma chance ao João Vitor Xavier

  21. Kalil é um tumor cancerigeno, que está consumindo Bh. Se reeleito, vai nos tornar a metrópole mais pobre do Brasil. Acordem Belorizontinos, enquanto há tempo…

  22. O artigo do Zé está corretíssimo. Fanfarrão e incompetente. Quebrou muitos comerciantes que geravam empregos e pagavam impostos. Está aliado a essa esquerda predatória que vem destruindo o país e vendendo ilusão com discursos hipócritas.

  23. Concordo com os comentários sobre o Kalil. Me aponte uma única obra, feita por ele em BH, nos últimos 4 anos.
    BH precisa RENOVAR.

  24. É o marido traído e aí vocês propõem vender a cama .O desastre ou essa falácia de argentinazacao é fruto da política econômica de Guedes e das reformas que deixam de fora taxar os milionários .A única coisa certa nesse artigo é o caráter autoritário de Kalil nada diferente de Bolsonaro e sua turma fascista do Planalto .Agora tem o gado local dizendo que a culpa é o do PT .Isso é o que alienação ou mal caratismo ?.A esquerda está do lado povo e sempre esteve .A direita é contra a esquerda e a regra é claro está contra o povo ou a favor de privilégios .Vamos de Áurea Carolina para prefeita e todo poder ao povo .

    1. Meu caro, não torço nem pra esquerda e nem pra direita, realmente a esquerda se interessa mais pelo seu povo mas de uma maneira um pouco hipócrita e demagoga, enquanto a direita olha para os coronéis.
      As eleições estão aí, e não vai mudar nada.
      Enfim, é uma discussão sem solução e a minha parte eu faço, pelo está na minha consciência, não voto e nem justifico. Nunca acreditei em promessas e se eles tem alguma idelogia jogaram no lixo.

  25. O texto define bem o atual Prefeito.
    Para se iniciar uma virada é preciso definir um nome e não varios nomes. O Bolsonaro definiu um nome que pareceu não ser o consenso, até o próprio Presidente do partido, não acatou seu nome. Aí fica dificil. Se Bh quiser mudança tem que haver união.
    Partir célere com o nome forte.
    É a minha opinião.
    Espero ter ajudado.

  26. AINDA SOBRE ALEXANDRE KALIL:
    Se a História for fiel e preservar respeito à verdade, o que ela deixará registrado é que, com as máscaras superfaturadas, as paralizações e fechamentos forçados de empresas e serviços tanto no setor privado quanto no público, com isso dando acolhida e apoio a uma falsa pandemia criada e espalhada mundo afora pelo sino-comunismo, Alexandre Kalil sufocou, fechou e faliu Belo Horizonte, onde milhares de pequenas empresas foram obrigadas a fechar suas portas e não resistiram, e não sobreviveram. Com isso, é dever de nós todos que, em esfôrço único, busquemos sanear nossa cidade, banindo dela o pior prefeito de sua história – o “LOULA”, LOUco e LAdrão Alexandre Kalil. Salvemos BH; não conheço o candidato Bruno Engler, mas, já mesmo até por ter a simpatia de Bolsonaro, está a parecer-me a melhor escolha. Contudo, o mais importante e necessário, mesmo, é livrarmo-nos, de vez por todas, do prefeito monstro que tanto empenhou-se pela falência de nossa cidade !!!

    Segundo a mitologia grega, MIDAS foi rei da Frígia, uma região da moderna Anatólia, na Turquia. Dele, diz a lenda que tinha a capacidade de transformar em ouro a tudo em que tocava. Então, de Alexandre Kalil, o que se pode dizer é que êle é um MIDAS INVERTIDO, que consegue quebrar a tudo em que toca; quebrou o rico atacado de família herdado do pai; quebrou o Clube Atlético Mineiro, cujos confusos e idiotas torcedores o por último o elegeram ao comando municipal máximo; e, por fim, quebrou a cidade para na qual assim assumiu como prefeito, já agora com a pretensão de, novamente candidato, continuar ainda, ao objetivo de complementar o maior feito falimentar de sua maléfica vida.

    1. José
      Infelizmente houve o Rei Midas que transformava em ouro tudo que tocava!

      Pra nós sobrou o Kalil ou REI MERDAS.

  27. Uma análise cheia de verdades, que todos os brasileiros conhecem sobre governos petistas.
    Não precisa morar em BH para imaginar o que se passa em uma cidade governada pelo PT, uma pena pois BH, capital de um estado que sempre teve seu caráter de luta pelo melhor na história do nosso país.
    Mas, nada está perdido ainda. Só o resultado das urnas vão dizer quem estará com o poder nas mãos. Resta saber, quem ainda tem coragem de lutar pela cidade que ama e para a qual quer o melhor.

  28. kalil é reflexo desta MALDITA esquerda que infectou MINAS GERAIS, mas VAI CAIR… DEUS É GRANDE, FARÁ JUSTIÇA !

  29. Alexandre Kalil, possui TODAS as qualidades de ‘ditador’:- Desonesto; autoritário, incompetente; arrogante, indecente.!
    Belo Hotel, MERECE alguém ‘DESCENTE’ e HONESTO.

    1. Cair??? Dever ser DERRUBADO pelo povo… e quem não quer sair por bem que saia arrastado e jogado fora como o LIXO QUE É!!!! Eu não entendo… as pessoas aceitam tudo ??? a população unida não tem comunista que sobreviva, o povo tem que acordar… estamos numa GUERRA é Geral … no Planeta não só em BH… se não acordarem e começarem a agirem agora, será muito tarde… a sociedade ficou acovardada… um espanto é o que mais me chocou e choca em toda essa encenação com esse VÍRUS POLÍTICO… que matou menos do que a gripe ????

  30. Desde o início do mandato do Kalil tenho feito a leitura do seu governo.
    Participo, há alguns anos, do Conselho Municipal de Meioambiente e do Conselho Municipal de Política Urbana. Estou conselheiro representando o Setor Popular e indicado pela Associação do Bairro Buritis.
    Neste ano fiz algumas postagens no YouTube, Facebook, e entre elas foi esta:

    Prefeito Kalil e a pa*ciência*

    https://youtu.be/dVR1eJkf6RA

    Resumindo, o texto do José Aparecido é perfeito. É isso mesmo e precisamos evitar que o mau continue a prosperar em nossa cidade, em nosso país.

    Elegermos uma bancada de vereadores competentes e interessados no desenvolvimento da cidade, consequentemente gera prosperidade para o seu povo, é necessário e urgente.

    Eu voto aberto, voto no #brauliolara30123. Espero que outros bons nomes sejam eleitos e que a esquerda sofra um duro golpe.

    1. Nao entendo como os Belo Horizontinos ainda não deram “cabo” nesse Crápula Tirano e Canastrão Quando o empregado não da conta do serviço tem que ser demitido e substituído, esses incompetentes, Vampiros do dinheiro público têm que ser colocados no lugar que é o de servidor do povo, não o contrário, o povo é quem paga os salgados salários desses VAGABUNDOS!

  31. O mesmo grupo a 28 anos no poder e o atrazo saltando aos olhos Brasil afora….as pesquisas já não tem mais credibilidade; temos muitos exemplos recentes e antigos que foram manipuladas….
    Muda BH…..

    1. Parabéns! Texto, enredo, analogias e conclusões brilhantes!
      Vamos torcer para que mais cidadãos tenham acesso ao texto ou, principalmente, à essência de seu conteúdo!
      Muda, BH!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.