CNN Brasil sob a batuta do Midas Rubens Menin. Será que agora o jornalismo toma o lugar do panfletismo?

Rubens Menin assume 100% da CNN Brasil e o bom jornalismo pode ganhar mais espaço na emissora

Foto: Acervo CNN Brasil

Em nota distribuída aos colaboradores da CNN Brasil, se dirigindo a eles como “Time CNN”, o empresário mineiro Rubéns Menin, sócio majoritário da emissora com participação de 65% dos ativos, e dono da maior construtora da America Latina, a MRV Engenharia, do Banco Inter, da Log Commercial Properties e um dos idealizadores da Arena do Galo, comunicou a saída do sócio Douglas Tavoralo que tinha 35% da sociedade.

Menim passa a ser proprietário sozinho da subsidiária da maior rede de televisão do mundo. Tavoralo havia deixado a direção da TV Record no final de 2019 com a missão de colocar no ar a CNN Brasil, poucos dias antes do anúncio oficial de que o mundo estava diante de uma pandemia, a do Novo Coronavírus.

De lá para cá, coordenou as equipes de jornalismo, mas não conseguiu barrar a militância de repórteres que compõem as varias bancadas da CNN, embora o viés político seja menor do que o da concorrência. Vez ou outra os ativistas são flagrados nos comentários carregados de opiniões, na descontextualização de fatos e, sobretudo nos textos recheados de insinuações contra o governo do presidente Jair Bolsonaro, colocando a emissora no mesmo balaio da velha mídia, com a reputação comprometida.

Jornalista pode ter partido, pode e deve ter opinião, a imprensa porém jamais. A liberdade de imprensa é sagrada, mas não pode servir para justificar libertinagem ou militância partidária.

Foto: Acervo CNN Brasil

A CNN tem nos seus quadros ex-repórteres da Rede Globo, o estrelismo, a vaidade que eles carregam e os vícios comuns ao profissionais formados em universidades aparelhadas pela esquerda nos últimos 40 anos. A direção da emissora não percebeu ainda que precisa formar produtores que tomem partido pela informação, que sejam livres de cacoetes. Mas a maioria deles vem de outras emissoras carregando hábitos que depõem contra o bom jornalismo. A exceções existem e são honrosas, refiro-me a Wilian Waack, Alexandre Garcia, Caio Coppolla e outros experientes jornalistas que formam o time CNN Brasil.

Havia antes de entrar no ar no dia 15 de março de 2020, expectativas de que a emissora posicionasse diferentemente da Globo, (o mais novo partido político brasileiro) evitando colocar lenha na fogueira em momento de grande polarização da política, mas o jornalismo não existe sem jornalistas, e o que se constatou foi que a maioria deles se deixaram levar pelo modus operandi da velha imprensa, revelando inclusive falta de autonomia, pouca criatividade e uma certa rebeldia universitária.

A maturidade do líder abrindo espaço para mudanças

Visionário, empresário bem sucedido respeitado no mundo corporativo e dono de sensibilidade rara, é muito provável que Menin tenha percebido que o jornalismo brasileiro caminha a passos largos para o limbo do descrédito, na medida em que o pacto de fidelidade com a verdade em nome da ética e da sociedade vem sendo diuturnamente corrompido.

Prova da militância e da ação em bloco, com alinhamento se deu na cobertura dos eventos ocorridos neste ultimo sábado 1º de maio, quando a imprensa ao se omitir sobre as manifestações em cobertura fajuta, acabou tomando partido contra o governo e a favor de candidatos comprovadamente envolvidos em escândalo de corrupção. Os profissionais que fizeram a cobertura pela CNN também menosprezaram os acontecimentos e deram a eles menor importância do que eles tiveram.

Com efeito, as concessões de tvs e rádios são públicas e prevêem que as emissoras devem prestar serviços de informação com distanciamento e isenção. A ação em bloco combinada pelos “gate keepers”, ( decisores, diretores de redação e produtores) de certo incluindo os da CNN, saiu do controle e provocou indignação popular, constatadas nas redes sociais.

Não se trata de defender lados, jornalista não pode tomar partido no exercício da profissão, deve defender a ética, a verdade e mostrar os fatos como eles são, sob pena de ter que arcar com o ônus do rompimento do pacto tácito que lhe confere a confiança da opinião pública. Dele e de sua emissora a reboque. A CNN tem a chance rara de romper com as práticas anacrônicas incrustadas se colocar no comando da sua redação profissional capaz de enxergar além do convencional, e que faça jornalismo no lugar de ativismo, evitando assim que a CNN Brasil seja só mais uma a macular e a desmoralizar a imprensa brasileira.

Comunicado de Rubens Menin ao time de colaboradores da CNN Brasil

Foto: Acervo CNN Brasil

“Time CNN,

Tenho um importante anúncio para todos. O jornalista Douglas Tavolaro deixa a presidência da CNN Brasil. Tavolaro se dedicará a projetos editoriais nos Estados Unidos. Ele também vendeu sua participação societária para minha família, que passa a deter a totalidade do capital da CNN Brasil em uma transição de consenso e amigável. O novo CEO será anunciado nas próximas semanas. Além de manter os elevados padrões editoriais e éticos da empresa, ele também será responsável por liderar os investimentos em novas áreas e manter a trajetória de inovação e sucesso da CNN. Para garantir uma transição perfeita, Douglas e o novo CEO trabalharão juntos por um período de 90 dias.

Em nome de todos, eu gostaria de aproveitar para agradecer ao Douglas e reafirmar a importância que ele teve para a CNN Brasil desde a concepção do projeto. Seu desempenho liderando o nosso talentoso time de profissionais foi fundamental para consolidar a empresa como uma das principais e mais premiadas operações jornalísticas do país. Reitero também o meu compromisso com a independência da emissora, destacando o papel fundamental do nosso Conselho Editorial. Vocês contam com o meu total apoio para continuar praticando o jornalismo independente e imparcial que sempre nos caracterizou e que é reconhecido. Conto com vocês para voos ainda maiores!

Muito obrigado.

Rubens Menin”

José Aparecido Ribeiro é jornalista independente em Belo Horizonte

Contato: jaribeirobh@gmail.com – WhatsApp: 31-99953-7945 – www.zeaparecido.com.br

Este blog não recebe verbas publicas, vive de anúncios e doações de leitores. Colabore!

24 thoughts on “CNN Brasil sob a batuta do Midas Rubens Menin. Será que agora o jornalismo toma o lugar do panfletismo?

  1. Espero ansiosa que ocorra mudanças de fato. Pq como está não dá. Simplesmente não consigo assistir praticamente nada pq realmente não vejo isenção nas suas transmissões.

  2. A CNN – Brasil terá primeiro que saber apagar de nós brasileiros de verde e amarelo, aquela orientação esquerdopata que seus comunicadores quiseram nos impingir, mas que não mais aceitamos, pois sabemos quem elegemos para Presidente da República e para o qual estamos frenéticamente dando nosso apoio. A CNN – Brasil terá um trabalho árduo para mudar nossa opinião. Mas vamos dar um voto de confiança, mas seremos críticos atentos a qualquer deslise.

  3. Uma esperança renasce na CNN, com esta ascensão de Menin como majoritário no comando da empresa. Aguardamos e esperamos mudanças totais neste jornalismo, que vinha sendo comandado pela esquerda. Boa sorte ao grande comandante nesta nova jornada e novo reinício.

  4. Realmente o Brasil perdeu credibilidade jornalísticas devido a militantes da esquerdalha usando de forma parcial as notícias sem nenhum respeito por quem pensa diferente. A CNN veio como promessa de um Leão da imparcialidade e se perdeu no caminho. Espero que realmente tenhamos um jornalismo investigativo e imparcial.

  5. Que boa notícia Ze Aparecido, se nosso amigo descontaminar a CNN, com certeza vai ser o canal de maior audiência no Brasil.
    O exemplo disso é o programa Pingo nos is, audiência total.
    Formar uma seleção Brasileira de repórteres patriotas.
    Cito aqui como sugestões alguns nomes: José Aparecido, Cláudio Lessa, Caio Coppola, Lacombe, Alexandre Garcia, Augusto Nunes, Sikera Jr e outros.
    Vamos ganhar audiência no Brasil.
    Parabéns Rubens Merin.
    O Brasil precisa de um Patriota.

  6. Se souberem fazer um telejornalismo investigativo e informativo baseado em verdades, tem uma chance enorme de ocupar o primeiro lugar no coracao dos brasileiros. Estamos cansados das mentiras e da politicagem que tomaram conta das emissoras brasileiras. Parabéns José tem meu apoio porque te vejo remando contra a maré.

  7. CNN 100% nas mãos de Menin, por quê as manifestações do 1• de maio não foram amplamente ou parcialmente divulgadas?
    Leva algum tempo para definir rumos, se esquerda ou direita?

  8. A CNN tem agora a oportunidade de fazer história e consolidar-se como referência no cenário noticioso nacional. Parece que o controlador percebeu isso e vai ditar uma mudança de rumo que vai exigir pulso firme e liderança ativa.

    Desejo-lhe sorte.

  9. Alívio saber que a CNN BRASIL 🇧🇷 não mais será Comandada pela Ideologia de Esquerda, que não faz Jornalismos. Faz política com Informações destorcidas . Os Comentaristas se assemelham a candidatos esquerdistas lutando por votos. MONALISA PERRONE e aquelas bancadas é lixo 🗑 não tem informação confiável … tem que ter peito de aço pra trabalhar na CNN BRASIL sem se contaminar // mas enfim, parece que o novo DONO vai botar ORDEM NA CASA . Bom demais que CNN se descontamine e tome postura de JORNALISMO CONFIÁVEL sem partido, sem ideologia. Fiel aos fatos . Aleluia ! A mídia do BRASIL COMEÇA a mudar !!!

    1. A proposta inicial da CNN Brasil era ser imparcial. Não aconteceu. Virou partido de esquerda.
      Vamos ver se agora muda.
      Se não mudar, menos uma para assistir.

  10. ALELUIA!!! Menin honra sua Origem – seu pai foi um Exemplo de Brasileiro!!!
    Esta notícia nos devolve a Esperança de ver decolar o Projeto de um Novo Brasil!!!
    Papel da Imprensa é fundamental nesta Caminhada, em que a informação ISENTA é a Maior Contribuição para qe o público forme suas próprias OPINIÕES!!!

  11. Até o momento fico feliz com a notícia, na expectativa que teremos um jornalismo sério que se atenha aos fatos isentos de opiniões esquerdistas. Confesso que já não estava assistindo nenhum jornal me atendo apenas nas redes sociais. Monalisa é o símbolo máximo de uma esquerdista sem cérebro, manipulada e incapaz de enxergar os fatos reais. O que espero da CNN é um jornalismo sem nenhum tipo de extremismo, que nos faça refletir sobre o que acontece no Brasil e no mundo! Vamos aguardar!

  12. No início achei que finalmente teríamos uma empresa com foco no “Jornalismo informativo”. Como exemplo cito o “Grande Debate” que acontecida diariamente onde víamos o verdadeiro confronto de ideias, onde “Caio Coppola” desbancou vários dos seus “adversários de ideia” mostrando verdades incontestáveis. A vinda do Alexandre Garcia já deu uma “sacodida” na cabeça did jovens jornalistas militantes que sem a experiência e o devido profissionalismo ficam atordoados com os comentários dele… Tonara que a empresa mude de configuração e comece a mostrar o País como ele realmente é, um país de grandes riquezas, de um povo trabalhador, criativo e , principalmente, um povo que valoriza a família, a religião e a soberania nacional. Que Deus nos abençoe!!

  13. Vamos aguardar.
    Pelo vento, promete 🙏🏾. Somente a verdade, a notícia nua e crua.

    Quanto “diferentemente da Globo, (o mais novo partido político brasileiro)”. A Globo sempre foi partido que flutuava com as ondas ao sabor da maré. Sem onda, sem maré, saiu do “MDB” , CENTRÃO e migrou para o grupo inimigos do presidente e por consequências de seus atos, passou a ser inimiga do Brasil.

  14. No meu ponto de vista existem muitas prioridades para o ser humano, porém, para mim, a maior é a educação. Em todas as áreas vejo a falência em servir e ser servido. A partir do momento em que adquirirmos o conhecimento de onde começa e termina nossos direitos, juntamente com empatia, não teremos o mundo totalmente justo, porém melhor.
    O maior ato de caridade é ensinar os mais necessitados a ganhar o seu alimento.
    Portanto Escola, Educação, Professor, Conhecimento e Empatia.

  15. A CNN veio com uma proposta : jornalismo sério , parcial , independente .
    Mas o que se pode notar em sua curta existência como CNN Brasil , é um conjunto de jornalistas vaidosos , arrogantes que destilam suas ideologias diariamente aos que suportam vê-los e ouvi-los , com as exceções mencionadas no texto . Ao que parece , o senhor Tavolaro não conseguiu dominar esses esquerdistas que lá chegaram vindos principalmente do partido Rede Globo , que fazem a audiência manter-se aquém do que poderia. Esperamos que com essa mudança possa de fato eliminar a militância , pois no domingo 1 de maio , não foi difícil deparar com apresentadores criticando a manifestação , chamando-a de ” perigosa concentração ” com risco pandemico …

  16. Realmente se a CNN posicionar com um jornalismo sem partido a favor das verdades dos fatos. Seu sucesso será garantido substituindo as demais partidárias da esquerda.Esperamos na confiança de dias melhores.

  17. CNN Brasil!!..

    Será que pertencia ao Brasil ?…

    A militância recheada de comunas com algumas exceções na CNN “Brazil”… Que com os berros e recheados de ações políticas partidárias, destilavam seu veneno contra as bases de uma Nação forjada por Homens e Mulheres de bons costumes e Honestos.
    Vamos aguardar com essa mudança, o que sairá do telejornalismo da CNN Brasil ou ‘Brazil”…
    Deus, pátria e Família…

    1. Que notícia boa, será que teremos um jornalismo menos tendencioso para esquerda? Não aguento mais ver aquela Monalisa fazendo campanha contra o país . Pq ficar insinuando o tempo todo que a culpa de td e do Presidente, e fazer campanha contra o país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.