Energia limpa, barata e mão de obra qualificada, é o que prevê acordo entre a Secult, Cemig Sim e ACMinas

Secretário de Cultura e Turismo de Minas Leônidas Oliveira fecha acordo com a Cemig Sim e com a ACMinas para disponibilizar energia limpa e qualificação de mão de obra para cadeia produtiva do turismo

Foto: Representantes da ACMinas, Cemig Sim e Secult

A equipe da Secretaria de Cultura e Turismo de Minas Gerais – Secult – não para, são ligados em 220V. E por falar em energia, na manhã desta quinta-feira (28) na sede da ACMinas no centro de BH, concretizaram mais duas parcerias importantes para o turismo nas áreas de energia e treinamento de mão de obra especializada para o setor.

Minas teve o maior crescimento entre os entes federativas pós-pandemia, cerca de 19% a mais do que todos os outros do Brasil. Não é por acaso, na Secult trabalho e planejamento andam de mãos dadas. O convênio da Secult com a Cemig Sim e a Associação Comercial e Empresarial de Minas – ACMinas, prevê fornecimento de energia sustentável e mais barata para empresas da cadeia produtiva do turismo.

Já o acordo de cooperação da ACMinas  com a Secult é na área  de capacitação por meio de palestras, cursos e seminários sobre qualidade, marketing, gestão de pessoas e atendimento. Todos ministrados pelo Sebrae em acordo anterior que a ACMinas mantém com o seu centro de capacitação.

A oferta vale não só para associados da entidade centenária, mas para os técnicos ligados ao turismo nos 853 municípios, e em empresas parceiras da Secult que atuam na operação do turismo em qualquer canto de Minas onde ele seja atrativo cultural, natural, econômico ou social.

Energia limpa e mais barata para quem empreende em equipamentos turísticos

O acordo de cooperação técnica entre Secult e Cemig SIM vai facilitar o acesso do trade turístico à energia limpa. Por meio dessa iniciativa, empreendedores do turismo no estado terão condições facilitadas para adquirir energia solar em momento de escassez hídrica e crise na geração da energia elétrica pelos meios convencionais – barragens e hidrelétricas.

Além de barata, a energia solar é uma fonte renovável e sustentável. A comercialização será feita pela Cemig Sim, empresa do grupo Cemig que concorre no mercado cativo com preços bastante competitivos. “Os associados da ACMinas terão acesso ao convênio e descontos especiais para o incentivo na utilização de energia limpa”, afirmou o presidente José de Anchieta da Silva.

Foto: Leônidas Oliveira e José de Anchieta após assinatura de acordo

A subsecretária de Turismo, Milena Pedrosa, chama atenção para a importância da iniciativa e disse tratar-se de um grande estimulo para o turismo em várias frentes. Ela cita o exemplo de um hotel que ao comprar energia mais barata e limpa, pode usar isso de várias formas. “O hotel poderá usar este recurso tanto no marketing como na redução dos custos operacionais, e quem ganha é o turista, pois a tendência é que ao reduzir custo, as diárias também fiquem mais baratas”, lembra a secretária.

A fama de estado acolhedor rendeu prêmio internacional e é fruto da identidade cultura

Para Leônidas Oliveira, comandante da Secult: “Cada vez mais, o coletivo tem feito a diferença no setor turístico do estado, e isso impulsiona a retomada das atividades. Essa Cooperação técnica entre a Secult e a Cemig Sim vai beneficiar uma rede enorme, composta por hotéis, pousadas, restaurantes entre outros empreendimentos. Dessa forma, vamos contribuir para a reestruturação e a reabertura do trade turístico em nosso Estado e fazer jus a fama de estado acolhedor”, destaca o secretário.

Danilo Gusmão é o presidente da Cemig Sim, empresa que surgiu recentemente de uma necessidade da Cemig em marcar presença no mercado cativo de energias limpas. Ele destaca que a assinatura do acordo auxiliará ainda mais na recuperação econômica do setor de turismo que foi um dos mais afetados pela pandemia do Covid-19. “Podemos contribuir com a cultura e o turismo do Estado nesse momento de reabertura responsável das atividades econômicas ofertando energia limpa e sustentável, beneficiando não só o setor, mas toda a cadeia produtiva da  economia que dialoga com o turismo”, relata.

Incremento à economia criativa com treinamento e redução do preço da energia elétrica

Por meio dessa parceria com a ACMinas, a Secult vai disponibilizar para usuários e empresários um leque abrangente de cursos voltados para os temas de gestão empresarial, inovação, e-commerce e Marketing Digital, tudo isso por meio dos programas de capacitação. Para o superintendente da ACMinas, Luís Paulo Costa, a iniciativa vem auxiliar na promoção da retomada e do fomento do Turismo.

Foto: Rui Araújo ACMinas / San Diego Hotéis e Leônidas Oliveira – Secult – ambos de São Gotardo – MG 

“O turismo é um importante agente transformador de economias e sociedades, promove inclusão social, gera oportunidades de emprego e renda. E será através de cursos de capacitação, em parceria com o Sebrae-MG e outras iniciativas apoiadas e promovidas pelo Conselho Empresarial de Turismo da ACMinas, que nós pretendemos colaborar para mitigar os efeitos negativos causados no setor, em decorrência da pandemia” comenta o vice-presidente da ACMinas, o empresário do setor hoteleiro, CEO da Arco Administradora, empresa que está presente em vários municípios de Minas e que detém a marca San Diego Hotéis.

Projetos que fazem  do turismo um dos carros chefes da geração de empregos

A normalidade vai voltando aos poucos em Minas e projeto Reviva Turismo em Minas Gerais tem gerado resultados sólidos desde que o Programa Reviva Turismo foi implantado. Segundo dados do Observatório do Turismo de Minas Gerais (OTMG), desde junho deste ano, mais de 12 mil novas vagas de emprego foram preenchidas. Em agosto, por exemplo, foram registrados mais de 5 mil postos de trabalho ocupados no setor do turismo no estado.

O programa colocou como meta o aumento de 100 mil empregos na área em 15 meses. Em três, o estado já alcançou, portanto, 12% desse montante. Outro indicador que merece destaque é o de movimentação nos aeroportos. Em Belo Horizonte, por exemplo, o fluxo de viajantes no mês de agosto superou os 670 mil turistas, como aponta o OTMG, que também indica mais de 2 milhões de viajantes pelo estado no mesmo mês.

José Aparecido Ribeiro é jornalista e presidente da Abrajet-MG

www.zeaparecido.com.br – WhatsApp: 31-99953-7945 – jaribeirobh@gmail.com

Este Blog necessita de anúncios e doações para sua manutenção, colabore!

2 thoughts on “Energia limpa, barata e mão de obra qualificada, é o que prevê acordo entre a Secult, Cemig Sim e ACMinas

  1. Chegamos à um ponto da vida em que temos que fazer te tudo para baratear a hospedagem ou os hotéis irão falir.
    É vergonhoso que o povo continue sofrendo com esse descontrole de preços.
    Moro no Rio de Janeiro, lugar extremamente quente e temos que suportar o calor, por não termos condições de usar ar condicionafo pelo preço da luz. Imagina o gasto dos hoteis.
    Alguem precisa conter eeses aumentos ou o Brasil vai falir.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.