Jornalismo da TV Record Minas sob o comando de Marco Nascimento

Novo diretor de jornalismo da Record Minas passou pela Veja, Isto É, Estadão, possui mestrado em semiótica e é de Ourinhos-SP. Comandou o jornalismo da emissora no Rio de Janeiro

Foto: Fachada da sede da TV Record Minas no bairro Floresta em BH

O Jornalista Marco Nascimento é o novo comandante do time de jornalistas na Record Minas (Diretor de Jornalismo). Egresso da Globo Minas no auge do governo Aécio Neves, cuja “comandante em chefe” das comunicações era a irmã Andrea Neves, Marco conhece bem os bastidores do poder em Minas, sabe como a banda toca e quando a notícia vira solução ou problema para os interesses da emissora, embora os tempos sejam outros, muito mais democráticos.

Ele vem da Record Rio e assume o Jornalismo da emissora de Edir Macedo com a missão de manter a boa vizinhança com o mundo empresarial, com os poderes estaduais, municipais, legislativo, judiciário e com comercial da empresa, comandado pelo expert e conhecido Wagner Espanha. Marco Nascimento senta na cadeira que era do jornalista e pastor André Carvalho, cujo destino é a sede da emissora em São Paulo.

O novo Diretor de Jornalismo tem fama de bem humorado

Conversando com o amigo e humorista Carlos Nunes, um dos mais talentosos do Brasil, ele me disse que Marco Nascimento é: “muito divertido, inovador e com certeza vai botar para quebrar. Adoro ele,  me contratou na Globo Minas há 20 anos”, relata Carlinhos. Quem está dizendo conhece a alma humana, as idiossincrasias e vaidades do universo midiático, e sabe o que está falando.

Foto: Jornalista André Carvalho e Flávia Martins y Miguel

Recentemente o jornalista André Carvalho usou as redes sociais para fazer comentários acertados sobre a polêmica demissão de Mauricio do vôlei pelo Minas Tênis Clube, por exigência dos patrocinadores Fiat e Gerdau, agradando sócios e defensores da família, e desagradando outros, lacradores de plantão. Um dos episódios mais polêmicos e lamentáveis da história do quase centenário Clube Mineiro, que não será esquecido facilmente pela opinião pública e por sócios do Clube.

Foi na gestão de André Carvalho que a Record Minas ganhou 5 prêmios por desempenho, mas também ficou sem o helicóptero que fazia as coberturas aéreas em Belo Horizonte e Região Metropolitana. Ele tirou do time de repórteres da Record entre outros, o jornalista André Werlang, que era Chefe de Redação, e tinha 20 anos de casa, deixando a equipe chateada. Nem tudo são flores na vida de um diretor.

Outra prata da casa que saiu da Record Minas pela caneta de André Carvalho, em decisão difícil, mas necessária, foi à repórter Raquel Rocha, uma das jornalistas mais competentes e educadas que a emissora já teve. Raquel chegou a substituir uma das estrelas do elenco da Record em Minas, o craque Eduardo Costa, âncora do MG no Ar.

Foto: Flávia Martins y Miguel – Nova Chefe de Redação da Record Minas

Flávia Martins y Miguel, que coordenava o R7-Minas, assume a Chefia de Redação da emissora no lugar de André Werlang. Nos bastidores o clima é tenso. Há quem diga que uma nova lista de demissões estaria pronta para ser anunciada nos próximos dias, o que é negado pela direção da emissora. Haja coração. Que a nova gestão seja marcada pelo distanciamento e pelos princípios deontologicos do jornalismo, em defesa da verdade e das boas práticas democráticas.

José Aparecido Ribeiro é jornalista

www.zeaprecido.com.br – WhatsApp: 31-99953-7945 – jaribeirobh@gmail.com

Como você pode colaborar com este blog:

Doando qualquer quantia, clicando para gerar tráfego, ou anunciando um banner da sua instituição!

3 thoughts on “Jornalismo da TV Record Minas sob o comando de Marco Nascimento

  1. O Brasil tá infestado de comunistas, traíras, nós mais velhos ficamos assustados como que pode ter tantas pessoas de bom nível intelectual serem tão idiotas.
    Contra a tradicional família brasileira.
    São a favor aborto, droga, gênero, contra religião, família e Deus.
    Torcem pra homossexualismo, etc…
    Tudo que Bolsonaro é a favor eles são contra.
    Exemplo a Covid, torcem pro vírus.
    Não é fanatismo , Bolsonaro pode errar sim ele é humano, mas o que a imprensa faz é distorcer os fatos.
    A Globo lixo morreu, programa do Datena dá nojo, então sejam neutros.
    Caso contrário vai adiantar nada mudar.
    Não conheço Marco Nascimento mas fica uma expectativa de mudança.
    Tomara que dê tudo certo.
    Boa sorte, o Brasil precisa.

  2. Estamos precisando de bons jornalistas, ninguém aguenta mais a militância que tomou conta do jornalismo, a maioria achando que todo mundo é idiota e não percebe o que eles estão fazendo.
    A Record sempre teve autonomia e tem bons profissionais, mas anda flertando com a esquerda maldita. Isso não pode acontecer.
    Carlos Alberto de Oliveira

  3. Excelente furo José Aparecido. Matéria concisa e bem humorada. Tomara que o brilhante humorista Carlos Nunes esteja certo nas observações. A Record está mesmo precisando de inovação.
    Nivaldo Ornella – BH

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.