Judiciário se une ao legislativo e a imprensa marrom para atentar contra o presidente

POR: Jussara Ribeiro – Jornalista – Articulista no Blog.

Não sou estudiosa das ciências jurídicas, mas tenho discernimento, bom senso e inteligência suficientes para perceber que o Judiciário brasileiro deixou de cumprir a sua função constitucional, e trocou a letra da Lei pela militância política. Aliás, se não contei aqui faço agora, um episódio que aconteceu comigo e a ministra Carmem Lúcia, do STF, em encontro casual no aeroporto de Confins, quando involuntariamente chamou Luís Inácio da Silva de “presidente”, ocasião em que o ex-presidente era tão somente um presidiário.

Foi uma senha para que eu entendesse a posição dela, querendo conhecer a minha. Muito bem, essa senhora, há alguns dias, quinta feira (30/04), ao lado de colegas, endossou os atos autoritários do ministro Alexandre de Moraes, acusado de vários crimes, nunca investigados, atos hostis contra o Presidente da República, Jair Bolsonaro. Esses juízes, protegidos pela Rede Globo, que já escancarou desavergonhadamente sua falta de compromisso com missão de informar, atuam em favor de larápios que há décadas assaltam os cofres públicos de nossa sofrida nação.

Se não bastasse o Legislativo, agora o Judiciário se uniu a imprensa marrom para jogar sujo

Ambos, juízes e jornalistas da Globo, perderam o pudor e se abrigam, em suas togas e assentos vitalícios para tripudiar do povo brasileiro achando que estão no caminho certo. O Presidente Bolsonaro sofre ataques sistemáticos de todos os lados, e não podemos esquecer que eles são os donos do poder no Brasil. Se o povo não estiver junto pelos interesses mais democráticos e gerais do nosso país, o risco de perdermos essa guerra é grande. Ardilosamente estão unidos em torno de um único objetivo: seguir dando as cartas e dominando o país.

Jair Bolsonaro está sendo massacrado, acuado, desrespeitado na sua autoridade de chefe do executivo por uma horda de gente que geme diante do risco de perder suas mais torpes e comezinhas regalias, tudo isso aliado às vantagens econômicas, é claro! Não é por outras razões que estão esperneando, sabotando e desautorizando o Presidente da República no uso de suas atribuições constitucionais. Acham que ninguém está vendo o que estão fazendo. 

Crise institucional é iminente

Quando o Presidente disse, na sexta feira (01/05), dia internacional do trabalho que o ato desse senhor Alexandre de Moraes quase criou uma “crise institucional” é verdade, e é isso o que eles estão buscando fazer, esgarçar o tecido social ao ponto de uma ruptura. Já vimos esse filme e foi muito bom para o nosso país, tanto que hoje há milhões de brasileiros clamando pelo seu reprise! 

A minha opinião pessoal é que os meios deveriam ser pelas vias da democracia, naturalmente. Mas, se, de todo, isso não for possível, o Brasil, já acostumado a tanto sofrimento, irá sofrer muito mais, mas haverá de valer a pena como no passado, se Deus quiser! Comigo pode contar, meu amado país!

Jussara Ribeiro é Jornalista em Belo Horizonte

Comentários
By zeaparecido

José Aparecido Ribeiro é Jornalista, Bacharel em Turismo, Licenciado em Filosofia e MBA em Marketing - Pós Graduado em Gestão de Recurso de Defesa

Notícias relacionadas