No Brasil existem duas democracias, uma do STF, da mídia e da esquerda, e outra do povo, praticada nas redes sociais

No Brasil existem duas democracias, uma que sustenta os discursos produzidos por assessores de ministros do STF e que é a mesma da imprensa, que por sua vez é custeada por entidades como OAB, Abim, sindicatos e políticos de esquerda, referendados por pseudos especialistas de ocasião, em troca de minutos de fama e a serviço da legitimação da cretinice, todos desconectados da realidade. É assim que as retóricas se alinham a serviço de causas caras a um sistema que se desintegra a passos largos.

A outra democracia, a que não se vê na grande mídia, mas que se comunica nas redes sociais, essa sim é a que representa o povo. Com o advento da internet e da livre comunicação sem filtros ou censores “democratas” de fachada, ela se consolidou e foi responsável em 2013 por “rebeldia” poucas vezes vista na história do Brasil e do mundo. O povo cansado de ser enganado foi para as ruas e só não tomou o poder de fato por que os Black-bloks, contratados entraram em cena dispersando a multidão.

Foto: DW Tomada do Congresso Nacional pelo povo em 2013

Foi ela também que deu um basta nas canalhices e nos desvios do PT e seus aliados, depondo Dilma Rousseff e levando Bolsonaro ao poder, contrariando diagnósticos encomendados.  Repare que em todos os casos citados, a grande mídia foi espectadora, o desenrolar da história se deu no universo virtual, ainda que por pressão para que se concretizasse na pratica no que dependeu do Congresso Nacional. Agora não está sendo diferente em relação ao STF. É uma questão de tempo, com o sem esperneio de jornalistas militantes.

Embora a retórica seja de alinhamento em defesa da “democracia”, a deles, na pratica, o que o povo deseja de fato é que os 11 ministros sejam apeados dos cargos urgentemente e que um novo grupo, de preferência vocacionado, ocupe o STF restabelecendo à ordem naquela corte que virou mais um partido político sem compromisso com a CF.

Fala “ácida” do deputado representa o grito do povo

O desabafo, ou desaforo do “inconsequente” deputado federal Daniel Silveira é na verdade o grito do povo, só não enxerga quem não quer por conveniência, não pode por amarras ou por hipocrisia. Rupturas não ocorrem com tapinha nas costas, por vezes é necessário solavancos, ou pólvora. Foi assim no episódio do mensalão quando Roberto Jefferson “chutou o balde” escancarando as entranhas da política do toma lá da cá e a governança de coalisão. Na base da diplomacia o status quo não será afetado.

Foto: Cenarium – Deputado Federal Daniel Silveira na carceragem da PF

O fato é que a Constituição foi rasgada mais uma vez pelo STF e não adianta a imprensa ativista tentar dizer o contrário. Eles precisam lembrar que a esquerda é a preferência de parcela da sociedade, hoje menor, e não sua totalidade. A fala “ácida” do deputado é na verdade um grito de chega, está na mente e nos corações de milhões de brasileiros que gostariam mas não podem e não teriam o mesmo alcance.

Casos muito mais graves que o STF deveria ter usado a Lei de Segurança Nacional e o mesmo rigor são fartos, e não se viu tamanha diligencia ou alinhamento. Não sou advogado nem idiota, e não existe no ordenamento jurídico brasileiro “Mandado de Prisão em Flagrante”. Se é flagrante não há necessidade de Mandado, contradição explícita, primária. E se há Mandado não é um flagrante. Mandado de Prisão em Flagrante é injustificável, só existe na cabeça de fascistas ou de oportunistas apátridas.

As verdades ditas pelo deputado em vídeo direcionado ao ministro Fachin deveria servir para desengavetar a CPI da lava toga. Isso sim é assunto pertinente para imprensa responsável. O deputado, ao que ficou claro, sabe de coisas que o país deseja saber também. São acusações são fortes que exigem explicações, não em celas da PF, mas publicamente nos fóruns legais: Câmara dos Deputados e no Senado Federal

Arbitrariedade que justifica Impeachment do Ministro Alexandre de Moraes

Foto: Diária da manhã – STF – Dois pesos, duas medidas

Professores de direito penal são unânimes, nunca se viu tantas ilegalidades em um só ato. Não existe crime de opinião no Brasil; Não existe crime de discurso de ódio; Não existe crime de atentado contra atos democráticos; Não existe prisão no interior do imóvel à noite, nem mesmo com mandado de prisão, pois se deve aguardar o amanhecer para entrar no imóvel; Art 5º CF, XI; Não existe expedição de mandado para crimes em flagrante, ou um ou outro, os dois ao mesmo  tempo só podem partir da mente odiosa de alguém que não conhece minimamente as regras processuais penais brasileiras; Não existe prisão de deputado federal sem autorização da Câmara Federal, a não ser em flagrante delito de crime inafiançável. O que não é o caso.

Com efeito, o que fica explicito no Brasil são militantes políticos que ocuparam a corte que tem por ofício zelar pela Constituição Federal e não destruí-la sob os aplausos de cidadãos lobotomizados, com destaque para jornalistas e políticos de esquerda a serviço da causa socialista.

José Aparecido Ribeiro é jornalista em Belo Horizonte

Contato: jaribeirobh@gmail.com – WhatsApp: 31-99953-7945 – www.zeaparecido.com.br

Este blog não é sustentado por verbas públicas, mas precisa sobreviver e por isso aceita doações ou anúncios.   

10 thoughts on “No Brasil existem duas democracias, uma do STF, da mídia e da esquerda, e outra do povo, praticada nas redes sociais

  1. Com toda sinceridade e com absoluta certeza ao meu ver o que mais aflige nossa população ja há muito tempo não se trata mais de COVIT19, COVIT20 ou COVIT21 mas certamente que sim são as oligofrenias de um tal STF19, STF20 e STF21. Acabar com esse tal de COVIT acho até possível pois ele é vulnerável e não usa capa preta, mas, já o STF é quase impossível primeiro porque, apesar de termos um presidente com poderes concedidos pelo povo e portanto eleito democraticamente e mais tendo o EXÉRCITO às suas mãos, os membros dessa seita são intocáveis pois detém o poder absoluto sobre todos os outros, diria até sobre o mandatário pois já cuspiram, rasgaram e agora, no caso Daniel queimaram a CF, que poder é esse, esqueceram que ele é um representante do povo. que o aplaude de pé pela sua ousadia, e cadê o chefe de sua casa a CÂMARA DOS DEPUTADOS, engoliu a língua, o LEGISLATIVO como um todo foi amordaçado, engolido pelo temeroso e intocável STF, coitado do COVIT, ele que se atreva a enfrentar esse gigante de CAPA PRETA.
    Parabéns Daniel você sim nos representa voce incorporou o sonho de todo brasileiro que ama sua pátria, agora só esperamos que nosso amado e idolatrado presidente acorde desse sonho profundo de 2022 e comece a soltar logo os cachorros em cima desses FDPs. Coloque seu nome onde ele realmente deveria estar, hasteado junto nossa bandeira.

  2. Passou da hora do presidente parar de pensar nesta pseudo democracia que vivemos ha 30 anos e realmente usar de seu cargo e das prerrogativas como presidente da República para acabar de vez com a esquerda comunista. Foi para isto que tem 70% de aprovação da população. Esperamos mais atos que a esquerda chama de anti democráticos para esconder as aberrações ditas democráticas. Muito evidente que a direita é perseguida e censurada, enquanto a mídia joga ao vento palavras chavões para confundir. Basta de ser governado por este supremo que de supremo só tem feito o mal para o Brasil e brasileiros. Chega de impunidade de deixar estes partidos puxados da esquerda mandar e o judiciário acatar aberrações que mais comunistas, socialistas, globalistas e que de politicamente correto já encheu a paciência de jo.

  3. Eles só não conseguem prender Generais e o presidente. Mas vontade tem.
    Eles sofrem de amnésia , vi um vídeo do Alexandre condenando o STF

  4. O povo vive uma expectativa diária esperando mudanças, as quais, estão demorando muito pra acontecer.
    O STF a cada dia apresentando uma burrada atrás da outra pisando em cima da nossa Constituição, como se o Brasil fosse um barco ingovernável à deriva nesse mar de políticos corruptos e jornalistas ativistas. O governo fazendo seu papel trabalhando e mostrando o resultado do seu trabalho.
    “É uma questão de tempo”, só que esse tempo, que passa tão rápido em nossas vidas, nesse caso permanece parado.
    Quem será que resolverá esse impasse: o poder legislativo e executivo nossos representantes que foram eleitos pelo povo, o povo mesmo, ou algum outro poder que ainda não apareceu……
    Texto excelente! Parabéns José!

  5. Sinto tanta vergonha de ver o nosso país mergulhado neste mar de lama. O nosso Brasil tem tudo para ser uma grande nação, independente, com tudo para dar certo, e porque não dá? Temos uma cultura de famílias de políticos corruptos, uma imprensa desleal e sem comprometimento com a verdade (com raríssimas exceções ) e uma Corte Suprema de dar vergonha e revolta para nós Brasileiros que amamos tanto o nosso país, ” A terra de Santa Cruz”.

    1. Assiste, o programa atualidades Pampa a partir da 19h20min com Magda Beatriz e bancada, na TV Pampa RS através do You tube, e vai ver que espetáculo de programa, ali não tem pra esquerda corrupta.

  6. Ao invés de trabalharem pelo país Brasil, onde vivem, pensam em ganhar o poder através de falcatruas sórdidas e “armadilhas” puerís. Questão de tempo, quem viver verá!!

  7. Assino embaixo.

    Mandado de prisão em “flagrante”, é uma ilegalidade premeditada, logo é um crime contra o direito a ampla defesa e cerceamento das liberdades individuais, ou seja, de ir e vir, de manifestação, pensamento, opinião. Sem colocar a questão do foro privilegiado.

    O Alexandre de Imorais, assim como seus iguais, é escória e compõe o escritório de defesa da delinquência, rica*, brasileira.

    *rica com o produto do crime.

    O deputado “exagerou” na dose, porém, acredito que fez tudo de caso pensado e será exitoso. Não terá menos de 1 milhão de votos em 2022.

    Esse supremo é muito “juninho”.

    Como fiz o Augusto Nunes, 10 neurônios, é a somatória da contribuição de todos “deuses”.

  8. Não sei a que democracia pertenço.
    Nem sei mais se vivemos sob democracia. Hoje recebi advertência do Instagram, que ameaça fechar minha conta. O que comento bloqueiam, não postam. Fico explodindo de raiva com ataques ao presidente, e á democracia sem poder defender ou dar minha opinião.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.