Plano Estadual de Desenvolvimento da Cozinha Mineira será lançado amanha pelo Governo de Minas Gerais em BH

Cozinha Mineira reforça estratégias da Secult na atração de turistas para Minas Gerais

O incansável secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, juntamente com o governador Romeu Zema, e a presidente do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha-MG), Michele Arroyo, lançam amanhã sexta-feira (19), às 16h, o Plano da Cozinha Mineira no Museu que leva o nome no Estado na Av. João Pinheiro, centro de BH. O lançamento é aberto apenas à imprensa e convidados em virtude da pandemia.

No evento organizado pela equipe da Secult será assinado documento de intenções construído a quatro mãos que visa valorizar e tornar o setor ainda mais conhecido, abrindo caminho para o processo de reconhecimento da Cozinha de Minas como patrimônio cultural do Estado. O termo utilizado até aqui era “Gastronomia Mineira”. A partir de agora será tratada como “Cozinha Mineira”.

Foto: Blog Gastrô – mostrando a diversidade da cozinha mineira

O detalhe aparentemente insignificante, para o secretário Leônidas é carregado de simbolismo, pois inaugura uma nova etapa para o turismo e sua interface com a cultura e a rica cozinha do Estado mediterrâneo. São muitas as atratividades da culinária mineira, mas os pratos mais conhecidos são estes: Frango com quiabo; feijão tropeiro; tutu de feijão; leitão à pururuca; mexidão mineiro e a famosa vaca atolada.

Todos representando um modo de vida e marcas da história do Brasil. No cardápio não pode faltar também o pão de queijo, os doces e preparações à base de couve. São pratos que remetem imediatamente a Minas Gerais e sua rica história. Minas são muitas, assim como suas atratividades. A tradição de receber bem acaba de virar marca reconhecida internacionalmente. O site de reservas Booking.com, presente em mais de 70 países, elegeu Minas como um dos 10 destinos mais acolhedores do mundo.

Foto: Revista Hotéis – Pão de queijo de Minas, diferente de todos

Com suas belas construções do século XVIII, viajar pelas cidades mineiras é uma experiência marcante que tem sido desejada, sobretudo neste período de pandemia em que as pessoas buscam segurança, um dos mais demandados. Os protocolos adotados pela Secult e o selo de “Destino Seguro” chamaram atenção do mundo e os números comprovam que Minas é preferência de turistas brasileiros e estrangeiros.

Destinos como Ouro Preto, Mariana, Congonhas, Diamantina, São João Del Rei e Tiradentes, quase não sentiram os efeitos da pandemia, pois seguem sendo visitados e desejados por turistas de todas as partes do Brasil e do Mundo.

Acompanhe a transmissão ao vivo pelas redes sociais da Secult, nesta sexta-feira (19), às 16h.

YouTube: https://www.youtube.com/c/SecretariadeCulturaeTurismodeMinasGerais

Facebook: @culturaeturismomg –  Instagram: @culturaeturismomg

José Aparecido Ribeiro é jornalista, presidente da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo – Abrajet – MG

Contato: jaribeirobh@gmail.com – WhatsApp: 31-99953-7945 – www.zeaparecido.com.br

Este Blog de notícias e opinião não recebe recursos públicos e por isso precisa de anúncios ou doações para se manter. Colabore!

4 thoughts on “Plano Estadual de Desenvolvimento da Cozinha Mineira será lançado amanha pelo Governo de Minas Gerais em BH

  1. Ótima notícia pois este seguimento senão o maior, foi um dos mais prejudicados pela pandemia principalmente pela forma como a crise foi gerida pela administração pública municipal. Qualquer movimento de incentivo para o setor com certeza será de grande importância.

  2. Ótima notícia pois este seguimento senão o maior, foi um dos mais prejudicados pela pandemia principalmente pela forma como a crise foi gerida pela administração pública municipal. Qualquer movimento de incentivo para o setor com certeza será de grande importância.

  3. Tenho certeza que será um sucesso esse Plano da Cozinha Mineira, arquitetado pelo secretário Leônidas de Oliveira juntamente com o governador Romeu Zema. A tão conhecida cozinha mineira com seus pratos salgados e doces tradicionais, deixam a qualquer um com água na boca. Só em ler seu artigo já pensei em fazer um tour por Minas, um estado que admiro pela historia e tradicional cozinha.
    Parabéms a pessoas que apesar da crise, enxergam além e criam caminhos para alavancar espaços a muitos de seus companheiros mineiros, parabéns Secretário Leônidas.
    Obrigada por compartilhar.

  4. É o que todos precisamos neste momento. Apoio e incentivo .Se um setor cresce os outros tbm acompanham.Muito bom 👏👏👏

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.