Proposta de bonificação para desempenho de professores ganha força no governo de Minas

Professores reivindicam bonificação e secretaria de educação avalia o pleito a pedido de deputada do Novo
Foto: Ass. parlamentar – Secretário Mateus Simões, Dep. Laura Serrano, Sec. Educação Julia Santana
A deputada estadual Laura Serrano (NOVO) esteve nesta terça feira em reunião na Cidade Administrativa com o  secretário-geral do estado, Mateus Simões, e a secretária de educação, Júlia Sant’Anna para entregar reivindicação dos professores.
No encontro foi debatido a proposta de bonificação para os professores de Minas, com base nos indicadores de desempenho de aprendizagem dos alunos.
A iniciativa, protocolada pela parlamentar na última quinta-feira 25/11 na Comissão de Educação da Assembleia de Minas Gerais – ALMG, com pedido de providências para que fosse encaminhado à Secretaria de Estado de Educação (SEE) análise para implantação da remuneração variável para os professores.
A bonificação será feita por meio de avaliação de indicadores externos do desempenho da aprendizagem dos alunos. Porém, o requerimento foi rejeitado pelos demais membros da comissão.
“Quem me acompanha sabe o quanto eu acredito na importância da educação e no papel do professor na formação e futuro das nossas crianças e jovens”, relata Laura
Serrano.
A parlamentar explica que sua iniciativa visa oportunizar aos profissionais da educação mais um reconhecimento por todo o trabalho e  desempenho em prol da melhoria contínua da aprendizagem dos alunos mineiros.
Foto: Negociações com o governo
 
“Tenho atuado na debate e construção de uma proposta de bonificação para os professores considerando, por exemplo, os resultados das avaliações externas que
medem a aprendizagem dos alunos em português e matemática”, explica Laura.
A parlamentar enfatiza ainda que a modelagem está em elaboração, envolvendo diferentes e complexos estudos para a incorporação de critérios como a vulnerabilidade social, além da análise de diferentes iniciativas experimentadas em outros estados como Rio de Janeiro e São Paulo.
A ideia é uma forma de incentivar a categoria tendo o desempenho como mera, e premiando o professor que se esforçar para que os estudantes evoluam no aprendizado em todas as escolas mineiras.
José Aparecido Ribeiro é jornalista
Colabore para a manutenção deste Blog!

7 thoughts on “Proposta de bonificação para desempenho de professores ganha força no governo de Minas

  1. Infelizmente o que aconteceu foi uma deterioração do ensino público há algumas décadas. Grande número de professores exaltando a figura de Paulo Freire, mas o que aconteceu com a obrigação de alunos não poderem ser reprovados foi um verdadeiro fiasco. Mais um desastre na conta do PT.

  2. No currículo escolar houve uma diminuição de português e matemática, colocando matérias que não acrescentam nada na formação dos alunos.

  3. No currículo escolar houve uma diminuição de português e matemática, colocando matérias que não acrescentam nada na formação dos alunos.

  4. Minha mãe foi professora, diretora e depois Superintendente de Ensino, vi tudo acontecer, as escalas eram com letras e números de acordo com a qualificação de formação e tempo de serviço.
    Nada de produtividade do aluno.
    Aprender é obrigação do aluno.
    Hoje qualquer cidade em Minas tem faculdade ou extensão com isso a especialização é excelente.
    Em 1980 foi o início da decadência da escola, com uma demanda grande de alunos, apareceu salvo engano no governo Hélio Garcia um iluminado José dos Mares Guia passou pro governador pra não ter mais reprovados, com isso davam trabalhos fáceis e um tal colegiado e com isso diminuiu as contratações de professores e nem eram necessários mais grupos e colégios, sala de 30 alunos passou a ter 45 alunos.
    O número ideal pela ONU são 16 alunos.
    Professoras terminavam o ano a reboque.
    No ano posterior o mesmo gênio da lâmpada foi ministro de Lula e esparramou esse sistema pra todo país.
    Aí foi a decadência total do ensino no Brasil.
    Agora aparece outra lâmpada, não adianta o negócio é ter repetência escolar, seguir em frente quem merece.
    Hoje vi o jornal a notícia de mesmo com.essa mamata os alunos estão abandonando as escolas.
    Uma geração fraca, pais e alunos sem compromissos, bolsa merenda, ajuda de toda natureza.
    Só Jesus na causa.

  5. Se as administrações fossem sérias seria ótimo. Infelizmente não vai dar certo, vão aparecer as perseguições, os conchavos e um monte de injustiças. Não da certo.
    Infelizmente

  6. Já foi testado no Paraná,não deu certo!! Durou um ano e fracassou!! Cometeram muitas injustiças!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.