Rede Minas de Televisão completa 37 anos com nova programação que estreia amanhã segunda-feira (6/12)

Campanha “Contando Histórias pelos Caminhos da Mineiridade” destaca a cultura, o turismo e o social

Foto: Sede da Rede Minas no bairro Santo Agostinho

A Rede Minas de Televisão foi criada em 1984 pelo decreto n.º 23.807 assinado pelo então governador Tancredo Neves que instituiu a Fundação TV Minas Cultural e Educativa, então vinculada à Secretaria de Estado da Cultura. Terceira maior rede pública do país. De lá para cá muita coisa mudou e a Rede Minas ficou bem mais moderna, chegando hoje em praticamente todos os 853 municípios de Minas Gerais, 470 deles, em breve, com o sinal digital.

Recentemente a Empresa Mineira de Comunicação (EMC) – Rede Minas, fechou acordo com a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), noticia dada em primeira mão aqui no Blog, parceria inédita, e que conta com o maior investimento da história da emissora desde a sua fundação, R$200 milhões. O objetivo é levar conteúdo de boa qualidade com sinal digital para 470 municípios que aderiram à parceria entre EBC e EMC.

Ao completar 37 anos, a EMC hoje é vinculada à Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), pasta comandada pelo incansável e competente Leônidas Oliveira, e dirigida pelo experiente jornalista Sergio Rodrigo Reis.

Foto: Acordo para TV Digital parceria da EMC com a EBC e o Governo de Minas

Começa amanhã segunda-feira (6), uma nova fase na TV, com programas e temporadas que dialogam com as cores, sabores, saberes, aromas e histórias da cultura popular:  “Sabor&Afeto”(estreia), “Estações”(nova temporada), “Minas da gente” (nova temporada), “Mulhere-se” (nova temporada), “Palavra Cruzada” (nova temporada). Junto com as novidades na programação, os jornais diários (Jornal Minas 1ª Edição e 2ª Edição) e os programas “Meio de Campo” e “Opinião Minas” têm como cenário uma redação reestruturada, com novo desenho de iluminação e maior interatividade.

Integrando os programas Reviva Turismo e Descentra Cultura, da Secult, as equipes de produção da Rede Minas percorreram milhares de quilômetros nos últimos sete meses. Entre os quase 300 destinos previstos. Foram 49 localidades retratadas pelo projeto Gerais+Minas (Poços de Caldas, Jacutinga, Sete Lagoas, Cordisburgo, Curvelo, Corinto, Joaquim Felício, Bocaiúva, Glaucilândia, Montes Claros, Capitão Enéas, Pai Pedro, Monte Azul, Belo Horizonte, Governador Valadares, Resplendor, Araçaí, Caldas, Ibitiúra de Minas, Itanhomi, Coroaci, Olhos-D’água, Conceição do Mato Dentro, Santana do Riacho, Jequitibá, Jaboticatubas, Ouro Branco, Ouro Preto, Mariana, Lagoa Santa, Cláudio, Lambari, Lagoa da Prata, Formiga, Pimenta, Andradas, Machado, Mirabela, Japonvar, Botumirim, Grão Mogol, Unaí, Patos de Minas, Vazante, Catuti, Janaúba, Pedra do Indaiá, Alfenas e Caldas).

Trabalhando em sintonia com a Secult por meio das Instâncias de Governanças Regionais (os Circuitos Turísticos), prefeituras, Associação Mineira de Municípios, Associação das Cidades Históricas de Minas e outras instituições, a programação foi construída a quatro mãos.

Foto: Secretário de Cultura e Turismo de MG – Leônidas Oliveira

Para a usina de ideias e projetos que responde pelo nome de Leônidas Oliveira, a nova programação reflete o entendimento de que a Cultura e o Turismo são fundamentais para o desenvolvimento socioeconômico do Estado e para a geração de emprego e renda.

“São estas particularidades que, unidas, compõem a essência da mineiridade”, declara o secretário de Estado de Cultura e Turismo que chama atenção para um fato recente e extremamente relevante para a Rede Minas: “A expansão do sinal digital para 470 municípios mineiros, fruto de cooperação entre o Governo de Minas, por meio da Secult e da EMC, e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), contemplando Minas Gerais no âmbito do Digitaliza Brasil, democratizando a produção e a melhoria da qualidade do sinal”, lembrou o secretário.

A TV digital em Minas é um projeto de R$ 200 milhões em investimentos em infra-estrutura para levar TV de alta qualidade a 470 municípios. Para o presidente da EMC, Sérgio Rodrigo Reis, “a ideia é ampliar nossa capacidade de produção no interior de Minas Gerais em busca do que temos de melhor. O resultado é um rico e impressionante painel da diversidade cultural das paisagens e dos sotaques que sintetizam a nossa mineiridade”, destaca.

Novos olhares

A primeira parte da campanha de lançamentos dos novos conteúdos entra no ar mostrando os vários sotaques, “causos” e imagens do que “Vem por aí”. Todas as experiências capturadas pelas câmeras, nas gravações dos programas e conversas de bastidores, estão reunidas no novo site “Gerais+Minas”, que serve vários aperitivos da nossa mineiridade, com toques de simplicidade e afeto.

É possível dar uma volta por lugares tradicionais e remotos, ver e ouvir boas história. O projeto reúne diários de viagens das gravações feitas pelo estado; vídeos; fotos de bastidores e detalhes sobre “Cantinhos de Minas” raramente vistos se não por quem lá vive ou já viveu. O site será atualizado constantemente, à medida que novos episódios e programas forem ao ar.

Confira em www.geraismaisminas.mg.gov.br – redeminas.tv

NOVOS PROGRAMAS E TEMPORADAS:

Estações

A nova temporada do “Estações” segue a linha do trem, com as estações ferroviárias e as belezas das cidades mineiras que trazem, em suas histórias, a herança das locomotivas. O episódio de estreia é em Jacutinga, no sul do Estado.

Terça-feira, 20h: inédito.

Sábado, 00h15: reapresentação.

Domingo, 13h: reapresentação.

Minas da Gente

A atração faz uma viagem que tem, como guias, os próprios moradores. A estreia é em Caldas, no sul de Minas, onde funciona um dos hotéis mais antigos do país em atividade, sem interrupções, além de outros destaques.

Sábado, 20h: inédito

Domingo, 6h45: reapresentação

Quarta-feira, 23h: reapresentação

Mulhere-se

Primeiro programa feminista da TV brasileira traz, na nova temporada, como protagonistas, as indígenas. Elas é quem fazem a advertência, se mobilizam e convocam a população para entrarem em uma batalha unidas pela vida.

Segunda-feira, 20h: inédito.

Domingo, 00h: reapresentação

Palavra Cruzada

Em nova fase, focada na vida e obra de personalidades mineiras, o Palavra Cruzada estreia com a artista plástica Yara Tupynambá, uma das figuras mineiras mais importantes para a cena cultural do Estado.

Quarta-feira, 20h: inédito

Domingo, 22h: reapresentação

Segunda-feira, 23h45: reapresentação

Sabor & Afeto

O programa Sabor & Afeto mostra a culinária mineira e as belezas do estado. A atração é apresentada pela chef Esperança. O primeiro episódio mostra a cidade de Caldas, no sul de Minas, e os famosos biscoitos de polvilho.

Quinta-feira, 20h: inédito

Sábado, 6h: reapresentação

Domingo, 12h: reapresentação

PROGRAMAS COM NOVOS HORÁRIOS:

Agenda

Segunda a sexta: 18h às 18h30

Brasil das Gerais

Segunda a sexta: 13h às 13h30

Coletânea

Segunda a sexta: 18h30 às 19h

Cinematógrafo

Sexta-feira, 20h: inédito

Jornal Minas

O novo cenário permite interação e  aprofundamento das notícias. Um jornal dinâmico, objetivo e equilibrado. Um olhar atento para as muitas Minas. O jornalismo de credibilidade de sempre agora de cara nova.

JM1 – Segunda a sexta: 12h30 às 13h

JM2 – Segunda a sexta: 19h30 às 20h

Opinião Minas

Segunda a sexta: 20h30 às 21h

GERAIS+MINAS

O “Gerais+Minas” é uma ação de interiorização das grades de programação da Rede Minas e Rádio Inconfidência, lançado em março desse ano, em sintonia com os programas Descentra Cultura e Reviva Turismo, da Secult. O objetivo é mostrar a pluralidade dos municípios mineiros.

José Aparecido Ribeiro é jornalista e presidente da Abrajet-MG

www.zeaparecido.com.br – WhatsApp: 31-99953-7945 – jaribeirobh@gmail.com

Colabore com a manutenção deste Blog, anunciando, compartilhando ou doando qualquer quantia!

 

 

8 thoughts on “Rede Minas de Televisão completa 37 anos com nova programação que estreia amanhã segunda-feira (6/12)

  1. Propagar a cultura mineira e suas riquezas é uma beleza. Quanto ao que é divulgado em outras matérias parece que não vale muito a pena, o que é lamentável pq induz os telespectadores que não consegue perceber a realidade. Não posso opinar muito pq praticamente não conheço a programação da rede.

  2. Petistas descarados, acho que foi a opinião geral acima.
    Teve um dia que comecei a ter náusea.
    Tantas mentiras que tava feio.
    Os esquerdopatas não tem vergonha e se continuar a mesma turma principal os da Opinião Minas é melhor não investir que hoje em dia não cola mais.
    Vejam a Jovem Pan já virou TV, ninguém aguenta esses comunistas tentando fazer a cabeça do povo.
    Deveria ter eleições pra jornalistas e que fossem neutros.
    A opinião não é de Minas, a opinião é deles como convém.
    Dê quaisquer modo vamos torcer pra melhorar.
    Caso contrário vai ser um fiasco.

  3. Tomara que essas mudanças anunciadas façam os idiotas que assistem Globo a acordar do sono profundo que estão vivendo e passem a dar Ibope para programas educativos e televisões que não tenham compromissos ideológicos como a maioria das TVs abertas.

    Liberio Gonçalves

  4. Sempre gostei da programação da TV Minas, mas nos últimos anos o partidarismo dentro da tv era perceptível, fruto da instrumentalização de tudo que a esquerda coloca as mãos. Tomara que este novo presidente Sérgio Rodrigo consiga afastar os profissionais militantes disfarçados de jornalistas e coloque a tv nos trilhos.

    José Carlos de Almeida
    Belo Horizonte

  5. Os governos e políticos sensatos precisam fortalecer as TVs estatais, sem deixar elas virarem instrumentos de oportunistas da esquerda maldita, são elas e as TVs a cabo que irão mudar os hábitos dos alienados que ainda estão abduzidos por emissoras apátridas como a Globo.
    Vilma Campos

  6. É por essas e outras que meu voto e de toda a minha família é de Romeu Zema. O governador trabalha e deixa sua equipe trabalhar. Essa TV Minas foi por muito tempo antro dos petistas e seus comparsas. Tomara que essa nova gestão consiga afastar os preguiçosos e acomodados da esquerda que adoram mamar nas tetas do estado.
    Juliana Monteiro

  7. Que show! Minas Gerais merece uma cobertura com os perspectiva mineira. Será com certeza mais um golaço da Rede Minas, da Secult e do Governo Zema.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.