Revista ataca o Presidente usando da “libertinagem de Imprensa”. Isto não É jornalismo, virou fascismo

Sob o signo da libertinagem de imprensa, revista ataca o presidente da República e acaba de se enterrar, afastando assinantes que são contrários ao modelo fascista de praticar jornalismo

Foto: Montagem Bolsonaro sendo comparado ao Fuhrer Adolf Hitler

Na manhã da última sexta-feira (15) o Brasil assistiu atônito um grupelho de jornalistas desprezíveis, esquizofrênicos  e criminosos atacarem o presidente da República ao estamparem na capa de revista que não merece ter seu nome mencionado, a imagem do presidente sendo comparado ao Fuhrer Nazista, Adolf Hitler.

Um desrespeito inominável que merece resposta severa da justiça, dos homens e mulheres de bem, e, sobretudo do governo federal que precisa reagir a este escárnio inaceitável. Os profissionais do jornalismo também não podem ficar calados diante desta insanidade explícita. Os que honram a profissão devem repudiar o ato insano da revista dirigida por pusilânimes covardes.

A revista acaba de completar 45 anos de circulação e assina a própria sentença de morte de forma patética, dando espaço a idiotas e cretinos como o mentecapto, desonesto e desqualificado Ricardo Kertzman, um vigarista que não é jornalista, mas se faz passar por profissional de imprensa que nunca foi.

Este sacripanta ataca judeus, minorias, é racista e se esconde num bunker em Nova York com medo de ser preso pelos crimes de calúnias e difamação contra o presidente da República que ele ataca indiscriminadamente, e até aqui impunemente. Figura desprezível que carrega o ódio no coração e nas palavras que profere insensatamente. Sob o signo da libertinagem de imprensa, essa figura diminuta, mesmo sem ser jornalista, depõe contra a classe, exigindo das lideranças do setor que não estão contaminadas, algum freio.

O autor da matéria tem fortes traços de esquizofrenia, e precisa de tratamento psiquiátrico

Trata-se de um batedor de carteiras que vende a alma para o diabo em troca de clicks e em benefício da própria vaidade exacerbada. Um PMD (psicótico maníaco depressivo) solto, com fortes traços de sociopatia, representando ameaça para a sociedade.

Inacreditavelmente consegue espaço em jornais como o Estado de Minas e a revista falida que não merece ter seu nome mencionado. Os que assinaram a matéria e autorizaram a capa da infeliz edição 2.700 são indivíduos sem moral, sem empatia, sem bons sentimentos, mal educados, desonestos e sem o menor apreço pela verdade.

O compromisso deles é com a vileza de suas palavras, não valem o que comem. São covardes kafkianos. Para eles os princípios deontológicos da profissão não existem. Eles estão acima de tudo e de todos, se acham semideuses na arte de assassinar reputações. Os fins justificam os meios para os canalhas que depoem contra o jornalismo.

A atitude criminosa de expor a figura de um presidente da Republica não é aceitável em nenhum país civilizado, sobretudo vindo de um veiculo de comunicação que até aqui cumpria sua missão de informar. O ato repugnável explicita o desespero da militância doutrinada que ocupa as redações por todo o país. Óbvio ululante que fazem isso por que perderam as boquinhas. Estão com síndrome de abstinência de “jabás”.

Parte da imprensa brasileira não informa como antes, estão na verdade vendendo opinião. Tem jornalista barganhando a própria alma como é o caso do apátrida destemperado e boquirroto, Ricardo Ketzman. O comportamento pacóvio desta turma de pivetes ultrapassou o principio da razoabilidade ao expor sem temor, a reputação e a honra da autoridade máxima do país.

O ataque covarde é extensivo a todo cidadão que votou em Bolsonaro.

Associação ao nazismo é crime, e os autores desta matéria, bem como os responsáveis pela revista precisam responder por calúnia, difamação e crime contra a honra do presidente. Bolsonaro vem sendo alvo de ataques da imprensa militante desde quando anunciou sua candidatura. Não é por acaso o desatino dos cafetões do jornalismo, as mamatas acabaram.

Essa gente via de regra, possui a ‘capacidade’ de jamais se importar com o que importa, são autômatos e servem a causa socialista. Passam a vida presos nos próprios labirintos, imiscuindo-se em miudezas e mesquinharias diversas, se realizam atacando pessoas do bem de forma vil e criminosa. São anacrônicos, imbecis e mesquinhos.

A revista da Editora Três é o retrato da decadência do jornalismo nacional. Eles sim devem ser comparados a ditadores como Adolf Hitler, Stalin, Fidel Castro e outros da mesma laia, defensores do socialismo como os próprios. Cometeram crime previsto na Constituição da República no Art. 5º Inciso X dos Direitos e Garantias Fundamentais.

Em vez de comemorar seu aniversário com festa, a revista prefere encerrar suas atividades com atitude esdrúxula e infeliz. Mais do que perder 90% dos assinantes pagos ela perdeu a moral e o respeito da opinião pública ao deixar o jornalismo de lado para militar, em vez de defender a verdade dos fatos. Esqueceram o significado de ética.

Boicote aos que anunciam na revista fascista é dever de quem defende a democracia

A edição impressa de nº 2.700, deve entrar para história do jornalismo nacional como motivo de vergonha, pois escancara a militância esquerdista e a esquizofrenia dos Gates keepers escondidos nas redações.

A maneira mais apropriada de lidar com este tipo de crime é boicotar anunciantes. Torna-se impresindivel o repúdio a comportamentos como esse. É dever de todo cidadão que se preza denunciar e não tolerar este tipo de comportamento fascistoide. O atentado, repito, não é contra o presidente, mas a todo cidadão e cidadã que acreditam no seu projeto de moralização do pais. Há três anos não se ouve falar em corrupção. Isso sim deveria ser capa de revista e não esse atentado que macula o jornalismo brasileiro.

PS.: Todos os adjetivos utilizados aqui foram retirados de textos do mentecapto, pulha e pederasta Ricardo Kertzman. São todas palavras que ele usa para alvejar o Presidente da República, escondido e covardemente.

O mau caráter que se faz passar por jornalista é um esquizofrênico delinquente de alta periculosidade e deve pagar pelos seus crimes. Ele e os que o acobertam.

José Aparecido Ribeiro é jornalista diplomado

www.zeaparecido.com.br – WhatsApp: 31-99953-7945 – jaribeirobh@gmail.com

Este Blog aceita anúncios e doações, colabore! 

16 thoughts on “Revista ataca o Presidente usando da “libertinagem de Imprensa”. Isto não É jornalismo, virou fascismo

  1. Caro José Aparecido, seria interessante você participar de um Conselho de Ética Jornalística, e acabar com a imprensa vendida, que acredita na corrupção, na mentira, não dá pra descrever a aberração que esta revista se propôs a divulgar, eu fecharia esta editora na hora, se a Justiça fosse séria.

  2. Meus parabéns Zé, isso sim é fazer jornalismo.
    Um covarde como esse deveria estar atrás das grades por ofender o presidente da república.
    E digo covarde, porque se fosse um homem honrado não falaria todas essas ofensas ao presidente, ainda mais vivendo em Nova York.
    Um canalha como esse quer mais é que o Brasil se exploda!

  3. Grupo de doentes, idiotas que , certamente, perderam uma “boquinha” do governo e, como bestas desmamadas estão berrando de fome do dinheiro público, fácil e descomprometido que certamente recebiam de crápulas como eles.

  4. Prezado jornalista José Aparecido , mais uma vez brilhando ao desancar essa corja de canalhas que se fazem passar por jornalistas , mas que não passam de marginais tentando por fogo no país , simplesmente porque perderam a boquinha de viverem sob os auspícios de gordas verbas publicitárias. Mas tem que os acoberte que são esses miserável veículos de imprensa tipo o jornal Estado de Minas , para ficarmos no âmbito local , que se escondem sob a farsa de não se responsabilizarem pela opinião de nossos colunistas , que é o mesmo que contratar um matador e se isentar porque não foi ele que apertou o gatilho . São piores que os contratados .

  5. É lamentável que ainda há os que nessas páginas expõe seus produtos, por certo são como calhordas como todo comunista de iPhone, ou simplesmente não enxergam onde pisam quanto mais onde oferecem seus produtos. Triste fim para uma revista que outrora até quiz fazer jornalismo com ética e seriedade.

  6. Qual é a diferença desse cidadão e os manifestantes do MST que foram vandalizar na SEDE do APROSOJA em Brasília semana passada ??

    Nenhuma, pois todos eles estão dominados de mal caratismo.

    Não aceitam os destinos da HISTÓRIA e o RESULTADO das URNAS de 2018 e da DEMOCRACIA.

    Não conseguem enxergar que temos condições de ter uma NAÇÃO PODEROSA com PAZ, ORDEM e PROGRESSO.

    Não sabem o que é HIERARQUIA, não respeitam as INSTITUIÇÕES.

    Merecem um PROCESSO pesado, mas infelizmente eles tem respaldo de POLÍTICOS e AGENTES das INSTITUIÇÕES que não os classificam de MOVIMENTOS ANTIDEMOCRÁTICOS.

    Vivemos dias tenebrosos em nosso BRASIL, temos de ser resilientes e temos cada vez mais FÉ em DEUS.

  7. Uma empresa qdo começa falir, põe pra quitar as principais despesas o que tem de maior valor, aí fica pro final o que ninguém compra, isto aconteceu infelizmente com essa revista, ficou só o imprestável sem valor nenhum.
    Não acredito que ainda tem 10% otarios que lêem essa porcaria.
    Outra coisa importante é o que Rodrigo Constantino disse numa live, se Bolsonaro disser que água filtrada faz bem pra saúde, esses nojentos da Globo lixo, isto é e veja vão publicar matérias pro povo não beber água mais, pois água mata, e tem idiotas que vão morrer de sede.
    O tal Caos Varela, credo é muita sujeira.

    1. Esse. elemento que nem projeto de jornalista pode ser…junto com a revista Isto é *(LIXO É)* têm que ser punidos por esse crime contra O CHEFE DE ESTADO,; crime lesa Pátria e incitação a violência…

  8. “modelo fascista de praticar jornalismo”
    Jornalismo?!

    Há muito abandonei diversos veículos de comunicação.

    E não sei quais anunciantes a revista tem, já que não a consumo, assim não posso boicota-las.

  9. Estamos assistindo a queda e o sepultamento de uma revista que no passado foi boa. Isto é o resultado de caminhos errados, envolvimento com gente desqualificada e sem respeito pelo próximo. É o preço que vão pagar pela falta de critérios adotados para prejudicar os outros, atingir pessoas sem dó nem piedade. Se transformaram em uma revistinha slim, sem bons atrativos para os leitores, uma tendenciosa revistinha que está queimando os seus últimos cartuchos, destilando ódio por todos os lados e se envenenando com o seu próprio veneno.😖😖😖😵

  10. José Aparecido , parabéns pela matéria em repúdio a esse pseudo jornalista !Tambem penso que deveria ser punido por escrever dessa maneira sobre o Presidente !

  11. PARABENS ZEAPARECIDO SE FOSSE UM MINISTRO DO STF ESTE CARA ESTAVA PRESO MAS SE O PFESIDENTE FIZER ISTO ELES .ANDAM SOLTAR E AINDA O ACUSAM DE CERCEAR A LIBERDADE DE IMPRENSA

  12. Depois de sua matéria sobre esse sujeito , não resta fazer mais nenhum comentário .
    Apenas endossa-lo .

  13. Mídia tendenciosa e maligna!
    Não tem moral e como não competência, lançam mão de ataques de guerrilha.
    “… quando acordarem, será tarde demais “

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.