A”generosidade” da Presidenta e a falta de projetos.

A Presidenta Dilma esteve em Minas e prometeu uma mala de dinheiro, se os projetos aparecerem. A quantia é generosa, R$7,3 Bilhões. Ouço falar em Metrô, Anel Rodoviário e duplicação da BR 381 desde que me entendo por gente. Em 1974, ainda criança, fui com o meu pai na inauguração do viaduto de acesso à BR 040, no bairro João Pinheiro, na última reforma que o Anel Rodoviário recebeu, transformando suas pistas simples em uma via de pistas duplicadas. De lá para cá, o Anel só recebeu perfumaria e sua estrutura continua a mesma.

 

BH tinha menos de 100 mil veículos naquela época, hoje a frota beira 2 milhões e o viaduto continua o mesmo daquela época. Está fazendo também 40 anos que ouço falar do Metrô e ele continua o mesmo que foi inaugurado em 1981, capenga e ligando nada a lugar algum. Peço perdão antecipado aos nosso “dedicados e competentes” políticos, os de hoje e os de ontem, que já se foram: estou ficando míope, gagá ou li que não existem projetos para execução destas obras que esperamos há 40 anos? O que vocês estão fazendo ai nos seus gabinetes?

 

Ouvir da Presidenta da República, que é Mineira, que tem dinheiro e não tem projeto para o Anel e para o Metrô é algo inacreditável. Ambos são plataformas políticas de todos os candidatos que se elegeram nos últimos 40 anos em BH para qualquer cargo eletivo. Até presidente de Associação de bairro defendem essas bandeiras. Não é possível que a mala de dinheiro com R$7,3 Bilhões, "gentilmente"  oferecida pela Presidenta, sem "segundas intenções", vai voltar para Brasília por falta de projetos? Cadê o Ministério Público minha gente? Cadê os caciques da política mineira? Cadê o povo na rua?

 

José Aparecido Ribeiro

Consultor em Mobilidade e Assuntos Urbanos

Presidente do CEPU ACMinas

ONG SOS Rodovias Federais

CRA MG 0094 94

31 9953 7945

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.