Belo Horizonte cidade dos murundus.

Na tradução literal, murundu são pequenas elevações de terra em locais onde o solo é pobre, comuns em regiões de cerrado. Já em BH, mesmo com toda a tecnologia disponível, os murundus continuam causando prejuízos para população em ruas remendadas nos moldes de telhas forjadas por escravos na época do Brasil Colônia. (termo popular: nas coxas). Murundus aqui são elevações de asfalto que acabam com a suspensão dos carros e por vezes causam acidentes.

 

Transversais, ocupando toda a extensão ou mesmo longitudinais em apenas parte das ruas, eles estão por todos os lados e sempre existiram nas ruas da Capital. A engenharia evoluiu, mas os empreiteiros de BH, com a conivência ou omissão das autoridades, seguem fazendo o serviço “meia boca”, quando precisam abrir ruas para mexer em tubulações subterrâneas, ou mesmo para tapar buracos. Raramente fazem o serviço de recapeamento de forma correta e com padrão aceitável.

 

Recentemente um ônibus ficou sem o eixo traseiro ao passar por cima de um murundu na Av. Amazonas. Cruzando os 148 bairros da cidades, são poucas as ruas que estão livres dos murundus. Nem as vias recentemente recapeadas escapam dos remendos mal feitos. Na Av. Cristiano Machado, por exemplo, são mais de 20 murundus em cada lado, alguns tem o efeito de um quebra molas e provocam solavancos que só quem passa ali de carro diariamente sabe o significado.

 

Há 10 dias a Rua Professor Antonio Aleixo, no Bairro de Lourdes, recebeu asfalto novo. No ultimo final de semana, mesmo antes das faixas horizontais serem pintadas, a rua foi cortada para passagem da tubulação de gás. O mesmo aconteceu na Av. Olegário Maciel e na maioria das ruas do bairro Santo Agostinho que teve o piso recapeado recentemente. Os remendo quando não formam murundus, viram valas. Ambos provocando danos aos veículos e riscos de acidentes. A Sudecap, responsável pelas obras e pela fiscalização, deveria estabelecer padrão mínimo e cobrar de empreiteiros o serviço bem feito. Fica a dica.

 

José Aparecido Ribeiro

Consultor em Assuntos Urbanos

Presidente do CEPU – ACMinas

CRA MG 08.00094/D

31-9953-7945

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.