CRUZAMENTO DE AV. BARÃO HOMEM DE MELO COM AV. SILVA LOBO SATUROU

O cruzamento de Avenidas Silva Lobo e Barão Homem de Melo é um dos mais de 150 gargalos de BH que não suportam mais o tempo dos sinais apenas. De 6H as 23H passar por ali é um verdadeiro martírio. A Av. Barão Homem de Melo recebe todo o fluxo proveniente do Belvedere que desce a Av. Raja Gabaglia em direção as Zonas Oeste e Norte da cidade nos dois sentidos.
Soma ao movimento o fluxo de veículos do Buritis, que hoje é o bairro mais populoso de BH. O que era limitado aos horários de pico, atualmente se estende por todo o dia e parte da noite. Engarrafamentos constantes e estressantes. O local exige paciência e uma dose de sorte, já que é ponto favorito de assaltantes.
O cruzamento não aceita mais puxadinhos, é necessário obras de arte da engenharia que permitam fluidez, economia de combustível, tempo e menos monóxido de carbono na atmosfera. Ninguém escapa, uma vez que não há alternativas para atravessar essa região da cidade, se não as Avenidas Barão Homem de Melo e Silva Lobo. A primeira é continuação da segunda.
A soluções de engenharia passam por um viaduto e uma trincheira. Mas até que a ficha do poder publico caia e que uma licitação seja feita, um plano de emergência para a região é urgente. Nele sugere se mudanças de sentido nas transversais e presença humana na gestão do trafego, pelo menos nos horários de pico. O que não dá mais é contar apenas com sinais de transito em tempo reduzido para o volume de transito intenso e ininterrupto.

Jose Aparecido Ribeiro
Consultor em Assuntos Urbanos e Transito
Autor do blog zeaparecido
CRA MG 08.0094/D
31 99953-7945

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.