Declarações do Prefeito sobre as soluções para o trânsito do Belvedere.

O Prefeito de BH proclamou em alto e bom tom, para empresários e populares que participaram recentemente da inauguração de mais um puxadinho feito ao lado do BH shopping, para desafogar o trânsito do Belvedere e de quem vem de Nova Lima no sentido Savassi, obra bancada pela iniciativa privada, que a solução para a região é o metrô.  A declaração revela entre outras coisas o nível de entendimento do nosso Alcaide em relação a questão da mobilidade e assuntos urbanos. Ele dá indícios de que conhece o assunto, assim como eu e você entendemos de naves espaciais. Um gesto simbólico que coloca o tema no campos das “possibilidades”. Para não dizer, dos sonhos ou das piadas de mal gosto, cada vez mais comum em Belo Horizonte.

 

Empresários, moradores do Belvedere e dos condomínios de Nova Lima continuarão andando cada vez mais de carro. Já os trabalhadores da construção civil, comércio e secretarias do lar, que são em grande número ali, continuarão andando em ônibus insalubres, especialmente aqueles que não conseguem comprar o sonhado automóvel ou motocicleta. O metrô é uma falácia, hoje corriqueira na boca de políticos oportunistas. Evidente que a solução para o problema do vetor sul não é o metrô, por dezenas de razões de ordem técnica e financeira, que inviabilizam qualquer tentativa. A solução passa inevitavelmente pelo monotrilho, mudança de carrocerias de ônibus, tornando os atuais um pouco mais salubres e obras, muitas obras para eliminar gargalos e substituir puxadinhos feitos para inglês ver. Não faltam exemplos.

 

Repare o viaduto da Av. Raja Gabaglia com BR 356, um dos exemplos de funil que  foi construído há quase 50 anos e precisa de intervenções de alargamento de pista encima e embaixo, urgentemente. O mesmo vale para a Praça Marcelo Menicucci, recentemente maquiada para piorar o que já era ruim, além da falta de alargamento da Av. Luiz Paulo Franco e a Passagem de Nível das Seis Pistas, que mais parece uma piada. Vale lembrar que usuários de carros naquela região, continuarão, por cultura e padrão de comportamento, utilizando seus veículos, mesmo que o sonho do metrô um dia viesse a ser concretizado daqui a 50 anos.  Sorte do Prefeito é que o povo tem memória curta e já nem lembra mais das promessas, estão quase todos ocupados com coisas mais “importantes” como o futebol, novelas, UFC, MMA  e com o big brother.

 

José Aparecido Ribeiro

Consulltor em Mobilidade e Assuntos Urbanos

Presidente do Conselho Empresarial de Política Urbana da ACMinas

ONG SOS Mobilidade Urbana

CRA MG 0094/94

31-9953-7945

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.