Por que a Globo recebe tantos ataques nas mídias sociais?

A Rede Globo exerce grande influência sobre a cultura brasileira e quase ninguém tem duvidas disso. Não fosse assim, sua grade de anunciantes não seria tão grande e diversificada. O mesmo consumidor das propagandas, é também o espectador da programação cultural ou jornalística, do nordeste ao sul passando por São Paulo, do Oiapoque ao Chuí. Onde tem Brasil, tem Globo.

A emissora é dona de um arsenal técnico invejável e de talentos da dramaturgia comparáveis aos “iconoclastas” de Hollywood, atores da mais alta qualidade, ninguém pode negar. É uma empresa de envergadura global e com reconhecimento internacional. Não por acaso acumula prêmios pela sua capacidade de criação, competência, aparato técnico e humano. Sua qualidade técnica é impecável, em que pese sua polêmica programação e jornalismo tendencioso.

Existe em curso, nas mídias sociais, um movimento contra o conteúdo da programação da Globo – que não vem ao caso aqui agora – mas que ganha força e declaradamente tem o aval da igreja católica, de evangélicos e até da classe média formadora de opinião. Poderíamos dizer que não há nada de errado com a programação da emissora, pois assiste quem deseja, e quem tem televisão. 92% da população brasileira. Estamos afinal em um país democrático.

O verbo não está no “futuro do pretérito” por acaso. Não teria se as pessoas fossem iguais e bem informadas. brasileiro gosta de televisão assim com o norte americano de carro, e não é por acaso que os números são iguais. Na casa de 92% dos norte americanos tem um ou mais carros na garagem, já na casa de 92% dos brasileiros tem uma ou mais tv´s dependuradas ou em cima de um móvel.

Só 25% dos brasileiros tem carro na garagem. Aqui carro figura no primeiro lugar dos sonhos de consumo, e em seguida vem a televisão. E onde tem tv, a Globo entra sem pedir licença, mexendo no inconsciente coletivo, com os desejos e até com os valores de crianças, adolescentes e adultos. Quem nunca sonhou em ser ator global? Conquistas que a democracia e a abertura trouxeram para o povo e que são inalienáveis. A principal, liberdade.

A emissora faz isso com esmero e competência inquestionáveis, agora em full HD, de graça, bastando uma antena digital, 24 horas, 365 dias por ano. A qualidade técnica da Globo é surpreendente, seu time de colaboradores trabalha com orgulho, paixão e disciplina. Quem não se encaixa no padrão Globo, não fica. Nunca ouvi funcionários da Globo fazendo piquete por melhorias salariais ou por falta de reconhecimento.

O problema é que ao retratar a vida como ela é a Globo esquece que seu público não vive apenas no Rio de Janeiro, sede da sua produção cultural. 80% do seu público vive longe do eixo Rio, São Paulo. As novelas mostram a realidade do Rio e não do Brasil. Sua dramaturgia retrata o um cotidiano que jamais será vivida pela maior parte do seu público. Gente que nunca visitará o Rio. Eventualmente há um passeio pelo sul, nordeste e até pelo norte do Brasil, através de novelas de época. As que retratam o presente, retratam a realidade das duas capitais.

Boa parte do público da Globo, e neste caso as exceções não são muitas, tem pouca capacidade de fazer leitura crítica do que é fictício para o que é real. Cria-se portanto, fantasias que acabam servindo de referencia, desejos, ditando comportamento. O que passa na novela ou na grade da emissora vira moda ou sonho de consumo para grande parte do publico, especialmente os menos instruídos. Da favela da Rocinha, ou de uma aldeia Xingú à beira do Tapajós no Pará.

Sempre ouvi dizer que a medida do mundo é a nossa medida. O que a Globo faz, talvez sem intenção, é tentar impor um modelo cultural que é a soma do que pensam seus diretores, (80% gays) e neste caso nada contra a escolha de gênero sexual, com a média da cultura carioca, (mais permissiva, libertária e eclética), tanto a do morro, quanto a da Zona Sul. Nem tudo que é “normal” para o carioca, será para o restante do Brasil, Ser gay é natural. Querer que todo mundo seja não é correto, data-venia, direção da Globo.

Repare que o centro de produção artística da emissora fica no PROJAC. (Zona Oeste do Rio de Janeiro). Já a produção jornalística, o business está sediado onde concentra a maior riqueza, São Paulo. Exceto estes dois centros, o de produção artística e o que gera faturamento o restante do país, para a empresa, existe só para aplaudir e consumir o que chega pronto no sofá. Mas será que o modo de vida dos extremos do Brasil são iguais? Evidente que não.

Com efeito, o Brasil têm dimensões continentais e diferenças abissais tanto no poder aquisitivo, quanto nas tradições culturais. Porém a mesma programação que atende as demandas do carioca do morro ou da zona sul, entra em casas espalhadas pelo país inteiro. E isso explica por que a mesma programação choca alguns, e agrada a outros.

As demandas produzidas pelo Brasil do sul tem preponderância sobre aquelas do Brasil do Norte. Ao disseminar a mesma programação para o território inteiro, a Globo acaba desrespeitando tradições, costumes, modos próprios e peculiares. Não por acaso a resposta está sendo dada por religiosos e até mesmo pelo conjunto da sociedade, que pensa um pouco diferente da elite intelectual que comanda a programação Global, e é em sua maioria, Carioca.

Não enxergar isso é erro estratégico ou confissão de que o país deve pensar igual e que as tradições culturais, “atrasadas”, ou “avançadas” tem pouca ou nenhuma importância para quem comanda a emissora.

José Aparecido Ribeiro
Jornalista, Licenciado em Filosofia.
DRT 17.076 – MG
Blogueiro Portal uai.com.br
31-99953-7945
jaribeirobh@gmail.com.

17 thoughts on “Por que a Globo recebe tantos ataques nas mídias sociais?

  1. A rede Globo é bancada pelo George Soros (financia a esquerda no mundo) que é o 24º homem mais rico do mundo, mas com nosso dinheiro: BNDES, INSS, NIÓBIO, SONEGAÇÃO, etc… Além de financiar o NARCOTRÁFICO no mundo.
    A globo deve $ trilhões aos brasileiros, ela é a maior devedora do INSS, BNDES, SONEGAÇÃO,ETC…
    O maior objetivo do Soros é a destruição da América Latina!… Seus mais importantes meios são: Destruir as famílias e a espiritualidade
    Lema: Jovens sem moral e dignidade são facilmente DOMINADOS!

  2. As novelas mostram a realidade do Rio e não do Brasil. E o Velho Chico? Gostei muito da sua matéria, não concordo que a Globo mostra apenas a realidade do RJ. E 80% dos diretores são gays? Ser gay é natural. Querer que todo mundo seja não é correto, data-venia, direção da Globo. Isso é comentário tendencioso, não acho que a Globo tenha essa intenção, seria muita tolice da direção para uma emissora do porte dessa empresa, acho que apenas eles pregam a tolerância, e isso é positivo, ser gay não é nenhuma anomalia, ficar posando de família correta, certinha, e pregando o ódio e estimulando ataques ao movimento LGBT ou gay, isto que precisa acabar, devemos botar mais amor e tolerância no coração, não sou gay sou casado com a mesma esposa há 40 anos tenho um casal de filhos e tenho uma netinha do meu filho que tem 36 anos, minha filha de 30 anos está grávida e me dará outro neto ou neta, acho horrível o que as pessoas estão fazendo com Globo, Pior que parece ser unanimidade, até MBL está contra a Globo, Igreja Católica, Evangélicos, os partidos de esquerda, de direita, de centro. Acho tbm os comentários de alguns jornalistas tendenciosos, penso que eles deveriam apenas focar na notícia e não emitir opiniões sobre a notícia, até pq a palavra de apresentador de telejornal da Globo tem peso e pode influenciar as pessoas de maneira negativa, alguns programas eu não gosto, gosto do Pedro Bial e suas entrevistas, e fantástico as vezes vejo. novela não gosto. mas a Record é pior, quer que vc vira evangélico pra levar dinheiro pra pastor, na Band tem um pastorzinho pedindo dinheiro tbm, gosto do programa do Silvio Santos, bem pastelão, mas relaxa. torcendo para voltar o pânico na band é bom, e o programa de entrevista com o Mitre acho muito bom. Se não tiver nada venho para meu PC, e acho temas interessantes, debates, como esse aqui, Não vou deixar de assistir a Globo nunca, acho a melhor emissora. Nem Cristo conseguiu agradar a todos!

    1. A rede Globo é bancada pelo George Soros (financia a esquerda no mundo) que é o 24º homem mais rico do mundo, mas com nosso dinheiro: BNDES, INSS, NIÓBIO, SONEGAÇÃO, etc… Além de financiar o NARCOTRÁFICO no mundo.
      A globo deve $ trilhões aos brasileiros, ela é a maior devedora do INSS, BNDES, SONEGAÇÃO,ETC…
      O maior objetivo do Soros é a destruição da América Latina!… Seus mais importantes meios são: Destruir as famílias e a espiritualidade
      Lema: Jovens sem moral e dignidade são facilmente DOMINADOS!

  3. Sério isto? Prezado José Aparecido,
    A palavra que tenho para relatar esta matéria é decepção.
    Sigo o seu blog a muito tempo e não tenho conseguido acompanhar a tempo e hora, então somente estou lendo agora.
    Totalmente desnecessária esta matéria e tendenciosa. E mais ridículo é a opinião de alguns aqui nos comentários. Praticamente parece que existe uma teoria da conspiração. Povinho pobre.
    Tá certo que assiste quem quer, mas justificar que mexer com o inconsciente coletivo, com os desejos e até com os valores de crianças, adolescentes e adultos é demais.
    E este papo de que nem tudo que é “normal” para o carioca, será para o restante do Brasil. Olha, não é questão de ser normal para este ou aquele, se é diferente para o outro, o outro que procure o que lhe identifica, lhe agrada. O relato é de uma realidade da sociedade em geral e não da sociedade carioca exclusivamente. O que a Globo mostra como natural é o que é NATURAL NA SOCIEDADE SIM, na humanidade. A diferença é que em alguns lugares esta realidade é velada, hipócrita. Existem pessoas sofrendo justamente por que não encontram apoio de uma comunidade que o oprime. Querem colocar pessoas dentro de um padrão que não a serve.
    Agora o pior desta reportagem é “Não por acaso a resposta está sendo dada por religiosos” são os mais hipócritas e retrógrados. Não adianta se basear em um salvador virtual para justificar suas ações enquanto na realidade os fatos são pessoas infelizes, oprimidas, vingativas, com baixa alto estima, suicidas e por aí vai.
    Este blog deu pra mim. Tô fora. Vergonha José, vergonha.

  4. Teríamos que ter uma lei obrigando as tvs exibirem no minimo 80% de programação produzidas dentro do próprio Estado.

  5. Infelizmente, a Rede Globo,embora em queda constante de audiência, continua a ser a maior emissora do país e a segunda maior a nível mundial. E influencia negativamente e ilude toda uma sociedade, que despreparada rende se à sua programaçao, que na sua grande maioria é fútil e que tem como única utilidade, manipular os seus telespectadores. Sem falar no jornalismo tendencioso e de conveniência da Globo, Globo News, Veja, ISTO É =MUITO LIXO, FAKE NEWS e DESINFORMAÇÃO!
    Na minha casa a Globo está “exilada” há pelo menos um ano.
    Gostei do enfoque do artigo!! Até mesmo porque você já escreveu a respeito da mesma emissora, sob outro prisma.

  6. A Rede Globo historicamente sempre perverteu os valores sociais e de família, mas agora está em patamares insuportáveis. Forçar a aceitar a ideologia de gênero, e chamar (de maneira rasa) de homofóbicos os que são de opinião contrária aos “LGBTs” através de toda a sua grade de programação é inaceitável. Eu e minha casa não assistimos a Globo manipuladora de sempre. Recomendamos a todos os nossos amigos em rodas de conversas e redes sociais que sempre façam o mesmo. Obrigado pela matéria, que nos pareceu imparcial e justa.

  7. Só acho que o governo brasileiro deveria incentivar o crescimento das outras emissoras para ficar em igualdade com a poderosa. O Brasil é um país grande demais para ficar sob o domínio de apenas uma emissora. Não existe democracia nisto.

  8. Isto não é uma análise das críticas recebidas pela Rede Globo e sim uma propaganda da mesma. Perda de tempo ler um texto tão “infantil”, pra não dizer outro adjetivo. Realmente a Rede Globo influencia a nossa cultura, porém, desvirtuando nossos costumes, deixando os espectadores, que não é o meu caso, forjados aos interesses da classe política inescrupulosa do nosso país!!! Que tristeza!!!

  9. Com certeza, temos uma parte dessa população que consegue ter discernimento , maturidade , cultura , outros meios de comunicação entre outras condições que permitam filtrar essas informações E preciso ter etica, honestidade,
    solidariedade ,respeito…
    O estímulo para estudar pode ser a solução para manter ou não , a tamanha influência da Rede Globo.
    Assunto polêmico ainda por uns bons anos .
    Parabéns pelo artigo !

  10. O Rio e a Globo,juntos,formam a desgraça do Brasil.A pessoa mora lá no Oiapoque e sabe mais das favelas do Rio do que dá própria cidade.Toda criança nordestina quando nasce,o primeiro presente que ela ganha é uma camisa do flamengo falsificada.Dentro do próprio estado de MG,parte da população se identifica com o RJ.Não é à toa que os nascidos em Juíz de Fora são conhecidos como cariocas do brejo.Que coisa mais patética.

  11. Seu texto está corretíssimo. Lógico que tem outros aspectos a serem criticados ou comentados, como o politico. Vc focou na área comportamental. Meu pensamento é exatamente o mesmo a respeito desta empresa. Parece que sua diretoria (em sua maioria gays) se sente com superpoderes para influenciar a sociedade de acordo com suas convicções e seus costumes. Esles tem uma linha inclinada a esquerda mas que não chega a esta paranóia dos petistas ou comunistas. Pegam mais leve neste terreno. O modêlo de atuação da Globo, parece que foi estrategicamente planejado para o tipo e nível da população brasileira. Não sei até quando conviveremos com este tipo de emissora. Quando que teremos uma população inteligente o suficiente para simplesmente mudar de canal e jogar esta empresa e sua política de idiotização da população na lata do lixo?

  12. Rede Globo esta destruindo as familias brasileiras, o povo tem que acordar e banir este canal de suas casas

  13. Pra um jornalista a matéria foi muito superficial e medrosa mesmo…não mencionou nenhuma das falcatruas e pressões que a rede lobo pratica sobre governos…Também não menciona a defesa voraz que a mesma faz desta depravada ideologia de gênero e a tentativa de impor a imoralidade dela como o padrão a seguir…esperava mais dados outros textos interessantes que já lí nesta coluna…este foi fraco e raso…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.