TAM – Processo: 45184273/1 – Resposta SAC – Carta de José Aparecido Ribeiro

*****************************************************************************************************************************************************************************

“Esta mensagem (incluindo todos os documentos anexos) é para uso exclusivo de seu destinatário e pode conter informações privilegiadas e confidenciais. Se você não é o destinatário não deve distribuir, copiar ou arquivar a mensagem (ou seus documentos anexos). Neste caso, por favor, notifique o remetente da mesma e destrua imediatamente a mensagem e seus documentos anexos.”

“This message (including all attached documents) is for exclusive use by its addressee and may have privileged and confidential information. If you are not the addressee, you shall not distribute, copy or file the message (or its attached documents). In this case, please notify the message sender and immediately destroy the message and its attached documents.”

*****************************************************************************************************************************************************************************

Veja a resposta sobre o meu questionamento na questão da ausência de passageiros nas saídas de emergência dos aviões da TAM e a minha resposta.

 

Um abraço

José Aparecido

 

De: tamfale@tam.com.br [mailto:tamfale@tam.com.br]
Enviada em: segunda-feira, 27 de agosto de 2012 15:46
Para: jaribeirobh@gmail.com
Assunto: TAM – Processo: 45184273/1

 

FALE- 45184273

São Paulo, agosto de 2012.

Prezado Sr. José Aparecido,

Tomamos conhecimento de sua mensagem enviada ao Jornal Estado de Minas relatando as suas observações a respeito do nosso serviço Assento Conforto.

Gostaríamos de informar que foi pensando na comodidade de nossos Clientes que oferecemos em nosso check-in a opção de acomodação em assentos com maior espaço para as pernas, localizados na 1ª fileira e nas poltronas da saída de emergência.

Ressaltamos que o Assento Conforto é um serviço que atualmente é oferecido nos vôos operados pela TAM para os Estados Unidos (vôos a Miami, Nova York e Orlando), estendido às rotas Manaus/Miami/Manaus e todos os voos à Europa, à América do Sul (Santiago do Chile, Buenos Aires ou Caracas. Desde 21/02, passou a ser oferecido para todos os trechos domésticos operados pela TAM.

Quanto à sua preocupação relacionada à ocupação da saída de emergência por medida de segurança, informamos que não há obrigatoriedade de que esses assentos sejam ocupados, pois a tripulação é treinada sobre os procedimentos a serem adotados em caso de emergência e, se houver a necessidade de usar este recurso, será feito pela própria tripulação do voo.

De toda sorte, suas considerações a respeito do Assento Conforto foram encaminhadas à Diretoria de Marketing.

Contamos com sua compreensão e colocamos à sua disposição o serviço Fale com o Presidente pelo telefone 0800-123200 (07 dias por semana, 24h por dia), pelo site www.tam.com.br (ícone Fale com o Presidente) ou pelo fax 0800-123900.

Atenciosamente,

Ouvidoria Fale com o Presidente
TAM Linhas Aéreas S/A

cat

Av. Jurandir,856 – Lote 4 – 6° andar – Hangar VII – Jd Ceci – 04072-000
Sao Paulo/SP – Brasil
Tel. 0800 123 200 – Fax 0800 123 900 – www.tam.com.br

Este endereço de e-mail não está habilitado para receber respostas.
Solicitamos que novos contatos sejam feitos através do formulário "Fale com o Presidente".
Caso ainda não possua o Cartão Fidelidade, cadastre-se agora.

 

Prezados

 

Agradeço a delicadeza do retorno e abertura de processo para avaliação de sugestão.

Contudo não posso concordar que a tripulação esteja disponível para abrir 8 portas de um avião na eventualidade de uma emergência. São apenas 4 tripulantes nas extremidades da fuselagem, o que torna a abertura das saídas sobre as asas uma responsabilidade de quem está sentado alí. Estamos falando de 8 portas que precisam ser abertas em questão de segundos.

Até por que, os procedimentos antes da decolagem advertem e perguntam aos passageiros que estão sentados naquelas cadeiras se eles estão aptos a operá-las, dando a eles oportunidade de trocar de assento quando não estão seguros para a operação.

Portanto, a ocupação daqueles assentos é uma questão de segurança e não de capricho ou mero conforto.

Acho razoável cobrar antecipadamente de quem faz questão de viajar naquelas poltronas. Mas após o fechamento das portas, proibir que outros passageiros preocupados com a segurança assentem ali não me parece uma atitude inteligente, mas puramente instrumental e mercantil. O que é legítimo, mas pode significar prejuízos incalculáveis em uma eventualidade de pouso de emergência.

Tenho reparado em 90% dos vôos que faço todas as semanas a ausência de passageiros naquelas cadeiras. Quando um aventura-se, após o fechamento das portas, é IMEDIATAMENTE convidado a se retirar, quase sempre deixando a pessoa em saia justa e constrangimento explicito, já que nem todos os Comissários fazem isso de forma discreta ou cordial. Parecem agir para constranger e fazer a pessoa sair dali correndo.

Recolhido à minha insignificância, perto da competência de quem tomou essa decisão, mas entendendo um pouco de marketing, posso apostar que os prejuízos causados por essa ação são muito maiores do que os benefícios de deixar os assentos livres após o fechamento das portas.

A TAM dedica milhões em Marketing Institucional e deixa escapar pelos dedos, com uma atitude se não arriscada, pouco simpática.

Fico à disposição para uma conversa de viva voz, evitando textos prontos que nos fazem sentir menos importantes do que somos.

 

Cordialmente

José Aparecido Ribeiro

Belo Horizonte – MG

31 9953 7945

 

 

2 thoughts on “TAM – Processo: 45184273/1 – Resposta SAC – Carta de José Aparecido Ribeiro

  1. Pertinente a sua colocação,pena que a sua voz de indignação diante desta questão levantada,para a companhia seja apenas um mero numero de solicitação, é assim que na maioria das ezes somos tratados, respostas prontas já são de praxe, infelizmente os interesses vem sempre em primeiro plano; mas quem sabe haja um descortinar de consciência ….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.